Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SOLIDARIEDADE

Nadal e Pau Gasol arrecadam R$ 800 mil em leilão na Espanha

Foram 78 itens, entre camisa usada na final de Roland Garros e um par de tênis autografado por Kobe Bryant
13/04/2020 08:29 - Estadão Conteúdo


 

Unidos na luta para ajudar as vítimas da pandemia do novo coronavírus, os ídolos espanhóis Rafael Nadal Nadal e Pau Gasol conseguiram neste final de semana arrecadar quase R$ 800 mil em um leilão beneficente de 78 itens, entre eles uma camisa usada pelo tenista na final de Roland Garros do ano passado e um par de tênis autografado pelo astro Kobe Bryant, da NBA, morto em janeiro em acidente de helicóptero nos Estados Unidos.

Nadal e Gasol, ídolo do basquete espanhol com títulos pela seleção e na NBA, apadrinham o projeto Cruz Roja Responde, que atende vítimas da covid-19. O tenista teve a iniciativa de sugerir o leilão, que ficou sob responsabilidade da Liga de Basquete da Espanha (ACB). Assim, vários atletas do país fizeram doações e o montante arrecadado foi de 141 mil euros (R$ 788 mil).

A camiseta que Nadal usou para conquistar o Torneio de Roland Garros no ano passado arrecadou pouco mais de 20 mil euros (R$ 115 mil), sendo o item mais valioso. A camisa do armador Juan Carlos Navarro, utilizada na final do Mundial de Basquete, ficou em segundo, com R$ 34,6 mil. O par de tênis de Kobe Bryant veio em seguida com R$ 34 mil.

"Quero doar esta camisa com a qual ganhei em Roland Garros, em 2019. Tem um grande significado para mim. Espero que a valorizem e que seja leiloada por um valor elevado para ajudar todas as pessoas que necessitam do nosso apoio", disse Nadal ao fazer a doação do item na última quarta-feira.

"Espero que estejam bem. A situação vai aos poucos melhorando para todos os afetados e que possamos sair desta o melhor e o mais rápido possível", disse o atual número 2 do mundo no tênis, destacando o momento atual de confinamento na Espanha por causa do surto de coronavírus. O país ocupa o segundo lugar no ranking mundial em número de casos de Covid-19 (166.831), com 17.209 mortes até a noite de domingo.
 

Felpuda


Dia desses, há quem tenha se lembrado de opositor ferrenho – em público –, contra governante da época, mas que não deixava de frequentar a fazenda de “sua vítima” sempre que possível e longe dos olhos populares. Por lá, dizem, riam que só do fictício enfrentamento de ambos, que atraía atenção e votos. E quem se lembrou da antiga história garantiu que hoje ela vem se repetindo, tendo duas figurinhas carimbadas nos papéis principais. Ô louco!