Clique aqui e veja as últimas notícias!

ECONOMIA

FCO terá 1,6 bilhão para financiamentos em 2021 e linha especial para o Pantanal

Os municípios da região pantaneira terão uma linha de crédito especial do FCO no ano de 2021
08/12/2020 13:00 - Rafaela Moreira


O governador Reinaldo Azambuja anunciou, durante a 14ª Reunião do Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste – Condel/Sudeco, que Mato Grosso do Sul terá disponível R$ 1,698 bilhão em recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) para o financiamento de novos empreendimentos rurais e empresariais.

A novidade aprovada para 2021 será a linha de crédito especial para atender propriedades rurais e empreendimentos localizados na região do Pantanal. 

A medida tem como objetivo auxiliar empresários e produtores rurais na recomposição de suas atividades.

Ao todo, foram destinados para o Pantanal R$ 180 milhões dos recursos previstos para o próximo ano. Em Mato Grosso do Sul, serão beneficiados pelo FCO Pantanal os municípios de: Aquidauana, Bodoquena, Corumbá, Coxim, Miranda, Sonora, Porto Murtinho, Ladário e Rio Verde de Mato Grosso. 

Acompanhe as últimas notícias 

O secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) também estava presente, e destacou que esse recurso é um importante instrumento para o desenvolvimento regional.

Verruck anunciou a destinação de R$ 90.226.039,31 para a linha de Financiamento de Ciência, Tecnologia e Inovação, o equivalente a 1,5% dos recursos previstos no Fundo. 

Deste total, R$ 20 milhões foram alocados para projetos de inovação, com teto de até R$ 200 mil. 

FCO VERDE 

A linha de financiamento do FCO Verde aplica-se ao financiamento de investimentos de custeio, associado a projetos de investimento e de serviços e custos relacionados à regularização ambiental e fundiária dos imóveis rurais; à implantação de sistemas produtivos e tecnologias voltadas à mitigação da emissão de gases causadores de efeito estufa.

Durante a reunião, foi apresentado o investimento de R$ 300.753.464,37 para o fundo Verde.

Outra novidade, ainda para 2021, em caráter excepcional, o FCO poderá financiar aviões e helicópteros voltados ao transporte de pessoas enfermas, em atenção à situação de calamidade pública, em consequência a pandemia da Covid-19.