Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CLÁSSICO

Elano se despede do Santos contra o Corinthians

Elano se despede do Santos contra o Corinthians
19/08/2015 00:00 - band


 

Nesta quarta-feira o Santos recebe o Corinthians na Vila Belmiro, às 22h(de Brasília), pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O clássico entre os dois alvinegros paulistas marcará a despedida de Elano do Peixe.

Quando voltou ao clube em janeiro deste ano, Elano já tinha acerto com o Chennaiyin para a disputa da segunda temporada da Liga Indiana. Por isso, o jogador parte para a Índia depois do jogo contra o Corinthians, e fica por lá até dezembro. Em janeiro ele retorna ao Peixe para cumprir o restante de seu contrato, que vai até junho de 2016.

“Tenho contrato até junho. Em janeiro me reapresento. Ano passado, fiz dois anos de contrato com o mesmo time, mas não sabia que ia voltar para o Santos. A negociação começou em 26 de dezembro, e já tinha contrato. Fiz com o Santos, renovei até ano que vem, mas de setembro até final de dezembro, fico por empréstimo na Índia", disse ele em entrevista coletiva.

Elano fez questão de deixar esse aspecto claro durante sua entrevista coletiva, de que não está deixando o clube pelo momento que vive, mas sim porque já havia acertado isso. Mas o meia disse confiar no trabalho de Dorival Júnior no clube e que o Santos está em um bom caminho.

Sem jogar muito nessa passagem, Elano vivia a expectativa de ser titular contra o Corinthians, mas Renato, dono da posição, se recuperou e terá condições de jogo. Nada que incomode o jogador, que chamou de Renato de “melhor amigo no futebol”.

“Falar do Renato é fácil. Conheço ele desde 1997 e me ajudou muito. Me deixava comida no Guarani. Posso dizer que é o melhor amigo que tenho no futebol. É uma relação de muita amizade. Todas as vezes que estou com ele é especial”, declarou Elano.

Felpuda


A lista do Tribunal de Contas de MS, com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros de quando exerceram cargos públicos, está deixando muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!