Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MAIS CARO

Petrobras reajusta gasolina em 5%; terceiro aumento no mês

Litro do combustível custa, em média, R$ 3,959 no Estado e pode ultrapassar os R$ 4 com nova alta
19/06/2020 17:44 - Glaucea Vaccari


 

Petrobras reajustou, nesta sexta-feira (19), o preço da gasolina e diesel nas refinarias, em 5% e 8%, respectivamente. Esta é a terceira vez que a gasolina tem aumento de preço no mês de junho e a nova alta deve chegar ao consumidor sul-mato-grossense.  

Em Mato Grosso do Sul, último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgado no sábado (13), aponta que o valor médio do litro da gasolina vendida no Estado é de R$ 3,959, variando entre R$ 3,749 a R$ 4,500.  

Em Campo Grande, preços variam entre R$ 3,749 e R$ 3,999, com valor médio de R$ 3,891. Maior preço do combustível é em Corumbá, com valor médio de R$ 4,443.

Já o diesel, que sofreu o primeiro reajuste do mês, é vendido em média a R$ 3,106 no Estado. Segundo a Petrobras, o consumo de diesel automotivo se restringe basicamente ao setor agrícola e de transporte rodoviário, setores de extrema importância para a economia do País.

Com o aumento de 5%, litro da gasolina deve ficar R$ 0,07 mais caro às distribuidoras, passando a ser de R$ 1,53, enquanto a alta de 8% no diesel representa aumento de R$ 0,12 por litro para as distribuidoras, totalizando R$ 1,63 por litro.

Os preços são referentes ao valor vendido para as distribuidoras a partir das refinarias. O valor final ao motorista dependerá do mercado, já que cada posto tem sua própria política de preços, sobre os quais incidem impostos, custos operacionais e de mão de obra. 

 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...