Economia

ABAIXO DO PREVISTO

A+ A-

Produção de cana-de-açúcar decepciona

Produção de cana-de-açúcar decepciona

AGÊNCIA BRASIL

15/12/2010 - 00h40
Continue lendo...

A produção de cana-de-açúcar na Região Centro-Sul do país diminuiu 18,1% em novembro, comparada a igual período do ano passado. Do início da safra até 1º de dezembro, a queda já soma 7,26%. Os dados do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) foram divulgados hoje (14) pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

De acordo com o diretor da entidade Antônio de Pádua Rodrigues, o motivo foi o tempo seco que afetou a produtividade agrícola. Ele prevê que será difícil atingir 560 milhões de toneladas colhidas no fechamento do ano. Em agosto, a expectativa era de 570,1 milhões de toneladas.

Apesar dessa redução, o moagem do produto aumentou 8,86% desde o início da safra até novembro, ante igual período de 2009, com um total de 499,4 milhões de toneladas. A partir da segunda quinzena de novembro, no entanto, o processamento caiu 27,95%.

Pádua esclareceu que a qualidade da matéria-prima brasileira, com alto teor de sacarose, minimizou o impacto da estiagem. No período, a produção de açúcar alcançou 33,02 toneladas, aumento de 20,35% sobre a safra 2009/2010. A produção de etanol somou 24,72 bilhões de litros, 14,04% acima da safra passada.

O diretor acredita na estabilização no preço do açúcar, commodity cotada no mercado internacional. “Não dá para imaginar uma queda [de preços] tanto no mercado interno quanto no externo, mas eu não falaria em alta, e sim, em manutenção dos níveis atuais”.

Mas essa estabilidade significa que o produto vai permanecer caro para os consumidores brasileiros. O açúcar refinado figura entre os itens que mais têm contribuído para a elevação da taxa de inflação. Só na cidade de São Paulo, por exemplo, o preço do açúcar subiu 10,29% entre 8 de novembro e 7 de dezembro, segundo levantamento da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). No mesmo período, o álcool combustível ficou 2,04% mais caro.

O presidente da Unica, Marcos Sawaya Jank, prevê que o setor crescerá acima de 5%. Ele anunciou que, em 2011, os usineiros podem entrar com uma ação na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra o protecionismo dos Estados Unidos, que concede subsídio à produção interna de álcool feito à base de milho, dificultando a entrada do produto brasileiro.

Economia

Receita libera programa do Imposto de Renda 2024 em 15 de março

Saiba quem deve declarar Imposto de Renda neste ano e como acessar o programa do IRPF

04/03/2024 18h00

Arquivo/Agência Brasil

Continue Lendo...

Os contribuintes poderão baixar o programa do Imposto de Renda 2024 a partir do dia 15 de março, quando começa a entrega da declaração à Receita Federal. O prazo vai até 15 de março.

O programa para computador é baixado em site específico de download da Receita. Também é possível declarar o IR pelo aplicativo Meu Imposto de Renda ou fazer a declaração online pelo Portal e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

Os contribuintes podem preencher o documento começando uma declaração do zero ou importando os dados do ano anterior, ou optar pela declaração pré-preenchida.

As regras finais para a declaração serão conhecidas nesta quarta-feira (6), segundo a Receita. Mesmo sem as normas, os contribuintes já podem se organizar para fazer a declaração. Isso porque a maioria das das obrigações não é alterada há alguns anos.

A única dúvida diz respeito ao valor mínimo de rendimentos tributáveis recebidos no ano. Até o ano passado, quem obteve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70, o que dá R$ 2.379,98 por mês, estava obrigado a prestar contas. A Receita pode aumentar ou manter este limite.

QUEM DEVE DECLARAR O IMPOSTO DE RENDA 2024?

É obrigado a declarar o Imposto de Renda em 2024 o contribuinte que

- Recebeu rendimentos tributáveis acima do limite a ser estipulado pela Receita, o que inclui salário, aposentadoria e pensão do INSS ou de órgãos públicos; em anos anteriores, o limite utilizado foi a partir de R$ 28.559,70
- Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (como rendimento de poupança ou FGTS) acima de R$ 40 mil
- Teve ganho de capital (ou seja, lucro) na alienação (transferência de propriedade) de bens ou direitos sujeitos à incidência do imposto; é o caso, por exemplo, da venda de carro com valor maior do que o pago na compra
- Teve isenção do IR sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguida de aquisição de outro imóvel residencial no prazo de 180 dias
- Realizou vendas na Bolsa de Valores que, no total, superaram R$ 40 mil, inclusive se isentas. E quem obteve lucro com a venda de ações, sujeito à incidência do imposto. Valores até R$ 20 mil são isentos
- Tinha, em 31 de dezembro, posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, acima de R$ 300 mil
- Obteve receita bruta na atividade rural em valor superior a R$ 142.798,50
- Quer compensar prejuízos da atividade rural de 2023 ou anos anteriores
- Passou a morar no Brasil em 2023 e encontrava-se nessa condição em 31 de dezembro

VALORES DAS DEDUÇÕES NO IMPOSTO DE RENDA

- Dedução por dependente: R$ 2.275,08 (valor mensal de R$ 189,59) 
- Limite anual de despesa por com educação: R$ 3.561,50 
- Limite anual do desconto simplificado (desconto-padrão): R$ 16.754,34 
- Para despesas de saúde devidamente comprovadas não há limite de valores 
- Cota extra de isenção para aposentados e pensionistas a partir de 65 anos: R$ 24.751,74 no ano (R$ 22.847,76 mais R$ 1.903,98 relativos ao 13º salário)  

COMO FAZER O DOWNLOAD DO IRPF 2024 NO COMPUTADOR

Para baixar o programa do IRPF o contribuinte deve acessar o site da Receita Federal, na página específica do download: https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/centrais-de-conteudo/download/pgd/dirpf. O programa, no entanto, será liberado no dia 15.

Veja o passo a passo para baixar a versão no computador.

1. Acesse https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/centrais-de-conteudo/download/pgd/dirpf 
2. No quadro à direita, aparecerá a versão de 2024 assim que for liberada 
3. Certifique-se que é a versão nova e clique em "Baixar programa" 
4. O programa começará a ser baixado; não aperte nenhuma tecla 
5. Selecione onde o programa será baixado e vá em "Avançar" 
6. Clique em "Avançar" novamente para criar ícone na área de trabalho 
7. Aparecerá a mensagem de que a instalação foi concluída, vá em "Terminar" 
8. O PGD do IR deverá aparecer na tela inicial do computador  

COMO BAIXAR O APP DO IRPF 2024 PELO CELULAR OU TABLET

Embora o aplicativo não esteja atualizado com as funcionalidades de 2024, o passo a passo para baixar já está disponibilizado. No próximo dia 15, será possível atualizar a versão para celular ou tablet, ou baixar o app atualizado, para quem ainda não tem. Para acessá-lo, no entanto, é necessário ter senha Gov.br.

1. Acesse a loja de aplicativos do seu celular 
2. Na busca, procure por "Meu Imposto de Renda" 
3. Aparecerá a versão com o logotipo do IRPF, da Receita Federal 
4. Peça para baixar, caso ainda não tenha, ou para atualizar, caso já possua o aplicativo em seu celular ou tablet 
5. Depois, vá em "Abrir" 
6. Para acessar, é preciso ter conta Gov.br 
7. Informe o CPF e a senha e clique em "Autorizar"  

TABELA DO IMPOSTO DE RENDA FOI ATUALIZADA EM 2023

A tabela do Imposto de Renda foi atualizada em 2023, após ficar sem correção desde 2015. Houve reajuste na primeira faixa do IR, além da criação de um desconto-padrão de R$ 524. Quem ganha até dois salários mínimos está isento do pagamento do imposto.
Se não houver enquadramento em outra regra que o obrigue da declarar, não será preciso prestar contas à Receita.

TABELA MENSAL DO IMPOSTO DE RENDA 2023 DE JANEIRO A ABRIL

Base de cálculo (em R$) - Alíquota (em %) - Parcela a deduzir (em R$)
Até 1.903,98 - 0 - 0
De 1.903,99 até 2.826,65 - 7,5 - 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 - 15 - 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 - 22,5 - 636,13
Acima de 4.664,68 - 27,5 - 869,36

TABELA MENSAL DO IMPOSTO DE RENDA 2023 A PARTIR DE MAIO

Base de cálculo (em R$) - Alíquota (em %) - Parcela a deduzir (em %)
Até R$ 2.112,00 - 0 - 0
De R$ 2.112,01 até R$ 2.826,65 - 7,5% - R$ 158,40
De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 - 15,0% - R$ 370,40
De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 - 22,5% - R$ 651,73
Acima de R$ 4.664,68 - 27,5% - R$ 884,96

INCIDÊNCIA ANUAL DO IMPOSTO DE RENDA 2024 (ANO-CALENDÁRIO 2023)

Base de cálculo (em R$) - Alíquota (em %) - Parcela a deduzir (em %)
Até R$ 24.511,92 - 0 - 0
De R$ 24.511,93 até R$ 33.919,80 - 7,5% - R$ 1.838,39
De R$ 33.919,81 até R$ 45.012,60 - 15,0% - R$ 4.382,38
De R$ 45.012,61 até R$ 55.976,16 - 22,5% - R$ 7.758,32
Acima de R$ 55.976,16 - 27,5% - R$ 10.557,13

COMO SABER SE SOU OBRIGADO A DECLARAR O IMPOSTO DE RENDA?

Um dos pontos principais é somar a renda tributária recebida no ano. São rendimentos tributários valores de salários, aposentadoria, renda como autônomo e aluguel de imóvel, por exemplo. Se o valor anual ultrapassar o limite de renda da Receita, é preciso declarar.

Também há outras regras, como ter recebido rendimentos isentos e não tributáveis acima de R$ 40 mil no ano. FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) são exemplos de renda não tributável.

Quem tem bens e direitos -somando imóvel e carro, por exemplo- acima de R$ 300 mil também é obrigado a declarar. O valor a ser usado é o da compra do bem.

REÚNA OS DOCUMENTOS

Empresas, instituições financeiras e órgãos públicos têm até 29 de fevereiro para entregar o informe de rendimentos referente a 2023, mas o contribuinte já pode reunir outros documentos para começar a organizar a declaração do IR, como recibos e notas de despesas médicas e de educação, comprovantes de compra e venda de veículos ou imóveis no ano passado, entre outros.

"O primeiro cuidado que o contribuinte tem que ter é em conseguir a documentação e fazer a triagem de tudo o que vai precisar", diz Valdir Amorim, da IOB.

Economia

Franquias faturaram R$ 1,4 bilhão em Campo Grande no ano passado

Associação Brasileira de Franchising realiza em Campo Grande um evento para incentivar os investidores do setor na Capital

04/03/2024 17h00

Divulgação

Continue Lendo...

O mercado de franquias alcançou faturamento de R$ 1,4 bilhão no ano de 2023 em Campo Grande, valor 1% superior ao registrado em 2022 e 37% superior a 2021.

A estimativa é que o município aloque 1.258 operações franqueadas, 4% superior a 2022 e 14% em relação a 2021, gerando hoje 10.861 empregos diretos, 1% superior ao gerado em 2022, e 18% superior a 2021.

Os números revelam não apenas uma ascendência, mas também o potencial e a força da franchising na Capital, que mesmo em meio a desafios econômicos nacionais, continua a prosperar, impulsionado pela resiliência dos empreendedores e pela atratividade do modelo de negócio.

Campo Grande ainda tem outra vantagem, a Prefeitura Municipal aprovou uma lei que reduz a alíquota do ISS para empresas franqueadoras, de 5% para 2%, abrindo as portas para uma nova onda de investimentos. Com essa medida, a expectativa é que novos investidores tragam mais negócios para a Capital.

A prefeita Adriane Lopes comenta que com a economia se fortalecendo, o setor pode melhor se posicionar para continuar sua trajetória de crescimento.

“Preservar, manter e incentivar a franchising em Campo Grande e de todo o Estado é um grande desafio da atualidade e, sendo assim, o incentivo público à atividade torna-se necessário. A redução da alíquota do ISS é um instrumento fundamental para impulsionar o sistema de franquias que sofreu com a pandemia, mas vem demonstrando crescimento e a força de gerar oportunidade e fomentar novas marcas e emprego em Campo Grande”, afirma.

Para mostrar os benefícios da lei e como está o mercado Brasil afora, a Associação Brasileira de Franchising (ABF), realiza, em parceria com a Prefeitura de Campo Grande e por meio da Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio (Sidagro), um encontro com diretores da associação e grandes nomes de multifranqueados que contarão suas histórias de sucesso, como O Boticário e Quem disse Berenice.

Para a discussão do “Panorama do franchising e como se tornar uma franqueadora” participam Fabiana Estrela, diretora-executiva da ABF; Mauro Hyde, diretor ABF regional Centro-Oeste e Bruno Lucius, gerente-jurídico, compliance e governança ABF.

As histórias de sucesso como o tema “Franchising na sua vida e visão, papel do franqueado e do franqueador no sucesso do negócio”, vão ficar a cargo de Nelsinho Brum, Grupo Valebrum (multifranqueado O boticário e Quem disse Berenice) e Solange Brum, Grupo Valebrum (multifranqueado O boticário e Quem disse Berenice). A diretora-executiva da ABF Fabiana Estrela será a moderadora do bate-papo.

Para participar do evento e descobrir o que há por trás do sucesso dessas franquias garanta sua vaga aqui https://abre.ai/123abrindo.

Para o secretário municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, Adelaido Vila, o evento vem aproximar a ABF da capital sul-mato-grossense.

“Temos um desenvolvimento econômico importante, uma economia influenciada pelo agronegócio e baseada em serviços e varejo, com boa penetração da franchising. Este evento vem aproximar o setor de franquias dos campo-grandenses e apontar a importância deste setor para fomentar novas marcas na cidade, gerar mais emprega e movimentar a economia”, afirma.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).