Economia

CARGA TRIBUTÁRIA

A+ A-

Vereadores aprovam aumento de 6% até 16% para o IPTU 2011

Vereadores aprovam aumento de 6% até 16% para o IPTU 2011

cARLOS hENRIQUE bRAGA E Edivaldo Bitencourt

22/12/2010 - 02h45
Continue lendo...

Os vereadores de Campo Grande aprovaram, por 19 votos a um, o projeto de lei que reajusta entre 6% e 16% o valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2011 dos 323 mil imóveis. O maior percentual, de 8% a 16%, será aplicado sobre 45,2 mil prédios e terrenos localizados em áreas valorizadas em decorrência das obras de urbanização, desfavelização e pavimentação realizadas pela prefeitura nos últimos anos.

Após muita polêmica e debate, o legislativo aprovou, inclusive com o voto dos dois parlamentares do PT, o aumento médio de 6% nos 277,8 mil imóveis. A maior polêmica ficou por conta das maiores correções. "O aumento foi injusto", afirmou o vereador Alcides Bernal (PP), único a votar contra a proposta encaminhada pelo prefeito Nelsinho Trad (PMDB).

Já a oposição, apesar das críticas, como a de que as obras de melhorias contaram com recursos do Governo federal, votou a favor até do reajuste de 6% a 16%. "Não houve aumento igual 2009", justificou-se a vereadora Thaís Helena (PT), que destacou ter ocorrido majoração de até 40% em áreas de desfavelização no ano passado. Ela citou ainda que o valor venal dos imóveis, apesar da valorização de até 16%, ainda não atingiu o valor de mercado, que é muito superior.

Outro crítico, o vereador Paulo Pedra (PDT) não condenou o aumento. "O valor venal deve subir porque houve melhoria, só acho que o prefeito deveria falar a verdade", disse o pedetista. Ele falou que o reajuste "chegou a 30%" para os proprietários de residências e terrenos localizados nos bairros Rita Vieira, Nova Lima e Chácara dos Poderes.

Pedra ainda defendeu a ampliação dos critérios de classificação para permitir maior justiça fiscal. Atualmente, a prefeitura estipula cinco categorias: precária, popular, média, fina e luxo. O vereador defende a definição de 15 tipos. Ele afirmou que o prefeito prometeu ampliar os itens por meio de projeto de lei a ser enviado ao legislativo municipal em fevereiro.

O secretário municipal de Finanças, Paulo Nahas, desconhece aumento de 30%, mas afirma que os lugares citados por Pedra sofreram valorização por conta de obras públicas e privadas. A região do Nova Lima, por exemplo, recebeu a construção do Shopping Bosque dos Ipês e do residencial de luxo Alphaville.

CPF NA NOTA

Nota Premiada sorteia R$ 300 mil nesta quinta-feira em Mato Grosso do Sul

Sorteio é realizado mensalmente para consumidores que pedirem CPF nas notas de compras

29/02/2024 11h01

Sorteio é realizado todos os meses para quem pediu o CPF na nota de compras Foto: Arquivo

Continue Lendo...

A Nota MS Premiada sorteará R$ 300 mil nesta quinta-feira (30) para consumidores de Mato Grosso do Sul, através das dezenas do concurso da Mega-Sena.

Concorrem ao prêmio consumidores que pediram a inclusão do CPF nas notas de compras feitas no mês de janeiro no comércio de todo o Mato Grosso do Sul.

O prêmio total é de R$ 300 mil. Deste valor, R$ 100 mil é dividido para os contribuintes que fizerem a sena e R$ 200 mil ficam entre aqueles que fizeram a quina. 

O sorteio é sempre no mês posterior à emissão da nota fiscal. Ou seja, as notas emitidas em janeiro concorrem em fevereiro, as emitidas em fevereiro concorrem em março, e assim sucessivamente. 

Não havendo sorteio do concurso da Mega-Sena no dia especificado no calendário, devem ser utilizadas as dezenas sorteadas no concurso da Mega-Sena imediatamente seguinte.

O consumidor pode acompanhar todo o processo, como as dezenas geradas, datas e conferir se foi contemplado pelo site do Nota MS Premiada.

Não há necessidade de guardar os cupons fiscais das compras realizadas.

A participação nos sorteios do programa é automática a todos que pedem a inclusão do CPF.

Como participar

Para participar basta pedir a inclusão do CPF nas notas de compras.

Com isso, oito dezenas que permitem concorrer ao sorteio mensal são emitidas automaticamente.

O sorteio é realizado sempre no mês posterior à emissão da nota fiscal, ou seja, as notas emitidas em agosto concorrem em setembro, por exemplo.

Lista com o CPF dos ganhadores é divulgada no site do programa, até o terceiro dia útil subsequente à realização de cada sorteio.

A Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) de Mato Grosso do Sul não faz a comunicação aos premiados e o consumidor deve estar atento para conferir suas dezenas. 

Para saber se foi o contemplado, basta digitar o CPF no campo indicado.

Ganhadores devem efetuar um cadastro e informar os dados bancários até o dia 15 do próximo mês, para que o pagamento seja realizado até o dia 20.

Se o cadastramento e a validação forem feitos do dia 16 em diante, o prêmio será pago até o dia 5 do próximo mês.

Prazo é de 90 dias e se o ganhador não fizer o cadastro em até cinco dias antes deste período ele perde o direito ao prêmio. 

Mensalmente, são distribuídos R$ 300 mil reais em prêmios para os consumidores que acertarem seis ou cinco números no referido sorteio da Mega-Sena.  

Confira o calendário de sorteios para 2024:

Período de apuração Data do Sorteio da Mega-Sena
Janeiro 2024 29/02/2024
Fevereiro 2024 30/03/2024
Março 2024 30/04/2024
Abril 2024 30/05/2024
Maio 2024 29/06/2024
Junho 2024 30/07/2024
Julho 2024 31/08/2024
Agosto 2024 28/09/2024
Setembro 2024 31/10/2024
Outubro 2024 30/11/2024
Novembro 2024 31/12/2024
Dezembro 2024 30/01/2025

PNAD

Taxa de desemprego fica em 7,6% no trimestre até janeiro, afirma IBGE

Em igual período de 2023, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 8,4%

29/02/2024 09h13

Renda média real do trabalhador foi de R$ 3.078 no trimestre encerrado em janeiro Marcelo Victor/Correio do Estado

Continue Lendo...

No Brasil, a taxa de desocupação ficou em 7,6% no trimestre encerrado em janeiro, conforme os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados nesta quinta-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou abaixo da mediana das expectativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, de 7,8%. O intervalo de projeções ia de 7,4% a 8,6%.

Reprodução/Agência IBGE Notícias

Em igual período de 2023, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 8,4%. No trimestre encerrado em dezembro de 2023, a taxa de desocupação estava em 7,4%.

A renda média real do trabalhador foi de R$ 3.078 no trimestre encerrado em janeiro. O resultado representa alta de 3,8% em relação ao período homólogo.

A massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ 305,125 bilhões no trimestre até janeiro, alta de 6,0% ante igual período do ano anterior, segundo o IBGE.

Desocupação|Brasil - 2012/2024

 

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).