Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FUTEBOL

Gustavo Henrique rebate presidente do Santos: 'Todos reclamam de sua postura'

Em seu perfil no Instagram, jogador publicou nota em que afirmou que cumpriu seu contrato
11/04/2020 10:47 - Estadão Conteúdo


 

O zagueiro Gustavo Henrique, hoje no Flamengo, rebateu as críticas do presidente do Santos, José Carlos Peres, que chegou a dizer que o jogador é "sem caráter". Em suas redes sociais, o defensor contou a sua versão dos fatos e teve apoio de Bruno Henrique, que também deixou o time paulista para se transferir à equipe carioca.

Em seu perfil no Instagram, Gustavo Henrique publicou uma nota em que afirmou que cumpriu seu contrato rigorosamente com o Santos. Além disso, o jogador disse ter dado prioridade ao clube paulista nas negociações.

"Dei prioridade ao Santos desde o meio do ano passado, quando poderia ter assinado um pré-contrato com outro clube, e não o fiz, estive a todo momento à disposição para conversar e negociar, fui capitão do time com muito honra e orgulho, mas os ciclos se encerram. E isso não é sinônimo de desrespeito ao clube", escreveu o jogador na publicação.

Na nota, Gustavo Henrique também deixou o tom mais ameno de lado e disparou contra Peres, dizendo que ele é oportunista e que todos questionam a postura do dirigente.

"É só perceber que dirigentes de outros times, técnicos que passaram pelo clube e todo mundo que tem relação com este senhor, sempre reclamam de sua postura", criticou. "Estou muito feliz no Flamengo e acredito que neste momento, uma entrevista como essa soa como oportunismo, até porque o período eleitoral do Santos Futebol Clube está se aproximando", completou o zagueiro, que, no final do texto, diz não querer relação com Peres e lembrou que o presidente santista não teve as contas aprovadas em 2018 e chegou a passar por processo de impeachment naquele ano.

Bruno Henrique fez o mesmo caminho que Gustavo Henrique, mas um ano antes. O atacante respondeu à publicação dando seu apoio ao companheiro de time e detonou o mandatário santista.

"Ele fez a mesma coisa comigo irmão, falou notícias falsas que eu não falei e não fiz para me colocar como o errado da história, colocando a torcida do Santos contra mim também para ele depois sair como certo da história e eu como o errado. Deus tarda mas não falha. Fica tranquilo, quem te conhece sabe a pessoa que você é. Tamo junto, seremos felizes", respondeu o atacante.

Mais cedo, José Carlos Peres, ao falar sobre a situação do jovem Yuri Alberto, em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, questionou a postura de Gustavo Henrique e citou, também, indiretamente, Lucas Lima, outro que deixou o Santos, mas para defender o Palmeiras.

"Fizemos proposta cinco vezes maior (em relação ao que recebe hoje). É um bom menino (Yuri Alberto), mas ainda não provou o que os caras acham que ele vale. Teria que passar um período maior aqui no Santos. Eu não faria o que ele está fazendo. Que não seja mais um a sair pela porta dos fundos, como um que foi para o Palmeiras antes da minha gestão (Lucas Lima) e outro, sem caráter, que foi para o Flamengo e passou o empresário para trás Gustavo Henrique prometeu para mim que o Santos teria prioridade, mas sumiu e foi embora para o Flamengo. Não sou eu que estou falando, mas a história: quem sai do Santos pela porta dos fundos tem dificuldades de vingar em outros clubes", disse Peres, em tom beligerante.

Leia a íntegra da nota oficial do jogador:

"Fiquei espantado com uma notícia veiculada hoje na imprensa. O presidente do Santos, clube pelo qual tenho um carinho grande, fui criado, sempre respeitei e fui muito feliz, deu declarações denegrindo minha imagem ( me chamando de 'mau caráter').

Meu contrato com o Santos foi cumprido rigorosamente. Todas as minhas obrigações e deveres foram feitos. Me espanta o presidente voltar à tona agora um assunto que já foi encerrado há quatro meses e de maneira diferente do que ele disse.

Dei prioridade ao Santos desde o meio do ano passado, quando poderia ter assinado um pré-contrato com outro clube, e não o fiz, estive a todo momento à disposição para conversar e negociar, fui capitão do time com muito honra e orgulho, mas os ciclos se encerram. E isso não é sinônimo de desrespeito ao clube.

É só perceber que dirigentes de outros times, técnicos que passaram pelo clube e todo mundo que tem relação com este senhor, sempre reclamam de sua postura.

Estou muito feliz no Flamengo e acredito que neste momento, uma entrevista como essa soa como oportunismo, até porque o período eleitoral do Santos Futebol Clube está se aproximando. Quem me conhece sabe do meu caráter e não é uma pessoa como ele que vai dizer quem eu sou.

Novamente agradeço ao clube e tenho um carinho muito grande pela torcida que entendeu meus motivos e decidi ir para um lugar que seria melhor para mim e para minha família naquele momento. Agora estou trabalhando em outro local, com a mesma determinação que sempre tive em minha carreira e por respeito total ao Santos não quero nenhum tipo de relação com este senhor que ocupa o cargo de presidente e não teve suas contas aprovadas e já teve que passar até por processo de impeachment. Sem mais."

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.