Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CRISE FINANCEIRA

Prefeitos cobram do Planalto medidas para aliviar caixa dos municípios

Prefeitos em todo o país enfrentam dificuldades financeiras
13/08/2015 17:01 - FOLHAPRESS


O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, recebeu nesta quinta-feira (13) dirigentes da FNP (Frente Nacional de Prefeitos) que cobraram do governo medidas para aliviar o caixa dos municípios, como a renegociação dos prazos para pagamentos de precatórios e o uso dos recursos de depósitos judiciais.

Participaram da audiência no gabinete do ministro os prefeitos Marcio Lacerda (Belo Horizonte), Artur Virgílio (Manaus), Luiz Marinho (São Bernardo do Campo) e Maguito Vilela (Aparecida de Goiânia).

A FNP tem feito um périplo por Brasília desde abril, quando se reuniu com a presidente Dilma Rousseff.

Em seguida, os prefeitos tiveram encontros com o vice-presidente Michel Temer e com os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Os prefeitos cobraram de Mercadante avanços na construção de uma agenda federativa permanente com o Planalto. A criação de uma mesa com representantes do governo federal e das prefeituras foi prometida à diretoria executiva da FNP em abril pela presidente e reforçada por Temer, mas o projeto não saiu do papel até agora.

No início da semana, a FNP divulgou uma carta aberta em que pediu "diálogo" entre os Poderes para superar a crise política e econômica que acomete o país, posição diferente de outras entidades de municípios que enviarão representantes a Brasília para engrossar os protestos contra o governo marcados para o próximo domingo (16).

Felpuda


Partido político está vivendo processo de autofagia cá por essas bandas. Nada de ideologia ou defesa dos interesses dos filiados. O problema, segundo os mais observadores, é que lideranças não se contentaram em ter cada uma o seu pedaço e decidiram tomar conta com exclusividade do espólio, que, aliás, é regado com cifras milionárias. A legenda deverá se transformarem uma máquina de lavar, no caso, cheia de roupas sujas. E dê-lhe!