Economia
INDÚSTRIA

No MS, 80% das empresas industriais apresentam crescimento, aponta pesquisa

Otimistas, 57% das empresas esperam aumento na demanda por seus produtos.

Alessandra Messias

22/06/2022 18:00

Estudo aponta que no Mato Grosso do Sul, o mês de maio, teve elevação positiva de quatro pontos percentuais no aumento de estabelecimentos comerciais da indústria. Isso significa que 80%¨das empresas industriais tiveram crescimento ou estabilidade na produção.

A pesquisa de Sondagem do Radar Industrial da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul mostra que a passagem de abril para maio a utilização média da capacidade de produção finalizou o mês com 74% e a capacidade instalada ficou em 71%.  

O coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Federação, Ezequiel Resende., informou que para os próximos seis meses as expectativas são positivas. 

"Os empresários industriais estão otimistas e esperam crescimento da demanda por seus produtos e aumento das contratações. Com essa combinação, os índices de confiança e intenção de investimento também evoluíram na comparação com o último levantamento e seguem acima da média histórica obtida para o mês”, destacou 

No próximo semestre, 57% dos empresários esperam elevação na demanda de produtos. Cerca de 31,6% do total acreditam na estabilidade e 11,4% aguardam queda. 

Na pesquisa, 34,2% dos empresários querem elevar o total de empregados contratados. Outros, 5,1% estimam decréscimo na criação de novos empregos e 60,8% devem manter a quantidade de funcionários estável.

O índice de intenção de investimento do empresário industrial subiu 1,4 ponto sobre o mês de abril e resultou em 58,4 pontos. 

Do total, 63,3% das empresas industriais tem intenção e investir no próximo semestre.

ICEI

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), atingiu 61,5 pontos em junho, acréscimo de 7,3 pontos na média histórica mensal.

Ezequiel Resende destacou que em geral, a confiança do empresário industrial de Mato Grosso do Sul segue num patamar positivo. O otimismo é projetado para os próximos seis meses, em que as empresas esperam melhor desempenho. 

"O indicador permanece acima da linha divisória dos 50 pontos, sinalizando que o empresário industrial de Mato Grosso do Sul segue confiante”, explicou Ezequiel Resende.

Neste mês, 25,3% informaram na pesquisa que a economia brasileira piorou. Para os empresários, a economia de MS foi negativa para 27,8% dos participantes. Avaliando a própria empresa 19,0% dos entrevistados apontaram que o setor está ruim.

A economia brasileira para 51,9% dos empresários não teve mudança e a economia sul-mato-grossense não teve alteração para 50,6% dos pesquisados.

Já, a economia da empresa de cada entrevistado ficou em 53,2% nas mesmas condições.

Ainda de acordo com o ICEI, 21,5% dos empresários avaliam que a economia brasileira melhorou. Para MS, os empresários apontam que a economia ficou em 20,3% positiva e, na própria empresa, alcançou 26,6%. 

 

Assine o Correio do Estado