Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NA SUÍÇA

Ciclistas do Brasil são destaques no Para-Pan

Ciclistas do Brasil são destaques no Para-Pan
07/08/2015 09:58 - esportems


Provas foram realizadas na Suíça, entre os dias 30 de julho e 2 de agosto, reunindo os melhores paraciclistas da atualidade. Os atletas que integram a Seleção Brasileira de Paraciclismo disputaram  o Campeonato Mundial de Paraciclismo de Estrada, na Suíça.

A competição reuniu os melhores atletas da atualidade divididos em várias categorias.
A equipe brasileira marcou presença nas duas provas (Contra-Relógio Individual e Resistência) e brigou pelo título em 4 categorias.

A melhor colocação da seleção foi alcançada pelo atleta Lauro Chaman, que compete na Classe C5 e marcou o 9º melhor tempo na prova Contra-Relógio, na quinta (30), repetindo o bom desempenho no sábado (1º), quando ficou em sétimo na Resistência. Soelito Gohr, que também compete na mesma classe, ficou em 13º e 12º lugar, respectivamente.

A brasileira Jady Malavazzi representou o Brasil na categoria Handbike 3 (H3), terminando o Contra-Relógio na 10ª posição e ficando em 11º lugar na Resistência.

Na disputa da Tandem, a equipe brasileira também esteve presente no mundial. A experiência serviu principalmente para motivar e impulsionar os praticantes desta categoria no cenário nacional.

Na prova de Contra-Relógio, a dupla masculina formada por Luciano da Rosa/Edson Resende, terminou na 20ª colocação, enquanto no feminino, Marcia Ribeiro/Mariane Ferreira fizeram o 12º tempo, repetindo o resultado na prova de Resistência. Já Luciano da Rosa e Edson Resende não completaram a disputa da Resistência.

O próximo desafio da equipe brasileira será os Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015 entre os dias 8 e 13 de agosto
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!