Esportes
PRISÃO

Ex-chefe da F1 é preso em SP por porte ilegal de arma, paga fiança e deixa o país

A pistola de calibre 32 foi detectada por funcionários do aeroporto pela máquina de raio-x.

FOLHAPRESS

26/05/2022 18:42

O ex-chefe da Fórmula 1 Bernie Ecclestone foi preso na noite desta quarta (25) por porte ilegal de arma de fogo no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP).

A pistola de calibre 32 foi detectada por funcionários do aeroporto pela máquina de raio-x. Ecclestone não tinha a documentação do armamento e foi preso em flagrante.

Durante o depoimento, a esposa de Ecclestone, a brasileira Fabiana Ecclestone, traduziu as respostas do marido, segundo o boletim de ocorrência.

O ex-chefe da F1 confirmou às autoridades da 4ª Deatur (Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista da Polícia Civil) ser dono da arma e não ter seus documentos, mas disse não saber como ela foi parar em sua bagagem.

Ecclestone relatou ter comprado a arma de um mecânico da F1 há cerca de cinco anos com o objetivo de mantê-la em uma propriedade rural no interior de São Paulo. A pistola, da marca LW Seecamp, estava sem carregador e sem munição.