Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PESQUISA

Preços dos peixes variam mais de 100% em Campo Grande

Levantamento aponta que o quilo do filé de pintado foi de R$25,90 a R$ 55
08/04/2020 18:52 - Súzan Benites


Tradicionalmente o consumo de carnes brancas, mais especificamente de peixes, aumenta no período da Semana Santa. Nesta semana, católicos consomem mais carne branca, principalmente na sexta-feira Santa ou da Paixão. Visando esse público a Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Campo Grande) realizou uma pesquisa que aponta a variação de mais de 100% nos preços dos peixes. 

O levantamento foi realizado entre 7 e 8 de abril em sete peixarias da Capital. Entre os 16 produtos pesquisados, a maior variação encontrada foi no quilo do filé de pintado. Que é comercializado por R$ 25,90 em um estabelecimento e por R$ 55 em outro, diferença percentual de 112%. 

Já os outros peixes de água doce: filé de pirarucu, matrinxã e a piranha não tiveram diferença nos valores. Já o pacu em posta sem espinha teve menor variação ( 15%), sendo encontrado entre R$ 27,90 e R$ 32. 

Quando considerados os produtos  de água salgada, a maior diferença de valores foi encontrada no camarão 7 barbas, onde o quilo foi R$ 39,90 em um estabelecimento e R$ 65 em outro, diferença de 60%. Já a menor diferença, entre os itens marítimos, ficou por conta do filé de merluza, com variação de 2%. O único produto que não apresentou diferença foi o bacalhau, custando em média R$ 47 o quilo.

SEMANA SANTA

A Semana Santa é uma tradição religiosa cristã que celebra a paixão, a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. A tradição religiosa teve início no domingo (5) chamado Domingo de Ramos, que relembra a entrada de Jesus em Jerusalém. E termina com a ressurreição de Jesus, que ocorre no domingo de Páscoa, que será celebrado no próximo domingo (12).

Entre as datas, a sexta-feira (10) Santa ou da Paixão é marcada por jejum e penitência, por representar o drama da morte de Cristo no Calvário. 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.