Clique aqui e veja as últimas notícias!

UFGD

Após ano de cursinho remoto "forçado", alunos prestaram vestibular da UFGD neste domingo

Vestibulandos fizeram a redação na parte da manhã e realizarão as questões objetivas na parte da tarde
07/02/2021 13:55 - Gabrielle Tavares


As provas do vestibular da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) são aplicadas neste domingo (7) e desafiou os alunos que precisaram estudar de forma remota.

Das 8h às 10h30 os candidatos fizeram a redação, e das 14h ás 18h, farão a prova objetiva com 60 questões. Já a aplicação da prova da seleção para a Licenciatura em Letras-Libras será das 14h às 18h30.

A estudante Amanda Coser, de 17 anos, terminou o Ensino Médio em 2020 pretende fazer medicina, ela disse que sentiu dificuldade em pegar o ritmo das aulas adaptadas.

“Não foi fácil estudar de forma online, não vou mentir. Porque tem todas as complicações de casa, tem barulho, tem família, de vez em quando a internet não pega, mas estou esperançosa em relação a prova”, disse.

Outra estudante, Ana Luiza de Oliveira, 17, é de Brasília-DF e veio para Mato Grosso do Sul só para fazer a prova e tentar uma vaga no curso de medicina. Ela aprovou o tema da redação, que era sobre questões midiáticas.

Últimas notícias

“Achei o tema bem atual, sou de Brasília e estou acostumada com vestibulares de lá, com estilos de redação mais padronizados, então essa achei bem mais tranquilo de fazer, estou esperançosa”.

Outro estudante que aprovou o tema foi Adnei Ferreira, 32 anos, que também quer cursar medicina.

“Achei o tema muito pertinente, as mídias digitais está em tudo. Faço vestibular há uns 3 anos, os outros temas que prestei não tocaram tanto neste ponto de tecnologia, nesse quesito foi diferente. Estou com um friozinho na barriga, mas acredito que foi uma prova com condições de competir”, afirmou.

Cerca de 8,3 mil candidatos se inscreveram para realizar o vestibular e concorrer a uma das 1.072 vagas para 33 cursos de graduação, além dos vestibulares específicos para as licenciaturas em Educação do Campo e em Letras-Libras.

Contudo, a abstenção das provas também esteve presente. Ana Luiza relatou que em sua sala, que estavam ensaladas 20 pessoas, somente 10 apareceram. “Em relação ao distanciamento social e as questões de biossegurança estava bem tranquilo, as cadeiras estavam bem espaçadas”.

Adnei também elogiou as questões de segurança relacionadas à pandemia do coronavírus. “Inclusive na sala que eu tava tinha havia uma fileira vazia entre as fileiras que tinham alunos, e entre cada pessoa tinha uma carteira vazia”, explicou.

O curso mais disputado do vestibular é medicina (164,65), seguido por direito (23,92), agronomia (10,33), psicologia (10,07) e administração (5,42).

Além de Campo Grande, a universidade aplicou provas em Corumbá, Dourados, Itaquiraí e Sidrolândia.

Assine o Correio do Estado