Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FUNCIONALISMO PÚBLICO

Prefeito diz que cofre está zerado, mas garante pagamento no 5º dia útil

Marcos Trad conta com sanção de auxílio federal para honrar pagamentos nos próximos meses
26/05/2020 15:29 - Fábio Oruê, Glaucea Vaccari


Prefeito de Campo Grande, Marcos Trad, garantiu que o pagamento dos funcionários públicos municipais será pago até o quinto dia útil de junho. No entanto, para os próximos meses, Município conta com auxílio do governo federal para honrar os pagamentos.

Em live no Facebook, Trad afirmou que planejamento estratégico feito no início do ano permitiu que o pagamento fosse feito em dia até hoje, mas o futuro é incerto.

“Não esperávamos por esse contratempo todo e, a partir do momento em que o coronavírus fez uma retração de recebimento de receita nos caixas do município, em torno de 40%, evidentemente o baque foi muito forte. Hoje praticamente estamos zerados na nossa conta corrente, mas separado sim o dinheiro do pagamento do funcionário público”, disse.

Com a queda na arrecadação, prefeitura conta com ajuda federal para honrar não apenas a folha salarial a partir de julho, mas compromissos com fornecedores.

O repasse federal previsto no Projeto de Lei Complementar 39, de 2020 de ajuda aos estados ainda precisa ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Agora vai um apelo, que talvez não seja apenas do prefeito Marquinhos trad, mas de todos os prefeitos do brasil: Por favor presidente da República, sancione e carregue aquilo que fora combinado e pactuado e votado e aprovado pelo Congresso Nacional, nós precisamos imediatamente de receber os valores para pagar fornecedores e a folha salarial”, pediu Trad.

Secretário Municipal de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, afirmou ontem, na prestação de contas dos quatro primeiros meses deste ano da Prefeitura de Campo Grande na Câmara Municipal.  que Campo Grande teve crescimento nos gastos com pessoal e encargos financeiros de 7,95% no primeiro quadrimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano anterior, passando de R$ 324 milhões para R$ 349 milhões.

“Estamos na expectativa de recebermos os R$ 148 milhões decorrentes das transferências federais, se pudesse vir nesse mês ainda seria uma maravilha porque a mecânica de transferência é muito simples, a Caixa já pediu para que abríssemos uma conta, então imagino que esse recurso venha”, disse.  

Ele complementou que a expectativa é “tapar o rombo com ajuda federal”, complementando que a prefeitura não está bem financeiramente. 

 
 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...