Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

BRASILEIRÃO

Eficaz nos contra-ataques, Palmeiras vence e não deixa Atlético-MG virar líder

Duelo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro terminou em 3 a 0
02/11/2020 18:26 - Estadão Conteúdo


Com forte marcação e eficiência nos contra-ataques, o Palmeiras venceu o Atlético-MG, por 3 a 0, nesta segunda-feira, no Allianz Parque, em duelo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Com este resultado, o time alviverde chegou aos 28 pontos, enquanto os mineiros seguem com 32 e não atingiram a liderança da competição, que permanece com Internacional e Flamengo, ambos com 35 pontos.

A vitória foi um belo presente de boas vindas do time palmeirense ao técnico português Abel Ferreira, que esteve no estádio, ao lado do presidente Maurício Galiotte, e fará sua estreia quinta-feira, frente ao Red Bull Bragantino, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. 

O interino Andrey Lopes volta a fazer parte da comissão técnica.

O primeiro tempo foi marcado pela superioridade do Palmeiras. Fruto de um marcação forte e intensa desde o campo de ataque. Na verdade, o time alviverde demorou oito minutos para se ajustar em campo e, a partir daí, dominar o adversário.

Sentindo que seu time estava sendo dominado, o técnico Jorge Sampaoli ficou mais agitado que o normal à beira do gramado. 

Mas não adiantou, o argentino viu o adversário chegar com perigo por intermédio de Wesley e Raphael Veiga.

Aos 19 minutos, em rápida jogada pela esquerda, Viña cruzou na cabeça de Raphael Veiga. A finalização perto da marca do pênalti saiu forte e sem defesa para Everson. Aberto do placar.

Sem conseguir imprimir o tradicional toque de bola, o Atlético-MG, que teve mais posse de bola, passou a alçar bolas para o ataque, o que facilitou ainda mais o trabalho da bem postada defesa do Palmeiras.

Os mineiros só foram armar duas boa jogadas, aos 39 e 41 minutos, quando Guilherme Arana surgiu bem pela esquerda e bateu firme, mas a bola desviou em Gabriel Menino. Na sequência, Savarino, livre, bateu por cima.

O segundo tempo começou com o mesmo panorama. O Atlético-MG com o domínio do jogo, com mais posse de bola, mas o Palmeiras com eficiente e mais perigoso. 

Rony, Wesley e Raphael Veiga finalizaram, enquanto os mineiros pararam no 'paredão' palmeirense, liderado por Gustavo Gómez.

Aos 24 minutos, em um contragolpe sensacional, Wesley lançou Luiz Adriano, que serviu Rony ao seu lado. O atacante só teve o trabalho de desviar de Everson: 2 a 0.

Lento e sem inspiração, o Atlético-MG virou um alvo fácil. Aos 32, o Palmeiras repetiu a jogada do gol anterior com atletas diferentes. Novo contra-ataque, Luiz Adriano iniciou a jogada, lançou Zé Rafael, que rolou para Wesley: 3 a 0. Irritado, Sampaoli chutou o banco de reservas.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 3 X 0 ATLÉTICO-MG

PALMEIRAS - Weverton; Gabriel Menino, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Felipe Melo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Rony (Gabriel Veron), Wesley (Danilo) e Luiz Adriano (Willian). Técnico: Andrey Lopes.

ATLÉTICO-MG - Everson; Guga, Réver, Júnior Alonso e Guilherme Arana; Jair (Franco), Allan, Nathan (Calebe) e Zaracho (Marquinhos); Savarino e Marrony (Eduardo Sasha). Técnico: Jorge Sampaoli.

GOLS - Raphael Veiga aos 19 minutos do primeiro tempo. Rony aos 24, Wesley aos 32 do segundo.

ÁRBITRO - Braulio da Silva Machado (SC).

CARTÕES AMARELOS - Savarino, Felipe Melo e Gabriel Menino.

RENDA E PÚBLICO - Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo.

 
 

Felpuda


Tropas de choque ligadas a alguns vereadores estão agitadas que só nas redes sociais na tentativa de desbancar a concorrência das “chefias” que querem porque querem. Querem a cadeira maior da Câmara Municipal de Campo Grande. A da presidência.

Segundo políticos mais antenados, trata-se do “segundo turno” das eleições do dia 15 de novembro, só que com apenas 29 eleitores.