Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FUTEBOL

Everton Ribeiro diz que atletas precisam condenar racismo: 'A gente tem voz'

Capitão do Flamengo comentou sobre os atos antirracistas pelo mundo nas últimas semanas
11/06/2020 02:00 - Estadão Conteúdo


O Flamengo retomou os treinos há cerca de quatro semanas, mas só nesta quarta-feira um jogador concedeu entrevista coletiva, ainda que virtualmente. E foi logo o capitão Everton Ribeiro, no Ninho do Urubu, onde comentou sobre os atos antirracistas pelo mundo nas últimas semanas, motivados pela morte de George Floyd, um homem negro, nos Estados Unidos, que foi sufocado por um policial com um dos seus joelhos.

O meia explicou que busca se informar sobre o tema, além de ter conversas com William Reis, coordenador do Afroreggae. Ele afirmou que abrirá suas redes sociais para a realização de lives sobre o assunto, além de ter defendido que os atletas devem se posicionar sobre o assunto. "A gente tem voz para isso. A população nos vê como exemplo, temos a mídia para ser utilizada", comentou.

"Após a tragédia que aconteceu com o Floyd, todo movimento se voltou para falar de racismo. Pelo que eu tenho procurado saber, aqui no Brasil ainda existe muito. Existem movimentos que procuram combater e temos que dar voz para que eles falem o que sentem, o que vivem. Tento estar mais próximo, para que meus filhos possam viver numa sociedade não racista, e mais justa", acrescentou.

Nos últimos dias, o Flamengo fechou a renovação do contrato do técnico Jorge Jesus por um ano, até o fim de junho de 2021, acerto que foi celebrado por Everton Ribeiro. "Quando soubemos que ele tinha renovado, entregamos para ele uma camisa com o número 2021. Ele perguntou: ‘O que é isso? Ah, agora sim. Já assinei'. A equipe cobrava diariamente a permanência dele. Queríamos que ele continuasse, todos se sentem bem com o trabalho do Mister', comentou.

O Flamengo não entra em campo desde 15 de março, quando derrotou a Portuguesa por 2 a 1, em partida válida pela Taça Rio, no Maracanã. Mesmo sem saber quando será possível atuar novamente, Everton Ribeiro assegurou que o time estará fortalecido na retomada das competições.

"Sabemos que é um momento diferente. Mesmo não sabendo quando serão os jogos, estamos nos preparando para quando tiver uma data estarmos em alto nível. O Flamengo tem se preparado e discutido sobre a volta", afirmou.

Quando os torneios recomeçarem, o Flamengo vivenciará um cenário bem diferente ao que se acostumou, pois as partidas serão realizadas sem a presença de público nos estádios. Everton Ribeiro avaliou que será preciso se adaptar ao novo ambiente.

"Vamos ter que nos adaptar à nova realidade. Estamos reparando que os times que jogam em casa não estão tendo tanta vantagem como antes, com a presença da torcida. Estamos preparando o psicológico para saber que será um novo momento", disse.

 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.