Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

FUTEBOL FEMININO

Marta é cortada da seleção feminina após testar positivo para covid-19

A defensora Camila, do Avaí/Kindermann, foi a escolhida para substituí-la
21/11/2020 16:38 - Estadão Conteúdo


A seleção brasileira feminina de futebol teve neste sábado um importante desfalque, antes mesmo do início dos treinamentos, para dois amistosos contra o Equador, em São Paulo, que servem de preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, adiados para o ano que vem. 

A atacante Marta testou positivo para a covid-19 no exame que antecede à apresentação e foi cortada pela técnica sueca Pia Sundhage.

Acompanhe as últimas notícias

De acordo com a CBF, o departamento médico da seleção brasileira feminina já comunicou o clube de Marta, o Orlando Pride, dos Estados Unidos, sobre o resultado do exame e prestará toda a assistência necessária.

A defensora Camila, do Avaí/Kindermann-SC, time que está na decisão do Campeonato Brasileiro contra o Corinthians, foi convocada por Pia Sundhage para defender o Brasil nos jogos contra o Equador que serão realizados no próximo dia 27, na Neo Química Arena, e em 1.º de dezembro, no estádio do Morumbi.

Camila estava na lista de atletas convocadas pelo técnico Jonas Urias para o período de preparação com a seleção brasileira sub-20, em Pinheiral (RJ). A defensora integrará pela primeira vez a equipe principal.

A apresentação das 25 jogadoras convocadas por Pia Sundhage está marcada esta segunda-feira, em Guarulhos (SP). 

A seleção brasileira feminina realizará os treinamentos no CT Joaquim Grava, do Corinthians.

Nas últimas duas datas Fifa, a técnica sueca comandou dois períodos de preparação na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), em setembro, e em Portimão (Portugal), em outubro. 

O último duelo da equipe foi no Torneio Internacional da França, em março deste ano, quando enfrentou Canadá, França e Holanda.

 
 

Felpuda


Embora tenha manifestação de que não haverá mudanças na administração municipal que se iniciará dia 1º de janeiro, o que se ouve por aí é que a realidade não seria bem assim.

Alguns setores deverão passar por alterações, como forma de se azeitar engrenagens que estariam deixando a desejar. 

O Diário Oficial, a partir daquela data, deverá ser a publicação mais lida a cada manhã.