Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

IMPOSTO DE RENDA

Receita paga R$ 81 milhões no 3º lote de restituição em MS

Consulta será aberta na sexta e lote contempla 55,2 mil contribuintes do Estado
22/07/2020 11:47 - Glaucea Vaccari


Terceiro lote de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2020 contempla 55.255 contribuintes em Mato Grosso do Sul, que irão receber, no total, R$ 81.597.819,75.

Consulta ao lote será aberta na sexta-feira (24), às 8h (horário de MS), pela Receita Federal.

Crédito bancário será realizado no dia 31 de julho.

Recebem a restituição neste lote contribuintes qeu têm prioridade legal, sendo idosos, pessoas com alguma deficiência física ou mental, doença grave ou contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Além destes grupos, também foram contemplados contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 28 de março.

Como consultar

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a site da Receita Federal.

Na consulta, no Portal e-CAC, é possível acessar o serviço Meu Imposto de Renda e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. 

Caso haja inconsistência, é possível fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. 

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. 

Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no Portal e-CAC, no serviço Meu Imposto de Renda.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

 
 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.