Esportes

Mundial de Clubes

Estrela de Alario volta a brilhar, River vence Hiroshima e chega à final

Adversário sai da disputa entre Barcelona e Guangzhou Evergrande, de Felipão

GAZETA ESPORTIVA

16/12/2015 - 20h09
Continue lendo...

Opção de última hora do técnico Marcelo Gallardo ainda na disputa da Copa Libertadores, o atacante Lucas Alario justificou a aposta justamente na final, ao abrir o placar para a vitória do River Plate sobre o Tigres no Monumental de Núñez. Nesta quarta-feira (16), no Mundial de Clubes, a estrela do jogador voltou a brilhar e, graças a um gol já na etapa final, o River venceu o Sanfrecce Hiroshima e garantiu vaga na final.

Apesar de anfitriões da competição, a equipe de Hiroshima pareceu visitante ao pisar no gramado. O estádio de Osaka entoava, em uníssono, os cantos da torcida do River Plate, que invadiu o Japão com a caravana desde Buenos Aires. Depois que a bola rolou, no entanto, os japoneses deram as cartas e assustaram no primeiro tempo. Só não inauguraram o placar em razão das intervenções precisas de Barovero.

Já na etapa final, quando uma prorrogação se desenhava, Alario apareceu no lugar certo para conferir. Após falta cobrada da direita, o atacante aproveitou a saída errada do goleiro Hayashi, que trombou com Maidana, para cabecear livre de marcação e balançar as redes. Agora, o representante sul-americano aguarda o vencedor do duelo entre Barcelona e Guangzhou Evergrande para saber o adversário da decisão.

River Plate pressiona, mas oferece espaços e Hiroshima assusta

O atual campeão da Libertadores pisou no gramado de Osaka sentindo estar no Monumental de Núñez. A caravana argentina ao Japão lotou o Yanmar Stadium, que ecoou os cantos do River Plate na entrada em campo. Donos da casa, em teoria, os japoneses do Sanfrecce Hiroshima pareciam acanhados diante da festa.

Apesar da posse de bola dominante dos argentinos, e da pressão no campo de ataque, o time do Hiroshima não abdicou do estilo de jogo pautado no toque de bola. A medida que o River Plate se lançava ao ataque, também deixava espaços na defesa que, aos poucos, foram aproveitados pelo adversário.

Aos 25 minutos, após lançamento do campo de defesa, o zagueiro Balanta errou o tempo da bola e deixou o atacante Minagawa livre dentro da área. O japonês só não balançou a rede por conta de Barovero, que se antecipou e jogou a bola para escanteio. O goleiro, ainda, interviu em mais dois lances decisivos para garantir o empate.

Depois de alguns sustos, o River chegou de forma contundente nos minutos finais da primeira etapa. Aos 42, após cruzamento na área, Mora aparou de cabeça e Sánchez apareceu por trás da zaga para cabecear, obrigando o goleiro Hayashi a fazer uma grande defesa. O lance, porém, já estava anulado em razão do impedimento.

Mais organizado em campo, argentinos contam com a sorte para ir à final

Depois de assistirem Barovero evitar o gol dos japoneses em, ao menos, três oportunidades, os argentinos se movimentaram na segunda etapa. Desde o vestiário, Marcelo Gallardo já planejou as mudanças. Saíram os meias Ponzio e Pisculichi para a entrada do armador Lucho González e do atacante Viudez.

Mais ofensiva em campo, a equipe se reorganizou e seguiu comandando as principais jogadas da partida. Porém, a barreira formada pela linha de defesa do Hiroshima demorou a ser rompida, e precisou de uma bola aérea para ter a ação dos defensores quebradas. Quando o jogo já se encaminhava para a prorrogação, Alario brilhou de novo.

Aos 27 minutos, após cobrança de falta, o goleiro Hayashi saiu mal do gol e trombou com o zagueiro Maidana, do River. Diante da confusão, Alario aproveitou seus quase 1,80m para subir mais alto que a defesa adversária e cabecear para o gol, em conclusão muito parecida com a de Guerrero diante do Chelsea, também no Mundial.

O gol em lance isolado abalou a equipe do Hiroshima, que não conseguiu criar novas chances de gol. Nos minutos finais, Gallardo queimou sua última alteração para passar o tempo e seguiu orientando a equipe para manter a posse da bola, minimizando as chances do adversário, até o apito final.

América-MEX vence algoz do Internacional e garante o 5º lugar

Depois de serem eliminados para o Guangzhou Evergrande, comandado por Felipão, o América do México, atual campeão nacional, garantiu o quinto lugar no Mundial ao vencer o Mazembe nesta quarta-feira. Algoz do Inter em 2010, quando desclassificou os brasileiros na semifinal, o time africano perdeu por 2 a 0 e viu os mexicanos ficarem na quinta posição.

VÔLEI

Seleção feminina de vôlei arrasa Turquia e conquista feito inédito na Liga das Nações

Nunca antes um país conseguiu passar pela primeira fase sem perder ao menos um jogo

16/06/2024 12h00

Bloqueio do Brasil contra a Turquia na VNL feminina

Bloqueio do Brasil contra a Turquia na VNL feminina Foto: Esporte News Mundo

Continue Lendo...

A seleção brasileiro feminina de vôlei continua fazendo história na Liga dos Nações e deve ir aos Jogos Olímpicos de Paris-2024 com a moral elevada. A equipe de José Roberto Guimarães derrotou a Turquia, atual campeã do torneio, por esmagadores 3 sets a 0, parciais de 25/14, 25/14 e 25/19, em 1h11min de partida. Com isso, conquistou um feito inédito ao terminar a primeira fase invicta.

Nunca antes um país conseguiu passar pela primeira fase sem perder ao menos um jogo. O feito só confirma o bom momento da seleção brasileira, que assumiu a liderança do ranking da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) entre as mulheres no último sábado, graças à vitória da China sobre a própria Turquia

Com 12 vitórias em 12 jogos, o Brasil terminou a primeira fase da Liga das Nações na liderança e enfrentará, nas quartas de final, a Tailândia, que terminou na 13ª colocação, com apenas três triunfos. As tailandesas só se classificaram por serem o país sede da fase final. O jogo será em Bangkok.

O técnico Zé Roberto tratou o jogo com seriedade e colocou em quadra a sua equipe titular, formada por Roberta, Rosamaria, Gabi, Ana Cristina, Thaisa, Carolana e Nyeme. Com a escalação principal, o Brasil foi dominante e chegou a conquistar 13 pontos consecutivos, fechando o primeiro set por 25/14.

Diferente da equipe brasileira, o técnico Daniele Santarelli rodou bastante a sua equipe, que não conseguiu igualar o nível do Brasil e foi novamente amassada no segundo set. Com apenas 20 minutos, a seleção de Zé Roberto fechou novamente com um 25/14.

O terceiro set começou mais equilibrado, com a Turquia dando mostras que poderia reagir. Mas o bom momento durou pouco. Sob o comando de Rosamaria, que somou 14 pontos no duelo, o Brasil virou com extrema facilidade e chegou a abrir 20/12. Com a larga vantagem, a equipe de Zé Roberto só administrou a reta final da partida para confirmar a vitória arrasadora com um 25/19.

FUTSAL

Douradina é eliminado da Copa do Brasil Feminina após derrota em Mato Grosso

Com apenas uma equipe representante do Estado na competição, o futsal de MS perde a frequência de três anos na semifinal

16/06/2024 08h30

Partida disputada no Guanandizão, no jogo de ida, terminou 3 a 2 para a equipe mato-grossense

Partida disputada no Guanandizão, no jogo de ida, terminou 3 a 2 para a equipe mato-grossense Foto: Divulgação / DEC

Continue Lendo...

Nova derrota do Douradina em confronto contra o House Via Motos, em Mato Grosso, eliminou de forma precoce o representante do Mato Grosso do Sul na Copa do Brasil de Futsal Feminino de 2024.

Vindo de uma derrota por 3 a 2 no Ginásio Guanandizão, o time do Douradina precisava da vitória no estado vizinho, para conseguir levar o jogo para prorrogação, porém o clube mato-grossense fez valer o fator casa e goleou o Douradina por 4 a 0.

Os gols da partida foram marcados pela Erikinha (2x), Noleto e Ratinha. O jogo foi disputado na noite deste sábado (16), no Ginásio Douglas Poyane, em Tangará da Serra (MT).

Com este resultado, a eliminação do Douradina Esporte Clube (DEC) nas quartas de final, tira uma sequência de três anos consecutivos em que o futsal feminino do Estado conseguia se classificar até as semifinais da Copa do Brasil. 

A quebra desta sequência também acontece na edição no qual apenas uma equipe sul-mato-grossense disputou a Copa do Brasil feminina, já que nos anos anteriores, o então DEC/Operário e a Serc/UCDB disputavam a competição representando o Estado.

RETROSPECTO

Com oito edições existentes da Copa do Brasil de Futsal Feminino, foi no ano de 2021, a primeira vez que o futsal do Estado chegou nas semifinais. O então Pezão/Operário disputou a semifinal contra o Stein Cascavel do Paraná.

No ano de 2022, o DEC/Operário derrotou a Serc/UCDB nas quartas de final, e disputou as semis contra o Stein Cascavel novamente, desta vez conseguiu uma histórica vitória de 3 a 1 em Mato Grosso do Sul, mas no jogo da volta perdeu de 9 a 0 no tempo normal, e de 3 a 0 na prorrogação.

Após as duas tentativas do DEC/Operário, foi a vez da Serc/UCDB chegar as semifinais da Copa do Brasil, fazendo a sua revanche nas quartas de final contra o Galo. O time salesiano enfrentou o Taboão Magnus, e perdeu os dois confrontos.

 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).