Esportes

2ª FASE

Costa Rica está a uma vitória de garantir a classificação na série D

Time de MS embalou uma sequência de vitórias faltando duas rodadas para o fim da fase de grupos

Continue lendo...

Fazendo uma campanha surpreendente no Campeonato Brasileiro Série D, o Costa Rica está a uma vitória de conseguir a classificação para a segunda fase da quarta divisão.

Caso consiga este feito, o Costa Rica será a primeira equipe do Mato Grosso do Sul a conseguir avançar para a fase mata-mata pela segunda vez, já que o CREC, em 2022, também chegou na 2ª fase quando disputou a classificação no grupo do Centro-Oeste.

A campanha da Cobra do Norte até aqui vem quebrando recordes locais, já que graças as últimas duas vitórias contra o Pouso Alegre (MG) e Maringá (PR) a equipe de Costa Rica é o clube sul-mato-grossense com mais vitórias na história da Série D, vencendo 12 jogos em duas participações.

Anteriormente o time que ganhou mais na quarta divisão era o CENE de Campo Grande, com 10 em quatro participações.

O próximo adversário do Costa Rica na penúltima rodada da fase de grupos da Série D será o atual vice-líder do grupo 7, o Inter de Limeira, o jogo acontece no Estádio Major Levy Sobrinho, em Limeira (SP), no sábado (13).

Além de uma vitória garantir a classificação, os três pontos colocariam o Costa Rica na vice-liderança do grupo.

O CREC só depende dele para chegar a segunda fase, porém uma derrota do quinto colocado, o Santo André (SP), nestas duas últimas rodadas, já garante o clube sul-mato-grossense na próxima fase.

Ao Correio do Estado, o meio-campista do Costa Rica, Guilherme Carrijo, falou sobre o bom desempenho do clube neste momento decisivo. "O elenco se fechou e vem numa crescente muito boa, todos estão se apoiando e juntando forças para passar nesse grupo tão difícil", disse Carrijo.

O atleta mantém as expectativas altas para o clube conseguir atingir este primeiro objetivo, de avancar para a 2ª fase. "Nosso time sempre vai jogar pra ganhar e tenho certeza que vamos conseguir a classificação nesses jogos", concluiu.

Na terceira colocação do grupo 7, o Costa Rica em 12 rodadas venceu seis jogos, empatou dois e perdeu quatro jogos. 

VIRADA NO MINUTO FINAL

A partida do último final de semana contra o Maringá (PR) foi cheia de emoções para o torcedor de Costa Rica. 

Jogando em casa, no Estádio Laertão, o CREC sofreu o primeiro gol do jogo, marcado pelo Gebson aos 13 minutos do primeiro tempo. 

Na segunda etapa o Costa Rica conseguiu comandar melhor as ações do jogo e empatou a partida aos 13 minutos do segundo tempo, com gol de falta do lateral Jô. 

Um vacilo da zaga da Cobra do Norte colocou o time sul-mato-grossense atrás do placar novamente, com gol de cabeça do Júlio Rodrigues, 2 a 1 para o Maringá.

Porém nos acréscimos da segunda etapa o Costa Rica marcou com gol de pênalti do meia Roberto Baggio, e no minuto seguinte, do atacante Eduardo Kuhn que entrou no decorrer da partida, garantindo a virada de 3 a 2.

Ao final do jogo o atacante autor do gol da vitória falou sobre a importância da soma destes três pontos pela briga na zona de classificação.

“Muito feliz por ter feito este gol, o meu primeiro com a camisa do CREC, mas feliz ainda pela vitória já que estamos em busca da classificação. Agora é focar no próximo passo contra o Inter de Limeira, jogo importante para conseguir a classificação antecipada”, disse Kuhn.

SEM ABALAR 

A campanha do Costa Rica até esta 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da quarta divisão foi cheia de altos e baixos, porém apensar de três mudanças de comando na Cobra do Norte, a equipe manteve os bons resultados nos momentos importantes.

O início foi conturbado com o treinador Gian Rodrigues, a equipe não marcou gol e nem venceu os primeiros três jogos, conseguindo a primeira vitória conta o Pouso Alegre, por 1 a 0, depois da demissão do Gian e contratação do Alan George.

Com o Alan George no comando o CREC a equipe se ajeitou, começou a marcar e venceu a maioria das partidas, sendo duas delas contra o Água Santa, 2 a 0 em Diadema (SP) e 2 a 1 no município de Costa Rica.

No auge da campanha, após uma vitória de 3 a 0 na Patrocinense (MG) que deixou o CREC na 3ª colocação do grupo, o técnico Alan George comunicou a diretoria do Costa Rica que deixaria o cargo, alegando problemas familiares.

Pensando em manter os bons resultados, o Costa Rica chamou de volta para uma segunda passagem no clube, o treinador Rogério Henrique, que no ano passado comandou a equipe no início do campeonato Estadual, vencendo os quatro primeiros jogos daquela campanha que resultou o bi-campeonato do CREC no Estadual sul-mato-grossense.

A escolha vem dado certo, já que o elenco manteve o seu desempenho e venceu os dois jogos até agora com o comando do Rogério Henrique.

Nesta longa caminhada de 12 jogos o Costa Rica marcou e sofreu 16 gols, o artilheiro da equipe na Série D é o meia Roberto Baggio com três gols, e os atacantes Joelson e Lopeu têm dois gols cada no campeonato.

Saiba

Além do Costa Rica em 2022, o Comercial, Novo e Sete de Setembro foram os clubes do Estado que conseguiram avançar para a segunda fase da Série D em edições anteriores.

Assine o Correio do Estado

SÉRIE D

CREC depende apenas de si para ir ao mata-mata da competição

Neste momento, antes do início da última rodada, o Costa Rica é o terceiro colocado com 20 pontos e vitória o coloca na próxima fase sem depender de outros resultados

20/07/2024 11h00

Costa Rica depende apenas dele mesmo para ir à próxima fase da competição

Costa Rica depende apenas dele mesmo para ir à próxima fase da competição Foto: Divulgação / Costa Rica

Continue Lendo...

Após perder por 1x0 da Inter de Limeira (SP) na última partida e ver a classificação ficar para a última rodada, o Costa Rica contou com a sorte nos resultados de outros jogos e ainda depende apenas de si para ir ao mata-mata da Série D do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, a equipe sul-mato-grossense entra em campo pela última vez na fase de grupos, às 15h, contra o já eliminado São José (SP), em casa.

Ainda na terceira colocação e com 20 pontos conquistados, é improvável que o Costa Rica seja desclassificado após a realização da 14ª rodada, mas ainda há chances e não pode bobear. Veja os cenários:

  • Em caso de vitória - avança sem sustos e pode beliscar um segundo lugar, mas neste caso dependeria de uma derrota da Inter de Limeira por muitos gols ou uma "senhora goleada" contra o São José;
  • Em caso de empate - Ainda sim bem encaminhado, já que chegaria aos 21 pontos e teria que torcer para Santo André (SP) e Água Santa (SP) não vencerem seus jogos;
  • Em caso de derrota - Ficaria estagnado nos 20 pontos, o que qualquer pontuação das equipes paulistas citadas acima eliminaria o Costa Rica.

Acerca dos possíveis adversários na próxima fase, há alguns cenários. Caso passe em terceiro do grupo, o CREC enfrenta o segundo colocado do grupo H, que, neste momento, é ocupado pelo Avenida (RS), mas ainda está em aberto, também podendo ser o Brasil de Pelotas (RS) ou o Concórdia (SC).

Porém, se passar em quarto, o Costa Rica enfrenta o primeiro deste mesmo grupo, que hoje é ocupado pelo Cianorte (PR), mas também podemos ter uma virada e o Avenida (RS) terminar na liderança e aparecer no caminho da equipe sul-mato-grossense. Há uma pequena chance da Cobra do Norte avançar em segundo, daí neste caso enfrentaria o terceiro do grupo H, que tem como possíveis adversários os mesmos citados anteriormente.

A transmissão ao vivo de hoje é sob responsabilidade do canal oficial do Costa Rica no Youtube, a CREC TV. Aos interessados em comparecer na arquibancada do Laertão, os ingressos estão sendo vendidos na bilheteria por R$ 10.

Adversário e grupo

Como já falado nesta reportagem, o São José não tem chances de classificação para a próxima fase, ou seja, está eliminado. No campeonato, até aqui, a equipe paulista soma 13 pontos, com duas vitórias, sete empates e quatro derrotas em 13 jogos, além de 13 gols marcados (seis destes em apenas uma partida, quando venceu a Patrocinense, de Minas, por 6x0) e 16 sofridos.

Nas últimas cinco partidas, o São José tem duas derrotas, dois empates e uma vitória, quando venceu, surpreendentemente, a Inter de Limeira por 2x1, fora de casa. Mesmo com a eliminação já garantida e, na teoria, estar "cumprindo tabela", a equipe paulista não deve amolecer durante o jogo, até para terminar a competição de cabeça erguida.

Sobre o grupo, há dois classificados garantidos, sendo eles o Maringá (PR) e a Inter de Limeira. As outras duas vagas estão sendo disputadas por três equipes, uma delas o Costa Rica. Confira a classificação antes do início da última rodada:

Costa Rica depende apenas dele mesmo para ir à próxima fase da competição
*Legenda: PJ - Partidas Jogadas; VIT - Vitórias; E - Empates; DER - Derrotas; GM - Gols Marcados; GC - Gols Contra (sofridos); SG - Saldo de Gols (GM - GC = SG) e Últimas 5 - resultados de determinada equipe nos últimos cinco jogos.

Saiba

Se o Costa Rica avançar ao mata-mata da competição, vai repetir o mesmo feito que fez em 2022, quando também disputou a Série D do Campeonato Brasileiro e classificou para a segunda fase do torneio. Na ocasião, passou em terceiro colocado com 21 pontos, mas acabou sendo eliminado pelo Bahia de Feira (BA) pelo placar agregado de 2x1 (ida: 0x0 no Laertão; volta: 2x1 na Arena Cajueiro, casa da equipe adversária).

Assine o Correio do Estado

Esportes

Seleção feminina treina na França a quatro dias da estreia nos Jogos Olímpicos

A estreia será contra a Nigéria, às 14h (horário de Brasília) na próxima quinta (25)

19/07/2024 23h00

Rafael Ribeiro / CBF / Divulgação

Continue Lendo...

A seleção brasileira feminina de futebol realizou seu primeiro treino em Bordeaux (França), cidade base do time durante a Olimpíada de Paris, nesta sexta-feira (19). A estreia será contra a Nigéria, às 14h (horário de Brasília) na próxima quinta (25), véspera da cerimônia de abertura dos Jogos. O Brasil está no Grupo C, que tem ainda Japão e Espanha.

Antes da atividade com bola no Centro de Treinamento Edouard Stehelin, o técnico Arthur Elias se reuniu com as jogadoras para apresentar estratégias e planos de jogo para a primeira fase (grupos) da competição. Depois, Elias comandou o treino, priorizando jogadas de defesa e de ataque. As jogadoras também trabalharam cobranças de pênaltis.

Atacante da seleção, Adriana está confiante no sucesso da equipe nos Jogos, mas antevê uma estreia difícil diante das nigerianas.

“Esse primeiro jogo tem caráter decisivo. Na verdade, vai ser sempre assim. De todo modo, temos de ter muita concentração, com muito foco, nessa estreia. E seguir passo a passo”, defende a atacante de 27 anos, que atua no Orlando Pride (Estados Unidos).  

O torneio de futebol em Paris reúne ao todo 12 países. No Grupo A estão França, Colômbia, Canadá e Nova Zelândia, e no Chave B estão Estados Unidos, Zâmbia, Alemanha e Austrália. Só avançarão às quartas de final as duas melhores seleções em cada grupo, e as duas melhores terceiras colocadas.

Primeira fase - Jogos do Brasil

25 de julho (quinta-feira) 

14h - Nigéria x Brasil - Estádio de Bordeaux

28 de julho (domingo)

12h - Brasil x Japão - Estádio Parc des Princes (Paris)

31 de julho (quarta)

12h - Brasil x Espanha - Estádio de Bordeaux

** Agência Brasil

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).