Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTE

Paralisação faz Pinheiros dispensar elenco profissional de basquete

Clube anuncia rescisão antecipada, mas afirma pagar salários até maio
17/04/2020 01:00 - Agência Brasil


 

A paralisação da temporada 2019/2020 do Novo Basquete Brasil (NBB) por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19) impactou outro clube tradicional da modalidade. Após o Sendi Bauru pedir afastamento da competição, o Esporte Clube Pinheiros anunciou, nesta quinta (16), a dispensa dos atletas do time profissional.

Os vínculos com os jogadores terminariam em maio, data em que o campeonato seria concluído em condições normais e quando seriam iniciadas negociações para renovações e contratações de reforços. Em nota, o Pinheiros explica que o cenário da modalidade tem sido mais “rígido” na atual temporada pela falta de um patrocinador e que os diretores estavam em busca de apoiadores. “Entretanto, com a pandemia instalada no país, a intenção de patrocinadores para investir nos times diminuiu”, diz o texto.

Os clubes e a Liga Nacional de Basquete (LNB) têm se reunido por meio de videoconferências para discutir o futuro da competição. Por enquanto, só foi decidido que o torneio retornará direto na fase de mata-mata, com os times mantendo as posições que ocupavam no momento da paralisação. A volta às quadras, porém, ainda não tem data.

“Com isso, para reformular o time em um panorama em que a própria LNB não decidiu se o campeonato será concluído (o que é perfeitamente normal não se ter uma decisão formal, já que esta situação da pandemia é algo novo para todos nós) comunicamos nesta semana a rescisão do contrato dos atletas antecipadamente”, justifica o Pinheiros, garantindo o pagamento do salário dos jogadores até maio. “Optamos por comunicar um mês antes aos atletas, para que possam se organizar e pleitear possíveis novos clubes”, conclui.

O Pinheiros é um dos times classificados para o mata-mata do NBB. A equipe ocupava o sexto lugar da primeira fase e enfrentará o Paulistano. O ganhador do confronto entre os rivais paulistas encara o São Paulo nas quartas de final.

 

Felpuda


Nos bastidores, há quem garanta que a única salvação, de quem está com a corda no pescoço, é ele aceitar ser candidato a vice-prefeito em chapa de novato no partido. Vale dizer que isso nunca teria passado por sua cabeça, uma vez que foi eleito com, digamos, “caminhão de votos”. Se aceitar a imposição, pisaria na tábua de salvação; se recusar, poderá perder o mandato. Ah, o poder!