Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PESQUISA

Preços dos ovos de Páscoa variam mais de 100%

Mesmo produto vai de R$ 29,90 a R$ 59,99 entre estabelecimentos comerciais
06/04/2020 18:15 - Súzan Benites


Pesquisa aponta que a variação entre os produtos de chocolate, tradicionalmente consumidos nessa época do ano, pode ser de mais de 100% entre estabelecimentos.  Conforme levantamento realizado pela Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS), o ovo de Páscoa Alpino de 337g é encontrado por R$ 59,99 em um comércio e por R$ 29,90 em outra empresa, diferença de  100,64%. 

Outro que apresentou variação elevada foi o ovo Arcor Lucas Neto de  100g, que é comercializado por R$ 49,99 em uma rede de supermercados e por R$ 26,98 em outra, variação de 85,29%. O ovo Arcor Authentic Games de 100g  foi de R$ 39,99 a R$ 70,45, variação de 76% entre os locais.

Ainda entre os ovos de chocolate que variaram bastante, o Kit Kat branco de 227g apresentou diferença de 62,04%, foi de R$ 26,90 a R$ 42,99. Já o que apresentou a menor diferença entre os locais foi o ovo Kinder Liga da Justiça de 100g, que variou 6,17% indo de R$ 49,90 a R$ 52,98.

O levantamento foi realizada de 23 a 27 de março, envolvendo 127 produtos em  sete estabelecimentos comerciais. Do total verificado, a pesquisa  divulga 81 itens uma vez que os restantes  não foram encontrados em, pelo menos  três dos locais onde ocorreu a verificação.

Foram aferidos valores em sete  estabelecimentos, o maior número de produtos mais baratos foi encontrado em um supermercado atacadista, enquanto numa loja que vende de salgadinhos a eletroeletrônicos, foi encontrada a maior quantidade de preços elevados. 

“A realização da pesquisa visa orientar o consumidor a realizar suas compras gastando menos.  Produtos tradicionais costumam apresentar diferenças  nos preços de estabelecimento para estabelecimento e, por isso,  aconselhamos pesquisar”, afirma o superintendente Marcelo Salomão.

No comparativo anual, ficou constatada a redução de valores para a venda  em 12 itens tendo o maior índice alcançado 27,51% que é o caso do ovo Talento meio amargo com 350 g que no ano passado custava R$ 53,49 e neste ano passou a R$ 41,95.

INTENÇÃO

Levantamento de intenção de compras para o período de Páscoa, aponta que o sul-mato-grossense pretende gastar R$ 136,08 milhões este ano, uma queda de 25% em relação ao ano passado. Conforme a pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Fecomércio (IPF-MS) e Sebrae MS, a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) contribuiu para essa queda no percentual.  

O montante leva em conta a compra de ovos de páscoa e bombons, viagens, gastos com alimentação e bebidas e outras comemorações relacionadas ao período. A intenção de gastos com chocolates e artigos pascais é de R$ 95,47 milhões , queda de 10% em relação ao ano passado, e as despesas com comemorações são estimadas em R$ 40,61 milhões (queda de 47%). 

O valor médio que será gasto com artigos pascais será de R$ 112,76, número 14% menor que em 2019. A pesquisa mostra ainda que os homens estão propensos a gastar mais do que as mulheres, este ano. A pesquisa também detectou que 46% das pessoas comprariam ovo da Páscoa, independentemente do aumento do preço. Esse índice é 10% maior do que o apresentado no ano passado. 

Outro dado que sugere estar em evidência por causa da crise com o Covid-19 é que 47% afirmam que pretendem não procurar os artigos em lojas físicas.

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.