Esportes

ESPORTES DE NEVE

Brasileiros disputam campeonatos

Brasileiros disputam campeonatos

ARLINDO FLORENTINO

14/01/2011 - 00h01
Continue lendo...

A cada dois anos os melhores atletas do planeta se reúnem nas disputas dos Campeonatos Mundiais de esportes de neve. Em 2011, estes eventos agitarão a temporada de inverno no Hemisfério Norte. Entre as provas mais esperadas pelos competidores da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) estão as de Snowboard, Esqui Freestyle, Esqui Alpino e Esqui Nórdico.

A primeira a entrar em ação é a carioca Isabel Clark. Ela disputa a prova de Snowboardcross em La Molina, Espanha, entre os dias 14 e 23 de janeiro, mesma prova na qual obteve o melhor resultado brasileiro em Jogos Olímpicos de Inverno - 9º lugar em Torino, em 2006. A equipe nacional conta ainda com Marcos Batista, que compete no Slopestyle, também de snowboard. 

Os próximos atletas a competir são Bruno Monti e Christian Blanco, responsáveis pela estreia brasileira no Mundial de Esqui Freestyle. Eles disputam a prova de Ski Cross durante o evento, que ocorre entre os dias 30 de janeiro e 5 de fevereiro, em Deer Valley, Utah (EUA). “O Ski Cross tem apelo jovem, visual e radical e, por isso, atrai cada dia mais praticantes”, comenta Blanco.

Na sequência, as montanhas de Garmisch-Partenkirchen, na Alemanha, recebem os atletas para a 41ª edição do Campeonato Mundial de Esqui Alpino, entre 8 e 20 de fevereiro. Pelo Brasil competem Jhonatan Longhi, Maya Harrisson, Paulo Egydio, Alex Seibel, Fábio Guglielmini e Chiara Marano. “É uma oportunidade para os atletas brasileiros mostrarem a importante evolução técnica do esqui alpino nacional em seus 44 anos de história”, explica Stefano Arnhold, presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve.

Os olímpicos Leandro Ribela e Jaqueline Mourão lideram a equipe que encerra o calendário. Eles disputam as provas de Ski Cross Country válidas pelo Campeonato Mundial de Esqui Nórdico, em Oslo, na Noruega, entre 19 de fevereiro e 6 de março. A seleção brasileira contará ainda com Mirlene Picin e Leandro Lutz. Outros que talvez confirmem presença, mas que, por enquanto, estão buscando índices são Fabrizio Bourguignon e Hélio Freitas. “A Noruega é o berço da Esqui Nórdico e os noruegueses têm um carinho todo especial pelo Brasil. Eles nos ajudam desde 2001, quando começamos a disputar esta modalidade olímpica”, lembra Arnhold.

 

VÔLEI

Seleção feminina de vôlei arrasa Turquia e conquista feito inédito na Liga das Nações

Nunca antes um país conseguiu passar pela primeira fase sem perder ao menos um jogo

16/06/2024 12h00

Bloqueio do Brasil contra a Turquia na VNL feminina

Bloqueio do Brasil contra a Turquia na VNL feminina Foto: Esporte News Mundo

Continue Lendo...

A seleção brasileiro feminina de vôlei continua fazendo história na Liga dos Nações e deve ir aos Jogos Olímpicos de Paris-2024 com a moral elevada. A equipe de José Roberto Guimarães derrotou a Turquia, atual campeã do torneio, por esmagadores 3 sets a 0, parciais de 25/14, 25/14 e 25/19, em 1h11min de partida. Com isso, conquistou um feito inédito ao terminar a primeira fase invicta.

Nunca antes um país conseguiu passar pela primeira fase sem perder ao menos um jogo. O feito só confirma o bom momento da seleção brasileira, que assumiu a liderança do ranking da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) entre as mulheres no último sábado, graças à vitória da China sobre a própria Turquia

Com 12 vitórias em 12 jogos, o Brasil terminou a primeira fase da Liga das Nações na liderança e enfrentará, nas quartas de final, a Tailândia, que terminou na 13ª colocação, com apenas três triunfos. As tailandesas só se classificaram por serem o país sede da fase final. O jogo será em Bangkok.

O técnico Zé Roberto tratou o jogo com seriedade e colocou em quadra a sua equipe titular, formada por Roberta, Rosamaria, Gabi, Ana Cristina, Thaisa, Carolana e Nyeme. Com a escalação principal, o Brasil foi dominante e chegou a conquistar 13 pontos consecutivos, fechando o primeiro set por 25/14.

Diferente da equipe brasileira, o técnico Daniele Santarelli rodou bastante a sua equipe, que não conseguiu igualar o nível do Brasil e foi novamente amassada no segundo set. Com apenas 20 minutos, a seleção de Zé Roberto fechou novamente com um 25/14.

O terceiro set começou mais equilibrado, com a Turquia dando mostras que poderia reagir. Mas o bom momento durou pouco. Sob o comando de Rosamaria, que somou 14 pontos no duelo, o Brasil virou com extrema facilidade e chegou a abrir 20/12. Com a larga vantagem, a equipe de Zé Roberto só administrou a reta final da partida para confirmar a vitória arrasadora com um 25/19.

FUTSAL

Douradina é eliminado da Copa do Brasil Feminina após derrota em Mato Grosso

Com apenas uma equipe representante do Estado na competição, o futsal de MS perde a frequência de três anos na semifinal

16/06/2024 08h30

Partida disputada no Guanandizão, no jogo de ida, terminou 3 a 2 para a equipe mato-grossense

Partida disputada no Guanandizão, no jogo de ida, terminou 3 a 2 para a equipe mato-grossense Foto: Divulgação / DEC

Continue Lendo...

Nova derrota do Douradina em confronto contra o House Via Motos, em Mato Grosso, eliminou de forma precoce o representante do Mato Grosso do Sul na Copa do Brasil de Futsal Feminino de 2024.

Vindo de uma derrota por 3 a 2 no Ginásio Guanandizão, o time do Douradina precisava da vitória no estado vizinho, para conseguir levar o jogo para prorrogação, porém o clube mato-grossense fez valer o fator casa e goleou o Douradina por 4 a 0.

Os gols da partida foram marcados pela Erikinha (2x), Noleto e Ratinha. O jogo foi disputado na noite deste sábado (16), no Ginásio Douglas Poyane, em Tangará da Serra (MT).

Com este resultado, a eliminação do Douradina Esporte Clube (DEC) nas quartas de final, tira uma sequência de três anos consecutivos em que o futsal feminino do Estado conseguia se classificar até as semifinais da Copa do Brasil. 

A quebra desta sequência também acontece na edição no qual apenas uma equipe sul-mato-grossense disputou a Copa do Brasil feminina, já que nos anos anteriores, o então DEC/Operário e a Serc/UCDB disputavam a competição representando o Estado.

RETROSPECTO

Com oito edições existentes da Copa do Brasil de Futsal Feminino, foi no ano de 2021, a primeira vez que o futsal do Estado chegou nas semifinais. O então Pezão/Operário disputou a semifinal contra o Stein Cascavel do Paraná.

No ano de 2022, o DEC/Operário derrotou a Serc/UCDB nas quartas de final, e disputou as semis contra o Stein Cascavel novamente, desta vez conseguiu uma histórica vitória de 3 a 1 em Mato Grosso do Sul, mas no jogo da volta perdeu de 9 a 0 no tempo normal, e de 3 a 0 na prorrogação.

Após as duas tentativas do DEC/Operário, foi a vez da Serc/UCDB chegar as semifinais da Copa do Brasil, fazendo a sua revanche nas quartas de final contra o Galo. O time salesiano enfrentou o Taboão Magnus, e perdeu os dois confrontos.

 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).