Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ATENDIMENTO

Veja quais agências da Caixa abrem hoje em MS para sacar auxílio emergencial

Segunda parcela para nascidos em dezembro está disponível a partir deste sábado
13/06/2020 09:46 - Daiany Albuquerque


 

Os nascidos em dezembro poderão sacar a partir deste sábado (13) a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600, criado pelo governo federal para reduzir os efeitos da pandemia da Covid-19. Os beneficiados poderão sacar o dinheiro em agências da Caixa Econômica Federal que abrem hoje das 8h às 12h. Confira abaixo as agências que estarão abertas em Mato Grosso do Sul.

Os beneficiados poderão sacar o recurso nas máquinas de autoatendimento ou nas unidades lotéricas, além de transferir valores para contas da Caixa ou de outros bancos.

A segunda parcela do auxílio emergencial já estava disponível para uso digital por meio do aplicativo Caixa Tem. O dinheiro vem sendo disponibilizado para saque e transferências para aqueles que receberam a primeira parcela até o dia 30 de abril. Os nascidos entre janeiro a novembro poderão sacar ou realizar transferências bancárias.

Quem for sacar o benefício precisa antes gerar um código autorizador (token) no aplicativo Caixa Tem. Em caso de problemas para que esse código seja gerado, a pessoa pode procurar uma agência da Caixa para fazer o procedimento.

CONFIRA AGÊNCIAS ABERTAS EM MS:

Campo Grande – Rua 13 E Maio, Centro;

Campo Grande – Avenida Dr Gunter Hans, Jardim Tijuca;

Campo Grande – Avenida Gury Marques, Universitário;

Campo Grande – Avenida Bandeirantes, Vila Bandeirantes;

Campo Grande – Avenida Coronel Antonino, Vila Rica;

Corumbá – Rua Cuiabá, Centro;

Dourados – Avenida Marcelino Pires, Centro;

Naviraí – Praça Prefeito Euclides Antônio Fabris, Centro;

Ponta Porã – Avenida Brasil, Centro;

Três Lagoas – Avenida Antônio Trajano dos Santos, Centro.

 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!