Economia

MICROCRÉDITO

A+ A-

Plano de Recuperação visa inadimplente do Credigente

Plano de Recuperação visa inadimplente do Credigente

Edivaldo Bitencourt

17/12/2010 - 16h38
Continue lendo...

O Conselho Deliberativo do Credigente aprovou um plano de recuperação de crédito. O programa vai possibilitar o resgate dos débitos não pagos. O inadimplente poderá efetuar o pagamento de hoje até o dia 28 de fevereiro de 2011, conforme a deliberação assinada pelo presidente do conselho do projeto, Edgar Luiz Nazareth.

Segundo a assessoria, 205 pessoas estão inadimplentes e poderão ser contempladas pelo plano. Elas terão isenção de juros e multas para pagamento à vista ou parcelar o débito total em 24 parcelas. O Credigente contemplou quase 3 mil pessoas nos últimos sete anos em Campo Grande.

Economia

Receita libera programa do Imposto de Renda 2024 em 15 de março

Saiba quem deve declarar Imposto de Renda neste ano e como acessar o programa do IRPF

04/03/2024 18h00

Arquivo/Agência Brasil

Continue Lendo...

Os contribuintes poderão baixar o programa do Imposto de Renda 2024 a partir do dia 15 de março, quando começa a entrega da declaração à Receita Federal. O prazo vai até 15 de março.

O programa para computador é baixado em site específico de download da Receita. Também é possível declarar o IR pelo aplicativo Meu Imposto de Renda ou fazer a declaração online pelo Portal e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

Os contribuintes podem preencher o documento começando uma declaração do zero ou importando os dados do ano anterior, ou optar pela declaração pré-preenchida.

As regras finais para a declaração serão conhecidas nesta quarta-feira (6), segundo a Receita. Mesmo sem as normas, os contribuintes já podem se organizar para fazer a declaração. Isso porque a maioria das das obrigações não é alterada há alguns anos.

A única dúvida diz respeito ao valor mínimo de rendimentos tributáveis recebidos no ano. Até o ano passado, quem obteve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70, o que dá R$ 2.379,98 por mês, estava obrigado a prestar contas. A Receita pode aumentar ou manter este limite.

QUEM DEVE DECLARAR O IMPOSTO DE RENDA 2024?

É obrigado a declarar o Imposto de Renda em 2024 o contribuinte que

- Recebeu rendimentos tributáveis acima do limite a ser estipulado pela Receita, o que inclui salário, aposentadoria e pensão do INSS ou de órgãos públicos; em anos anteriores, o limite utilizado foi a partir de R$ 28.559,70
- Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (como rendimento de poupança ou FGTS) acima de R$ 40 mil
- Teve ganho de capital (ou seja, lucro) na alienação (transferência de propriedade) de bens ou direitos sujeitos à incidência do imposto; é o caso, por exemplo, da venda de carro com valor maior do que o pago na compra
- Teve isenção do IR sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguida de aquisição de outro imóvel residencial no prazo de 180 dias
- Realizou vendas na Bolsa de Valores que, no total, superaram R$ 40 mil, inclusive se isentas. E quem obteve lucro com a venda de ações, sujeito à incidência do imposto. Valores até R$ 20 mil são isentos
- Tinha, em 31 de dezembro, posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, acima de R$ 300 mil
- Obteve receita bruta na atividade rural em valor superior a R$ 142.798,50
- Quer compensar prejuízos da atividade rural de 2023 ou anos anteriores
- Passou a morar no Brasil em 2023 e encontrava-se nessa condição em 31 de dezembro

VALORES DAS DEDUÇÕES NO IMPOSTO DE RENDA

- Dedução por dependente: R$ 2.275,08 (valor mensal de R$ 189,59) 
- Limite anual de despesa por com educação: R$ 3.561,50 
- Limite anual do desconto simplificado (desconto-padrão): R$ 16.754,34 
- Para despesas de saúde devidamente comprovadas não há limite de valores 
- Cota extra de isenção para aposentados e pensionistas a partir de 65 anos: R$ 24.751,74 no ano (R$ 22.847,76 mais R$ 1.903,98 relativos ao 13º salário)  

COMO FAZER O DOWNLOAD DO IRPF 2024 NO COMPUTADOR

Para baixar o programa do IRPF o contribuinte deve acessar o site da Receita Federal, na página específica do download: https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/centrais-de-conteudo/download/pgd/dirpf. O programa, no entanto, será liberado no dia 15.

Veja o passo a passo para baixar a versão no computador.

1. Acesse https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/centrais-de-conteudo/download/pgd/dirpf 
2. No quadro à direita, aparecerá a versão de 2024 assim que for liberada 
3. Certifique-se que é a versão nova e clique em "Baixar programa" 
4. O programa começará a ser baixado; não aperte nenhuma tecla 
5. Selecione onde o programa será baixado e vá em "Avançar" 
6. Clique em "Avançar" novamente para criar ícone na área de trabalho 
7. Aparecerá a mensagem de que a instalação foi concluída, vá em "Terminar" 
8. O PGD do IR deverá aparecer na tela inicial do computador  

COMO BAIXAR O APP DO IRPF 2024 PELO CELULAR OU TABLET

Embora o aplicativo não esteja atualizado com as funcionalidades de 2024, o passo a passo para baixar já está disponibilizado. No próximo dia 15, será possível atualizar a versão para celular ou tablet, ou baixar o app atualizado, para quem ainda não tem. Para acessá-lo, no entanto, é necessário ter senha Gov.br.

1. Acesse a loja de aplicativos do seu celular 
2. Na busca, procure por "Meu Imposto de Renda" 
3. Aparecerá a versão com o logotipo do IRPF, da Receita Federal 
4. Peça para baixar, caso ainda não tenha, ou para atualizar, caso já possua o aplicativo em seu celular ou tablet 
5. Depois, vá em "Abrir" 
6. Para acessar, é preciso ter conta Gov.br 
7. Informe o CPF e a senha e clique em "Autorizar"  

TABELA DO IMPOSTO DE RENDA FOI ATUALIZADA EM 2023

A tabela do Imposto de Renda foi atualizada em 2023, após ficar sem correção desde 2015. Houve reajuste na primeira faixa do IR, além da criação de um desconto-padrão de R$ 524. Quem ganha até dois salários mínimos está isento do pagamento do imposto.
Se não houver enquadramento em outra regra que o obrigue da declarar, não será preciso prestar contas à Receita.

TABELA MENSAL DO IMPOSTO DE RENDA 2023 DE JANEIRO A ABRIL

Base de cálculo (em R$) - Alíquota (em %) - Parcela a deduzir (em R$)
Até 1.903,98 - 0 - 0
De 1.903,99 até 2.826,65 - 7,5 - 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 - 15 - 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 - 22,5 - 636,13
Acima de 4.664,68 - 27,5 - 869,36

TABELA MENSAL DO IMPOSTO DE RENDA 2023 A PARTIR DE MAIO

Base de cálculo (em R$) - Alíquota (em %) - Parcela a deduzir (em %)
Até R$ 2.112,00 - 0 - 0
De R$ 2.112,01 até R$ 2.826,65 - 7,5% - R$ 158,40
De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 - 15,0% - R$ 370,40
De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 - 22,5% - R$ 651,73
Acima de R$ 4.664,68 - 27,5% - R$ 884,96

INCIDÊNCIA ANUAL DO IMPOSTO DE RENDA 2024 (ANO-CALENDÁRIO 2023)

Base de cálculo (em R$) - Alíquota (em %) - Parcela a deduzir (em %)
Até R$ 24.511,92 - 0 - 0
De R$ 24.511,93 até R$ 33.919,80 - 7,5% - R$ 1.838,39
De R$ 33.919,81 até R$ 45.012,60 - 15,0% - R$ 4.382,38
De R$ 45.012,61 até R$ 55.976,16 - 22,5% - R$ 7.758,32
Acima de R$ 55.976,16 - 27,5% - R$ 10.557,13

COMO SABER SE SOU OBRIGADO A DECLARAR O IMPOSTO DE RENDA?

Um dos pontos principais é somar a renda tributária recebida no ano. São rendimentos tributários valores de salários, aposentadoria, renda como autônomo e aluguel de imóvel, por exemplo. Se o valor anual ultrapassar o limite de renda da Receita, é preciso declarar.

Também há outras regras, como ter recebido rendimentos isentos e não tributáveis acima de R$ 40 mil no ano. FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) são exemplos de renda não tributável.

Quem tem bens e direitos -somando imóvel e carro, por exemplo- acima de R$ 300 mil também é obrigado a declarar. O valor a ser usado é o da compra do bem.

REÚNA OS DOCUMENTOS

Empresas, instituições financeiras e órgãos públicos têm até 29 de fevereiro para entregar o informe de rendimentos referente a 2023, mas o contribuinte já pode reunir outros documentos para começar a organizar a declaração do IR, como recibos e notas de despesas médicas e de educação, comprovantes de compra e venda de veículos ou imóveis no ano passado, entre outros.

"O primeiro cuidado que o contribuinte tem que ter é em conseguir a documentação e fazer a triagem de tudo o que vai precisar", diz Valdir Amorim, da IOB.

Economia

Franquias faturaram R$ 1,4 bilhão em Campo Grande no ano passado

Associação Brasileira de Franchising realiza em Campo Grande um evento para incentivar os investidores do setor na Capital

04/03/2024 17h00

Divulgação

Continue Lendo...

O mercado de franquias alcançou faturamento de R$ 1,4 bilhão no ano de 2023 em Campo Grande, valor 1% superior ao registrado em 2022 e 37% superior a 2021.

A estimativa é que o município aloque 1.258 operações franqueadas, 4% superior a 2022 e 14% em relação a 2021, gerando hoje 10.861 empregos diretos, 1% superior ao gerado em 2022, e 18% superior a 2021.

Os números revelam não apenas uma ascendência, mas também o potencial e a força da franchising na Capital, que mesmo em meio a desafios econômicos nacionais, continua a prosperar, impulsionado pela resiliência dos empreendedores e pela atratividade do modelo de negócio.

Campo Grande ainda tem outra vantagem, a Prefeitura Municipal aprovou uma lei que reduz a alíquota do ISS para empresas franqueadoras, de 5% para 2%, abrindo as portas para uma nova onda de investimentos. Com essa medida, a expectativa é que novos investidores tragam mais negócios para a Capital.

A prefeita Adriane Lopes comenta que com a economia se fortalecendo, o setor pode melhor se posicionar para continuar sua trajetória de crescimento.

“Preservar, manter e incentivar a franchising em Campo Grande e de todo o Estado é um grande desafio da atualidade e, sendo assim, o incentivo público à atividade torna-se necessário. A redução da alíquota do ISS é um instrumento fundamental para impulsionar o sistema de franquias que sofreu com a pandemia, mas vem demonstrando crescimento e a força de gerar oportunidade e fomentar novas marcas e emprego em Campo Grande”, afirma.

Para mostrar os benefícios da lei e como está o mercado Brasil afora, a Associação Brasileira de Franchising (ABF), realiza, em parceria com a Prefeitura de Campo Grande e por meio da Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio (Sidagro), um encontro com diretores da associação e grandes nomes de multifranqueados que contarão suas histórias de sucesso, como O Boticário e Quem disse Berenice.

Para a discussão do “Panorama do franchising e como se tornar uma franqueadora” participam Fabiana Estrela, diretora-executiva da ABF; Mauro Hyde, diretor ABF regional Centro-Oeste e Bruno Lucius, gerente-jurídico, compliance e governança ABF.

As histórias de sucesso como o tema “Franchising na sua vida e visão, papel do franqueado e do franqueador no sucesso do negócio”, vão ficar a cargo de Nelsinho Brum, Grupo Valebrum (multifranqueado O boticário e Quem disse Berenice) e Solange Brum, Grupo Valebrum (multifranqueado O boticário e Quem disse Berenice). A diretora-executiva da ABF Fabiana Estrela será a moderadora do bate-papo.

Para participar do evento e descobrir o que há por trás do sucesso dessas franquias garanta sua vaga aqui https://abre.ai/123abrindo.

Para o secretário municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, Adelaido Vila, o evento vem aproximar a ABF da capital sul-mato-grossense.

“Temos um desenvolvimento econômico importante, uma economia influenciada pelo agronegócio e baseada em serviços e varejo, com boa penetração da franchising. Este evento vem aproximar o setor de franquias dos campo-grandenses e apontar a importância deste setor para fomentar novas marcas na cidade, gerar mais emprega e movimentar a economia”, afirma.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).