Esportes

denúncia

MS Saad pede suspensão de 2 anos ao Operário

MS Saad pede suspensão de 2 anos ao Operário

gazetams

26/05/2011 - 15h18
Continue lendo...

Depois que o Operário Futebol Clube denunciou a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) ao Ministério Público Estadual (MPE), alegando que o MS Saad disputa o Campeonato Estadual de Futebol sem CNPJ do Estado, o que é considerado irregular, o presidente do clube, Romeu Carvalho de Castro, divulgou uma nota dizendo que “se vê obrigado a ingressar na justiça desportiva contra uma entidade que vem sofrendo há anos as consequências de uma administração que coleciona insucessos dentro dos gramados e desafetos fora deles”.

O presidente do MS Saad alega que após vários ataques “infundados” feitos por Antônio Vieira da Cunha contra a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul, o mesmo agora quer atingir de forma “torpe e cruel o MS Saad Esporte Clube e os co-irmãos Rio Verde e Aquidauanense”. A denúncia feita ao MPE pelo Operário solicita o afastamento da diretoria da FFMS.

Além da representação por possíveis irregularidades com o MS Saad, o Operário também acusa o Rio Verde de jogar com atletas que não estão inscritos como profissionais na FFMS e o Aquidauanense de disputar a competição sem ter registro como clube profissional. O MS Saad pretende pedir a suspensão do clube da Capital com base no artigo primeiro do Regulamento:

Art. 1º - O Campeonato Sul-Mato-Grossense de Futebol Profissional – Serie A – Edição 2011 será disputado por 16 (dezesseis) associações (clubes) que a integram, na forma deste regulamento e da tabela de jogos, parte integrante deste regulamento, composta de datas, horários, estádios e locais previamente definidos em conformidade com a legislação vigente. Parágrafo único - Essas associações (clubes) reconhecem como instância definitiva a justiça desportiva para dirimir conflitos entre si e entre elas e a FFMS, estando ciente que ao se valer da justiça comum, sua filiação automaticamente ficará suspensa por dois anos, e eliminado da competição.

O presidente do MS Saad solicita a “a imediata eliminação do Operário Futebol Clube do Campeonato Estadual de 2011 e a suspensão imediata da filiação do clube pelo prazo de dois anos, além das demais punições cabíveis pela CBF e FIFA. Pedimos ainda a imediata divulgação da situação real do Operário Futebol Clube em suas obrigações junto à FFMS, e o enquadramento do seu Presidente nos artigos cabíveis pelas infrações ao CBJD, além de diligências nas áreas trabalhista e contábil, a fim de que sejam preservados os direitos dos valorosos atletas que envergaram a camisa do clube mais popular do Mato Grosso do Sul”.

O presidente do MS Saad alega ainda que sempre prestou apoio ao Operário Futebol Clube. Segundo ele, na luta pelo acesso à Série A do campeonato Sul-Mato-Grossense em 2010, o clube utilizou as dependências do MS Saad para a hospedagem e alimentação dos atletas, além de ter sido beneficiado com a utilização de jogadores preparados pelo clube, sem nunca ter contribuído com valor nenhum para pagar despesas com água ou luz.

“Temos no Operário Futebol Clube, na tradição de seu passado iluminado pelos exemplos de Castilho e Arturzinho, o modelo mais belo da força do desporto do centro-oeste brasileiro, e esperamos que o nosso ato de coragem em buscar encerrar os desmandos da atual administração, façam ressurgir o Galo que os brasileiros de todas as procedências aprenderam a respeitar num passado não muito distante, e nos colocamos desde já como parceiros para a retomada dessa rica história da qual fazemos parte pelas conquistas do futebol feminino, tão logo uma nova administração a altura dos antigos mestres dirigentes retorne ao comando dessa nação”, finalizou.

SUPERAÇÃO

Convocado para seleção, Éderson quase largou o futebol

Ainda garoto, o volante hoje da Atalanta da Itália foi rejeitado em teste no São Paulo

21/05/2024 09h30

Éderson ao lado de Guilherme Madruga, também de MS, quando ambos estavam no Deportivo Brasil

Éderson ao lado de Guilherme Madruga, também de MS, quando ambos estavam no Deportivo Brasil Foto: Arquivo Pessoal

Continue Lendo...

O campo-grandense Éderson José dos Santos, 24 anos, que foi convocado para jogar pela seleção brasileira na Copa América, quase abandonou o futebol no seu início de carreira, em Mato Grosso do Sul.

Quando ainda estava dando os seus primeiros passos no futebol, entre os anos de 2006 a 2011, quando tinha entre 7 a 12 anos, Éderson jogava em uma escolinha no bairro Tiradentes, o Instituto Bola de Ouro, e através de participações em campeonatos fora do Estado, o então menino começou a fazer os seus primeiros testes para entrar nas grandes equipes de base do futebol brasileiro.

Neste período, Éderson já demonstrava um talento incomum. Sempre jogando em categorias acima da sua idade, o jogador se deparou com uma rejeição de um grande clube do futebol brasileiro. Foi reprovado em teste para entrar na equipe do São Paulo Futebol Clube. 

Frustrado, o garoto campo-grandense pensou em desistir do futebol, faltando nos treinos da escolinha logo quando voltou para a Capital.

Desanimado para voltar aos campos, o treinador e presidente do  Instituto Bola de Ouro, Jairo Cesar, sabendo do potencial do garoto, foi até a casa do Éderson a pedido da mãe do jogador, para intervir na decisão dele.

“O Éderson esteve na avaliação do São Paulo e na época falamos que ele ainda não estava pronto, porque o São Paulo é time grande, e ele ainda era uma criança, que não estava preparado psicologicamente. Foi um choque de realidade para ele, o teste no São Paulo era difícil”, disse Cesar, ao Correio do Estado.

Depois de muita conversa com o jogador, que rejeitava até comer, o professor Jairo conseguiu convencer Éderson para voltar aos treinos na escolinha. 

“Eu mostrei para ele que o futebol não se resume a apenas um time, que existem vários e não estava tudo perdido”, contou.

O papo deu certo e o garoto voltou aos treinos para a posição de volante, no qual ele sempre se destacava. 

“Comigo ele sempre jogou de volante, volta e meia ele queria ir para frente fazer gol, mas como ele era maior que os meninos, eu falava para ele voltar para trás, para recompor quando o time perdia a bola, porque ele é o cara da força física”, explicou o treinador.

Os conselhos foram fundamentais para a retomada da trajetória de Éderson, que depois de ter passado por diversos testes, em 2011, recebeu um convite para jogar na base do Desportivo Brasil (SP). 

A partir do clube do interior paulista o jogador fez sua história no futebol, passando pelo Cruzeiro, Corinthians e Fortaleza no Brasil, de onde foi para a Salernitana, na Itália. Atualmente está na Atalanta, até chegar o grande momento da convocação para seleção brasileira.

“Para o Instituto Bola de Ouro, ver o Éderson alcançar o sucesso com a convocação é motivo de grande orgulho e alegria. Sua história serve como um exemplo inspirador para todos os jovens que sonham com isso, especialmente aqueles que enfrentam desafios e obstáculos. A história de Éderson José demonstra que, com apoio, dedicação e fé, os sonhos podem se tornar realidade”, exaltou o treinador.

SELEÇÃO

Éderson foi convocado pelo treinador da seleção, Dorival Júnior, para a disputa Copa América, devido ao seu desempenho como titular na Atalanta. O volante soma 7 gols e uma assistência em 51 jogos na temporada. 

No Campeonato Italiano, sua equipe ficou em quinto lugar, conquistando uma vaga na Champions League na próxima temporada.

Inicialmente, a lista de convocados para o torneio continental tinha 23 jogadores, mas com a aprovação da Conmebol para chamar mais três, Dorival Júnior incluiu o volante campo-grandense como uma das opções para o meio-campo do Brasil.

A Copa América deste ano será nos Estados Unidos, do dia 20 de junho a 14 de julho. O Brasil está no grupo D, composto por Colômbia, Paraguai e Costa Rica.

TRAJETÓRIA

Após jogar na base do Desportivo Brasil (SP) desde o sub-15, em julho de 2019 o Cruzeiro se interessou pelo jogador e pagou cerca de R$ 1,6 milhão pelo futebol do volante. Em apenas sete meses no clube mineiro, Éderson se transferiu para o Corinthians a custo zero. 

No clube alvinegro, atuou em 25 jogos e marcou 3 gols, fazendo parte do elenco vice-campeão do Campeonato Paulista em 2020. 

Em março de 2021, foi emprestado ao Fortaleza, sendo um dos destaques do Campeonato Brasileiro naquele ano.

Em janeiro do ano seguinte o Corinthians deu fim ao empréstimo e acertou a venda do atleta ao Salernitana da Itália, por 6,5 milhões de euros. 

No clube italiano, se destacou rapidamente, despertando o interesse da Atalanta, que pagou cerca de 22,9 milhões de euros pelo jogador.

Segundo o jornal espanhol Mundo Deportivo, clubes gigantes como Barcelona, Liverpool, Manchester United e Milan apresentaram interesse em contar com o futebol do volante campo-grandense para a próxima temporada.

SAIBA

Com a Atalanta em alta, Éderson pode se tornar campeão europeu nesta semana. Na quarta-feira (22), o time italiano enfrenta o Bayer Leverkusen, atual campeão alemão, pela final da Europa League. O jogo único será disputado em Dublin, na Irlanda, a partir das 15h (horário de MS).

ASSINE O CORREIO DO ESTADO

Futsal Feminino

Representante de MS na Copa do Brasil enfrentará Tangará da Serra nas quartas de finais

A primeira partida está marcada para o dia 1º de junho em Mato Grosso do Sul; o segundo jogo será no dia 15 em Tangará da Serra (MT).

20/05/2024 16h44

Douradinha Esporte Clube enfrenta o time do Mato Grosso nas quartas de finais da Copa do Brasil

Douradinha Esporte Clube enfrenta o time do Mato Grosso nas quartas de finais da Copa do Brasil Divulgação/

Continue Lendo...

Classificada para as quartas de final da Copa do Brasil Feminina, a equipe representante de Mato Grosso do Sul, o Douradina Esporte Clube, vai enfrentar o House Via Motos/Tangará da Serra (MT) em jogos de ida e volta.

A partida de ida será em Mato Grosso do Sul no dia 1º de junho, às 20h. O local até o momento não foi definido, mas possivelmente será no Ginásio Poliesportivo do Guanandizão, em Campo Grande. 

O jogo de volta será no dia 15 de junho, às 19h30, no município de Tangará da Serra (MT). 

Quase todos os jogos da primeira fase da Copa do Brasil feminina estão definidos, exceto o jogo entre Cândido Rondon (PR) e Malgi (RS), cancelado devido ao estado de calamidade que devastou a cidade de Pelotas (RS) e praticamente toda a região do Rio Grande do Sul.

A situação será avaliada pela Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) na próxima semana. O vencedor deste confronto enfrentará o Taboão Magnus (SP). 


Confira abaixo os duelos da próxima fase: 

A definir Taboão Magnus-SP x a definir
24/05 19h - Futminas-MG x ADEF-DF
01/06 20h Douradina-MS x House Via Motos / Tangará da Serra-MT
11/06 19h Clube Resenhas-GO x Telêmaco Borba-PR


Confira os duelos de volta:
A definir a definir x Taboão Magnus-SP
15/06 19h30 House Via Motos / Tangará da Serra-MT x Douradina-MS
16/06  - 16h Telêmaco Borba-PR x Clube Resenhas-GO
22/06 16h ADEF (DF) x Futminas-MG

 

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).