Economia
ABUSIVO

Preço do Diesel já é encontrado a quase R$ 8,00 em Mato Grosso do Sul

Gasolina sobe em termos menores e fecha a semana com preço médio de R$ 7,11 em MS

Rodrigo Almeida

25/06/2022 10:30

 

Uma semana após o último aumento da Petrobrás sobre os combustíveis nas refinarias já é possível ver o impacto sobre os preço nas bombas dos postos de Mato Grosso do Sul, além disso pode-se sentir os efeitos dele no bolso. 

Divulgada neste sábado (25), a pesquisa de preços semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aponta o preço máximo do diesel comum em Corumbá, onde é comercializado a R$ 7,98. 

Como já adiantou o Correio do Estado na edição do dia 24 de junho, o segundo valor praticado em MS é o de Camapuã, R$7,89 o litro. A alta atingiu R$ 0,60 no comparativo com a última semana. 

Esse impacto compromete os custos do frete e pode afetar a inflação como um todo. 

Diretor-presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística de Mato Grosso do Sul (SETLOG-MS), Claudio Cavol, comenta que as planilhas de gastos do setor são pressionados pelo preço do insumo e posteriormente a pressão aparece nos produtos relacionados ao serviço. 

“A situação é complicada por estarmos numa espiral inflacionária. Na nossa planilha de custos o maior gasto é de 35% a 40% em cima do diesel, o restante sobem de acordo com o combustível. Por exemplo, se o diesel subir 15%, imediatamente vemos o principal gasto aumentar, mas o mesmo não acontece nos insumos como pneus, manutenção, peças e outros produtos. Essa alta [do combustível] só aparece 40  dias depois, que é o tempo de ser repassada para os demais produtos”, explica.