Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

ESPORTE

Com estrutura impecável, Guanandizão pode vir a receber Copa de Futsal da FIFA

Espaço recebeu Supercopa de Vôlei na noite desta sexta e agradou convidados presentes
07/11/2020 09:29 - Carol Alencar Cozzatti, Gabrielle Tavares


Com uma estrutura impecável, o ginásio do Guanandizão recebeu ontem a equipe feminina da Supercopa de Vôlei, onde a mineira Praia Clube derrotou o Flamengo. O evento não foi aberto ao grande público e recebeu apenas 10% da capacidade permitida, ou seja, 600 pessoas.

Depois de sete anos em reforma, o ginásio do Guanandizão inaugura uma nova fase da construção de sua história. De acordo com o presidente da Fundação de Esporte de Mato Grosso do Sul, Marcelo Miranda, uma das metas alcançadas em sua gestão estava em lançar uma estrutura adequada para poder receber campeonatos nacionais e internacionais. 

“Era uma de nossas metas para MS, trazer grandes eventos, principalmente na questão do esporte, que estava prejudicada por causa da infraestrutura esportiva, agora temos como receber”, pontua.

Ainda segundo o presidente, os jogos brasileiros escolares, que movimentam cerca de 10 mil pessoas, estava na programação deste ano e que, em decorrência da Covid-19, foi cancelado. Ele disse ainda que MS recebeu a proposta de receber a Copa de Futsal da Fifa. 

“Estamos preparados para poder oferecer uma infraestrutura adequada, a possibilidade de grandes eventos é, sem dúvida, muito grande. Nós temos toda uma cadeia produtiva que o esporte fomenta, quando trazemos um evento desse porte nos fomentamos hotel, restaurantes, toda a questão dos ambulantes também, então acho que as possibilidades desse evento pra campo grande vai aumentar na retomada da economia”, afirma.

O campo-grandense Oton Barbosa, 47 anos foi um dos convidados no jogo da Supercopa de Vôlei ontem. Nos tempos de adolescente, afirmou ter frequentado bastante o ginásio do Guanandizão, jogando futebol e disse que até as filhas foram frequentadoras do espaço, competindo karatê. 

“Ficamos aguardando ansiosos essa reabertura, e agora que reabriu tá muito bonito; tudo funcionando certo né, tudo bem organizado, foi uma coisa bem feita, bem programada”, disse.

Espectadora assídua de campeonatos de vôlei, Ana Maria Magalhães aplaudiu a questão da biossegurança que o ginásio ofereceu. 

“Achei bem seguro tudo, o distanciamento das cadeiras e arquibancadas, entradas, aferição de temperatura e alcool em gel espalhados, tudo como manda os protocolos, isso é importante para podermos voltar aos poucos a vida normal”, avaliou.

 
 

Avaliação Positiva

Para o presidente da Federação de Voleibol de Mato Grosso do Sul, José Eduardo Amâncio da Mota (Madrugada), a avaliação da reabertura do ginásio do Guanandizão foi extremamente positiva. 

“Tudo que nos programamos para realizar, tanto técnica quanto logística, aconteceu com maior tranquilidade; recebemos elogios das equipes que tiveram por aqui e isso é mérito de todos nós, da organização”, conta.

O presidente disse ainda que estão programando para acontecer no Guanandizão, a Liga das Nações, para o ano que vem, além de campeonatos regionais de handebol e futebol de salão. 

“Esse espaço comporta 16 modalidades esportivas, as federações vão lucrar muito com o espaço que está bem preparado para receber competições de todos os níveis, inclusive internacionais”, finaliza.

 

Felpuda


Tropas de choque ligadas a alguns vereadores estão agitadas que só nas redes sociais na tentativa de desbancar a concorrência das “chefias” que querem porque querem. Querem a cadeira maior da Câmara Municipal de Campo Grande. A da presidência.

Segundo políticos mais antenados, trata-se do “segundo turno” das eleições do dia 15 de novembro, só que com apenas 29 eleitores.