Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NATAÇÃO

João Gomes retorna às piscinas em primeiro lugar

Capixaba nadou para 1min00s47 nas eliminatórias dos 100m peito
20/08/2015 16:02 - GAZETA ESPORTIVA


 

Impedido de competir por seis meses ao ser pego em exame antidoping no final do ano passado, o nadador João Gomes Júnior sentiu “a melhor sensação do mundo” após fazer sua primeira prova no retorno às piscinas. Nesta quinta-feira, o capixaba nadou para 1min00s47 nas eliminatórias dos 100m peito do Troféu José Finkel, disputado em São Paulo. Com o resultado, João iguala o recorde do campeonato, que pertencia a ele mesmo, e garante uma vaga na final, marcada para acontecer a partir das 18h30 (de Brasília).

Em fevereiro, a Federação Internacional de Natação (Fina) suspendeu o brasileiro por seis meses pelo uso de substâncias proibidas no Mundial de Piscina Curta de Doha. O atleta de 29 anos foi flagrado em exame antidoping pelo uso de hidroclorotiazida, um diurético que pode mascarar o uso de outras substâncias. Segundo um documento da entidade, todos os resultados de João no torneio foram anulados. Portanto, ele perdeu os ouros do 4x50m medley, do 4x100m medley e do 4x50m medley misto.

“A sensação é a melhor do mundo. Não tenho nem o que falar e sim fazer. Lógico que queria nadar na casa dos 59 segundos, mas estou feliz demais, poder respirar isto novamente. Foi bastante difícil ter ficado de fora de duas competições importantíssimas (Pan e Mundial) para o treinamento no ciclo olímpico”, comemorou João, que foi seguido de perto por Felipe Lima, do Minas Tênis, com 1m00s91, e Felipe França França, com1m00s94.

“Agora quebrei o gelo e à tarde, vou tentar nadar melhor. Acho que Deus não põe nenhuma dificuldade que não possamos carregar. Já passou, carreguei meu fardo, agora é bola pra frente. Estou mais fortalecido mentalmente e muito mais disposto. Quero muito isto”, acrescentou o nadador de 29 anos.

 

Felpuda


Mesmo sabendo que não é fácil conquistar a vitória, alguns políticos em pleno exercício do mandato disputam eleições, querendo trocar o Legislativo pelo Executivo e se dizendo preocupados com as necessidades do município. 

A jogada é antiga: fazem campanha eleitoral antecipada, pois vão tentar a reeleição, e começam a “trabalhar” o nome desde já. É bom lembrar o dito popular: “De boas intenções o inferno está cheio”. Ah, o poder!