Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NOVA LEI

Lei estabelece novas regras para a construção de quadras e espaços esportivos públicos

Regras incluem medidas oficiais e cores adequadas para cada modalidade
29/09/2020 12:32 - Alicia Miyashiro


Quadras esportivas ou poliesportivas construídas em Mato Grosso do Sul deverão seguir um padrão, conforme lei publicada nesta terça-feira (29), no Diário Oficial Eletrônico.

Governador Reinaldo Azambuja (PSDB), sancionou a Lei 5.572, de autoria do deputado Herculano Borges (Solidariedade), que determina normas para a construção de quadras esportivas ou poliesportivas.

Os espaços que serão construídos em escolas estaduais e demais espaços esportivos e de lazer, deverão obedecer às dimensões oficiais das modalidades de vôlei, futsal, basquetebol e handebol.

A certificação das medidas em relação às dimensões das quadras, será realizada pelo órgão representativo do Desporto no Estado.  

A lei estabelece também que as cores das quadras, terão que respeitar as regras de cada modalidade. Além disso, quando houver espaço, deverão ser construídas arquibancadas para os torcedores, e alambrados que cerquem corretamente a área dos bancos de reserva das equipes.

 
 

De acordo com o deputado autor da proposta, as normas foram criadas após observarem que algumas cidades do Estado não recebem campeonatos e torneios por não possuírem espaços com as dimensões oficiais. Por consequência, as estruturas se tornam ociosas, sem a devida utilização.

Os Municípios que são impedidos de receber essas competições ficam inviabilizados de receberem investimentos para as cidades através dos jogos e seus participantes.

O deputado ressalta que este é um problema urgente, e que deve ser resolvido para que os locais citados não se tornem inativos ou com subutilização.

 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...