Esportes

Futebol

A+ A-

Jogadores do Sport entram em campo com camisa do Fortaleza após atentado

Ataque a ônibus do Fortaleza por parte da Torcida Jovem do Sport aconteceu na noite da última quarta

Continue lendo...

Os jogadores do Sport entraram em campo neste sábado (24) para o clássico contra Náutico pelo Campeonato Pernambucano usando a camisa do Fortaleza. A ação acontece após o atentado promovido por torcedores do Leão da Ilha à delegação do clube cearense.

Os atletas titulares permaneceram com a camisa do Fortaleza até minutos antes ao início da partida. O jogo aconteceu nos Aflitos e contou com a presença de torcedores do rubro-negros.

Antes do apito do árbitro, posaram para foto segurando a faixa com a frase: "Nosso maior rival é o crime. Quem ataca o futebol, ataca todos nós".

O presidente do Sport, Yuri Romão, e o presidente do Náutico, Bruno Becker, também trocaram as camisas dos clubes e posaram para fotos.



Ataque ao ônibus do Fortaleza


O ataque ao ônibus do Fortaleza por parte da Torcida Jovem do sport aconteceu na noite da última quarta-feira, após o empate em 1 a 1 entre Fortaleza e Sport pela Copa do Nordeste. Pedras e bombas foram arremessadas dentro do veículo.

Seis atletas do Leão do Pici foram atingidos na situação: o lateral direito Dudu, os zagueiros Titi e Brítez, o volante Lucas Sasha, o lateral esquerdo Gonzalo Escobar e o goleiro João Ricardo. Estes dois últimos, inclusive, precisaram tomar pontos.
 

CAMPEONATO

Dourados encara maior campeão do Estadual em sua primeira final

Equipe fundada em 2020 fará sua estreia na decisão do Campeonato Sul-mato-grossense contra o Operário

12/04/2024 09h00

Jogadores do Dourados durante conversa em treino que antecede a primeira partida decisiva do Estadual, contra o Operário Foto: Franz Maciel

Continue Lendo...

Após classificação inédita para a final do Campeonato Sul-mato-grossense, o Dourados Atlético Clube se prepara durante a semana para enfrentar na decisão o Operário, o maior campeão do Estadual.

O primeiro jogo da final será disputado neste domingo (14), às 15h, no Estádio Frédis Saldivar, o Douradão. A equipe douradense conseguiu a classificação após vencer em casa, no último domingo, o Corumbaense, por 2 a 0, com gols de Pepeto e Luan Rodrigues.

O resultado colocou uma equipe de Dourados de volta para a final após sete anos de jejum. A última vez, em 2016, a final também foi entre equipe de Dourados e Campo Grande, na ocasião o Sete de Dourados foi campeão em duelo contra o Comercial.

De lá para cá a maior cidade do interior do Estado não teve mais representantes em competições nacionais de futebol. 

O Dourados chegou a ser vice-campeão em 2021, porém, na época apenas o campeão garantia vaga para disputar a Copa do Brasil, Copa Verde e Brasileiro Série D, além disso, a última fase do campeonato era decidido através de um hexagonal, sem a disputa da final.

Para esta final o Dourados está em uma sequência de 10 jogos sem perder, a única derrota do DAC na competição foi na fase de grupos contra o Aquidauanense, derrota fora de casa por 1 a 0 no dia 24 de janeiro.

Mesmo com a campanha de líder do grupo B, o Dourados decidiu demitir durante o caminho o técnico Luiz Carlos Cruz para contratar o conceituado treinador Rogério Henrique, que comandou o Costa Rica no início de 2023, equipe que foi campeã do Estadual no ano passado.

Na fase mata-mata o Dourados eliminou nas quartas de final, justamente o Costa Rica, com dois empates no tempo normal, a partida foi para as penalidades no Estádio Douradão, onde o DAC garantiu a classificação. Na semifinal o Dourados enfrentou o Corumbaense, eliminando a equipe em casa.

Sobre o confronto para a final , o treinador do DAC, Rogério Henrique, acredita que os dois jogos serão muito dificeis contra o Operário. 

“Nosso foco agora é pensar em título, temos que entender também que vão ser jogos dificeis contra um gigante do Estado que têm história no cenário nacional. Precisamos fazer valer o nosso mando de campo, diante do nosso torcedor, para estar preparado para esta primeira partida”, disse Rogério.

O zagueiro do Dourados, Thiago Moura, também pontuou a importância para a equipe, de sair com um resultado positivo neste primeiro confronto, que vai ser disputado no Douradão. 

“Estou feliz, contente e motivado para que no domingo possamos conquistar o primeiro objetivo jogando em casa, e depois fazer o resultado em Campo Grande. E, se Deus quiser, vamos alcançar o objetivo de ser campeão colocando o nosso nome na história do clube”, declarou.

OPERÁRIO 

O Galo consegue repetir o feito do ano passado, e chega pela segunda vez consecutiva a final do Estadual. Em 2023 a equipe foi vice-campeã em final contra o Costa Rica.

Desta vez o Operário terá a chance de disputar o último jogo em Campo Grande, já que na fase de grupos a equipe fez a melhor campanha do Estadul, vencendo seis jogos, empatando um, e terminando a primeira fase invicto.

Porém, na sua campanha na fase de mata-mata, o Operário que havia vencido o Ivinhema (quarto colocado do grupo B) no jogo de ida, foi surpreendido em derrota, de 1 a 0, jogando no Jacques da Luz, resultado que levou a decisão para as penalidades, onde o Galo foi o vencedor.

Nestas semifinais o confronto que decidiu o finalista foi entre duas equipes campo-grandenses. O Operário enfrentou a Portuguesa, onde na primeira partida o Galo virou para cima da Lusa, de uma derrota de 2 a 0 no 1º tempo, para uma vitória de 3 a 2 na segunda etapa.

Na partida de volta, o Operário conseguiu segurar o placar de 0 a 0, mantendo a vantagem conquistada em Sidrolândia, e avançando para a final inédita contra o Dourados.

O Galo vai em busca do seu 13º titulo do Sul-mato-grossense, já o DAC pode ser pela primeira vez campeão do Estadual.

Além do título, a conquista do campeonato dá direito a vaga para o Campeonato Brasileiro da Série D e para a Copa Verde de 2025. 

ASSINE O CORREIO DO ESTADO

Esportes

Bolsa Atleta tem número recorde de solicitações em 2024

Programa de patrocínio recebeu a inscrição de 9.076 esportistas

11/04/2024 23h00

Rafael Bello/COB

Continue Lendo...

O Ministério do Esporte informou na tarde desta quinta-feira (11) que as inscrições para o Bolsa Atleta bateu um número de candidaturas no ano de 2024, com 9.076 solicitações. O programa brasileiro de patrocínio de esporte individual, o maior do mundo, tem como novidade a inclusão de gestantes, puérperas, atletas surdos e auxiliares do esporte paralímpico.

“A categoria que mais obteve inscritos foi a Atleta Nacional, com 5.990 esportistas. Em segundo lugar ficou a categoria Internacional, com 1.448. Em seguida, a Estudantil (699), atletas Olímpicos/Paralímpicos e Surdolímpicos (534) e Atletas de Base (405). Na lista, 44,25% são do gênero feminino; 55,75%, do masculino; e 24% são pessoas com deficiência”, informou o Mnistério do Esporte por meio de sua assessoria de imprensa.

As inscrições para a edição 2024 do Bolsa Atleta puderam ser feitas até a última segunda-feira (8). Agora a expectativa é de que a lista de atletas contemplados com o patrocínio seja divulgada entre os dias 10 e 17 de junho.

Em 2023, o programa, que é mantido pelo Governo brasileiro, distribuiu R$ 120,5 milhões para 8.057 atletas. Neste ano a expectativa é de um investimento recorde de R$ 162 milhões.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).