Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DURANTE PANDEMIA

Cristiano Ronaldo treina em estádio em Portugal e é defendido por autoridades

CR7 foi flagrado treinando com outras pessoas em um campo de futebol
10/04/2020 19:00 - Estadão Conteúdo


As autoridades portuguesas defenderam Cristiano Ronaldo depois que o astro da Juventus foi flagrado treinando com outras pessoas em um campo de futebol na Ilha da Madeira, em Portugal, sua terra natal, em meio à pandemia do novo coronavírus.

Cristiano Ronaldo aparece em imagens nas redes sociais treinando em um campo de futebol. Segundo a imprensa portuguesa, o local utilizado pelo craque da Juventus é o Estádio da Madeira, localizado na cidade do Funchal, com capacidade para pouco mais de 5 mil pessoas e que pertence ao Nacional da Ilha da Madeira, clube onde Ronaldo deu seus primeiros passos no futebol.

"Cristiano fez apenas alguns minutos de exercício e isso não traz nada prejudicial para o mundo", disse Pedro Ramos, secretário Regional da Saúde e Proteção Civil da Madeira.

Cristiano Ronaldo foi visto treinando finalizações a gol. O craque está em Portugal desde o início de março, quando pediu permissão à Juventus para ficar com a mãe, que havia sofrido um derrame e teve de ser hospitalizada. Com o surto da covid-19, o jogador acabou permanecendo em sua terra natal.

"Todos os cidadãos podem sair e fazer algum exercício físico, desde que não se reúnam em grandes grupos e mantenham distância de outras pessoas que possam

encontrar enquanto se exercitarem", explicou Ramos. Em Portugal, há, até o momento, mais de 15 mil casos da doença confirmados e mais de 400 mortes. O país europeu está em estado de emergência há três semanas, com as pessoas confinadas em suas casas.

Ainda não está definida a data de reapresentação de Cristiano Ronaldo e seus colegas de Juventus. Segundo a imprensa italiana, o clube de Turim quer que as atividades sejam retomadas já na próxima semana, após a Páscoa. Certo é que os atletas que estiverem em quarentena fora da Itália terão de passar por mais um período de isolamento por 14 dias antes de voltarem a treinar

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.