Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPEONATO CARIOCA

Flamengo vence Volta Redonda e espera o Fluminense na final da Taça Rio

Na final, não haverá vantagem do empate para ninguém
05/07/2020 19:00 - Estadão Conteúdo


Sem sustos, o Flamengo confirmou o seu enorme favoritismo dentro de campo e está na final da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Na tarde deste domingo, no Maracanã vazio, a equipe superou o Volta Redonda por 2 a 0, com dois gols de Bruno Henrique.

O adversário do Flamengo na decisão será o Fluminense, que empatou sem gols com o Botafogo e avançou por ter melhor campanha na fase de grupos. O jogo será disputado na quarta-feira no Maracanã. Na final, não haverá vantagem do empate para ninguém e, caso o confronto termine empatado, a decisão acontecerá nos pênaltis. O mando de campo será definido por sorteio. Caso conquiste a Taça Rio, o Flamengo será declarado campeão estadual, porque também venceu a Taça Guanabara primeiro turno - e tem a melhor campanha geral.

A partida começou equilibrada com troca de passes no meio-campo e a primeira boa chance surgiu apenas aos 11 minutos a favor do Flamengo. Rafinha cruzou do meio-campo nas costas dos zagueiros e encontrou Bruno Henrique no lado esquerdo da área. Ele, porém, finalizou com o pé direito e a bola foi para fora, mas assustou

Sem conseguir furar a defesa do Flamengo, o Volta Redonda respondeu aos 14 minutos com chute de fora da área. Pedrinho cortou da esquerda para o meio e finalizou forte. No meio do gol, Diego Alves foi obrigado a espalmar. Na sequência, o Flamengo teve duas oportunidades. Uma com chute de Everton Ribeiro, rasteiro e para fora. E outra em contra-ataque com Gerson acionando Arrascaeta, que chutou por cima.

Mais solto no jogo, o Flamengo conseguiu passar pela forte marcação do Volta Redonda com passes rápidos para marcar o primeiro gol aos 21 minutos. Filipe Luís tocou para Gabriel, que de primeira acionou Bruno Henrique pelo lado esquerdo da área. Uma bela assistência. Bruno passou o pé direito na bola e tocou no lado oposto do goleiro.

Apenas dois minutos depois, em jogada de escanteio, Bruno Henrique completou cruzamento de cabeça e quase ampliou. Douglas Borges fez grande defesa e tirou em cima da linha. O Flamengo cresceu muito no jogo e o Volta Redonda não conseguiu responder. Apesar do volume, não houve chance clara até aos 42 minutos, quando Gabriel foi acionado por Arrascaeta e chutou rasteiro para outra defesa do goleiro adversário.

Na volta do intervalo, antes dos dois minutos, Gerson finalizou dentro da área, mas parou na excelente defesa de Douglas. Aos quatro, porém, o goleiro não conseguiu evitar o gol. Gabriel deu nova assistência perfeita. Desta vez ele tocou em profundidade para Bruno Henrique, que driblou o goleiro e tocou rasteiro para fazer o segundo.

O Flamengo seguiu dominando totalmente a partida e só não ampliou por conta de repetidas defesas do goleiro adversário. Ele evitou, pelo menos dois gols em chutes de Gabriel e Michael.

A primeira boa chance do Volta Redonda no segundo tempo surgiu aos 22 minutos, quando Saulo Mineiro foi lançado atrás do setor defensivo e chutou de esquerda para fora. Apesar de continuar no ataque, o Flamengo diminuiu o ritmo. Nem precisava forçar.

 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!