Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PROCON

Produtos de inverno têm variação de preço de até 897% em Campo Grande

Números foram divulgados pelo Procon Campo Grande
02/07/2020 14:00 - Gabrielle Tavares


O inverno começou no fim do mês de junho e a estação aumenta a procura por produtos de frio. Frente fria chegou nesta semana ao Mato Grosso do Sul e produtos utilizados para se aquecer já registram aumento de preço em Campo Grande. A Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon) da Capital pesquisou o valor de 47 itens, em 11 estabelecimentos comerciais, e a variação de preço chegou a 897% nas mantas para cama de casal.

Conforme a pesquisa, o menor preço da manta foi na loja Montreal Magazine, com valor de R$ 29,99 - a manta da marca Celta, medida de 2,00m x 2,20m. O maior preço foi de R$ R$ 299,00 da marca e loja Mmartan, com medida de 2,20m x 2,40m.

No edredom para cama de solteiro, a variação ficou em 848%. O menor preço de R$ 39,99, da marca Sole Casa e medida de 1,40m x 2,10m, foi encontrado na Havan e o maior preço de R$ 379,00 foi da marca e loja Mmartan, com medida de 1,80m x 2,50m.

Como nos produtos citados anteriormente, o cobertor para cama de casal teve variação alta de 838%. Com o menor preço de R$ 49,99 no cobertor da marca Yaris e medida 1,80m x 2,20m, na Havan e o maior preço de R$ 469,00 no cobertor de microfibra, medida 2,20m x 2,40m, marca e loja Mmartan outra vez.

A pesquisa teve a intenção de mostrar as diferenças de preços que ocorrem devido a tamanhos e qualidades dos produtos. Orientação do Procon é pesquisar o preço antes de efetuar as compras.

 

Confira a lista completa da pesquisa de preços antes de efetivar suas compras

 
 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.