Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FUTEBOL

Com gol de Neymar, PSG goleia e passa à semi da Copa da Liga Francesa

Com gol de Neymar, PSG goleia e passa à semi da Copa da Liga Francesa
08/01/2020 19:01 - ESTADÃO CONTEÚDO


O ataque do Paris Saint-Germain neste início de 2020 está arrasador. Depois de fazer 6 a 1 no Linas Montlhery, da sexta divisão, no último domingo, na estreia pela Copa da França, o time parisiense repetiu o placar nesta quarta-feira contra o Saint-Étienne, da elite nacional, no estádio Parque dos Príncipes, em Paris, pelas quartas de final da Copa da Liga Francesa. O show ficou por conta do centroavante argentino Mauro Icardi, autor de três gols. Neymar e Mbappé marcaram um cada.

A goleada do Paris Saint-Germain começou a ser construída logo no segundo minuto de jogo com Icardi, que acertou um chute cruzado de dentro da área. Com a expulsão de Wesley Fofana aos 31, o Saint-Étienne se perdeu em campo e levou mais dois ainda antes do intervalo - aos 39, com Neymar, e aos 44, em um gol contra de Jessy Moulin.

Na segunda etapa, Icardi mostrou o seu faro de artilheiro e em menos de 15 minutos conseguiu o seu "hat-trick" na partida com os gols marcados aos quatro e aos 12. Mbappé deixou o seu aos 22 e Yohan Cabaye fez o de honra do Saint-Étienne aos 26, dando números finais ao duelo.

Nas semifinais, marcadas para os dias 21 e 22 deste mês, o Paris Saint-Germain conhecerá o seu adversário nesta quinta-feira, quando será realizado o sorteio na sede da Federação Francesa de Futebol (FFF). Na terça, o Reims eliminou o Strasbourg na disputa por pênaltis por 4 a 2, depois do empate sem gols no tempo normal. E nesta quarta Lyon e Lille também conseguiram a classificação.

Em casa, o Lyon bateu o Brest por 3 a 1, sendo que o volante brasileiro Jean Lucas, ex-Flamengo e Santos, marcou o terceiro gol do time mandante. Também anfitrião, o Lille ganhou do Amiens por 2 a 0 e o meia Luiz Araújo, ex-São Paulo, fez o primeiro.

Felpuda


Comentários maldosos nos meios políticos dão conta que duas figurinhas que se rebelaram contra os próprios colegas poderão ficar no sereno político e, de forma indireta, serem personagens das próprias manifestações.

Um deles defendeu a redução do número de vereadores, e o outro disse ter vergonha de exercer o cargo. Agora enfrentam altos e baixos na campanha eleitoral.