Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPORTUNIDADE

Com salários de até R$ 2,4 mil, UFMS abre inscrições de concurso

Prazo termina em 2 de fevereiro e taxa é de R$ 150
06/01/2020 13:01 - ADRIEL MATTOS


 

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) abriu nesta segunda-feira (6) inscrições para concurso de técnico-administrativo em educação. O salário inicial é de R$ 2,4 mil e auxílio-alimentação de R$ 458.

O candidato tem até as 23h59 de 2 de fevereiro para se inscrever, exclusivamente pela página da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec) na internet. A taxa de inscrição é de R$ 150 e deve ser paga até 3 de fevereiro.

Para o cargo de Assistente de Administração, são 13 vagas: 11 para Campo Grande, uma para Três Lagoas e uma para Corumbá. A exigência mínima é de ensino médio completo ou ensino médio profissionalizante. Já para a função de Técnico de Laboratório (Biologia/Física/Química), foram abertas seis oportunidades para a Capital. Além de ensino médio completo ou ensino médio profissionalizante, é exigido ainda curso técnico na área. Há também quatro vagas em Campo Grande de Técnico de Tecnologia da Informação, também com requisito mínimo de ensino médio completo ou ensino médio profissionalizante, além de curso técnico de eletrônica com ênfase em sistemas computacionais. Por fim, há ainda quatro vagas também na Capital para Técnico em Contabilidade, exigindo ensino médio completo ou ensino médio profissionalizante, curso técnico na área e registro junto ao Conselho Regional de Contabilidade (CRC/MS).

As provas serão realizadas em Campo Grande, Corumbá e Três Lagoas, conforme opção do candidato no momento da inscrição. Os locais e horários de realização do exame serão divulgados por meio de edital e disponibilizados no site da Fapec. A prova será objetiva, de múltipla escolha, e terá duração de quatro horas.

Mais informações podem ser obtidas no edital do concurso (clique aqui para conferir).

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!