Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

3%

Petrobras reduz preço da gasolina e diesel nas refinarias

Redução para o consumidor deve demorar
13/01/2020 17:13 - GLAUCEA VACCARI, COM AGÊNCIAS


 

Preço do diesel e da gasolina terá redução de 3% nas refinarias, segundo informou hoje a Petrobras. A medida entra em vigor nesta terça-feira (14) e é puxada pela redução do preço do petróleo no mercado internacional desde a semana passada, com o recuo das tensões entre os Estados Unidos e o Irã. 

Em Mato Grosso do Sul, último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgado no sábado (11), aponta que o valor médio do litro da gasolina no Estado é de R$ 4,341, enquanto o preço médio do diesel é de R$ 3,858. 

Conforme o presidente da  Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), Paulo Miranda Soares, a medida não surpreendeu o mercado. 

Soares lembrou que, quando começou a tensão entre Irã e Estados Unidos, o preço do petróleo no mercado internacional subiu de US$ 64 para US$ 70 o barril. Como o preço já voltou ao patamar anterior, ele disse que a tendência é de queda do preço dos dois combustíveis no mercado interno brasileiro. “É absolutamente normal e esperada essa atitude da Petrobras", afirmou à Agência Brasil.

O presidente da Fecombustíveis ressaltou, porém, que, para o consumidor, a redução do preço deve demorar algum tempo, porque as distribuidoras têm que gerir o estoque, estimado entre 15 milhões e 20 milhões de litros. “Só baixa o preço quando ela [distribuidora] vender o estoque que comprou mais caro”. Para chegar à bomba, deve demorar 15 dias, “porque a concorrência é muito grande no setor de revenda”, disse Soares.

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.