Esportes

Esportes

A+ A-

Operário é eliminado pelo xará paranaense e deixa de receber quase R$ 1 milhão

Jogo tumultuado, e com a rivalidade a flor da pele, as equipes empataram em 0 a 0

Continue lendo...

Em jogo tumultuado, com brigas e expulsões, o Galo de Mato Grosso do Sul, empatou sem gols contra o Operário Ferroviário, do Paraná, e foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil. Com a saída precoce da competição nacional, a equipe sul-mato-grossense deixa de receber R$945 mil. 

O confronto, que aconteceu no gramado do Jacques da Luz, tinha ares de decisão dentro e fora de campo, por causa da partida do ano passado, onde a equipe paranaense foi derrotada por 1 a 0 e eliminada.  

Logo no início da partida, o Fantasma apresentou maior posse de bola, mas o Galo de Campo Grande se segurava na defesa e respondia nos contra-ataques. Na primeira etapa a bola rolou pouco no péssimo gramado do Jacques da Luz, por isso ambas as equipes não economizaram nas jogadas ríspidas e nas confusões, que alimentaram ares de decisão.

Vinicius Eduardo / @eduardofotoms

Com o jogo travado na etapa inicial, o técnico Leocir Dall’astra abriu o time no segundo tempo, já que o empate favorecia os paranaenses. O venezuelano Yuxer Macallyster estreou pelo Galo, porém, rendeu pouco nas oportunidades que teve.  

Com poucas chances de gols, o segundo tempo seguiu muito disputado, briga por posições táticas e muita confusão entre as equipes. Antes do apito final, o zagueiro Júnior Fell acabou deixando o cotovelo no jogador adversário e acabou expulso.  

Após o apito final, os atletas do Operário Ferroviário comemoraram a classificação, enquanto os jogadores e comissão técnica do Galo de Mato Grosso do Sul foram para cima do árbitro para reclamar de lances polêmicos. 

Enquanto os atletas dos clubes reclamavam, o goleiro do Galo, Elissom e membros da comissão técnica do Fantasma entraram em uma briga generalizada na saída do gramado, mas depois de alguns minutos os atletas se abraçaram e nada grave foi registrado.  

Os 2.691 torcedores, resultando na renda estimada de R$ 59 mil, foram embora desapontados pela eliminação.   

Com o resultado, o Operário Ferroviário enfrentará o Villa Nova-MG na segunda fase da Copa do Brasil. O mando de campo é do clube mineiro. 

O Operário de Mato Grosso do Sul foca suas atenções no Campeonato Sul-Mato-Grossense. Líder do grupo A, com 18 pontos, enfrenta a Cobra do Norte no Estádio Laertão, em Costa Rica e garantiu nos cofres do clube, R$787 mil.

Esportes

Bolsa Atleta tem número recorde de solicitações em 2024

Programa de patrocínio recebeu a inscrição de 9.076 esportistas

11/04/2024 23h00

Rafael Bello/COB

Continue Lendo...

O Ministério do Esporte informou na tarde desta quinta-feira (11) que as inscrições para o Bolsa Atleta bateu um número de candidaturas no ano de 2024, com 9.076 solicitações. O programa brasileiro de patrocínio de esporte individual, o maior do mundo, tem como novidade a inclusão de gestantes, puérperas, atletas surdos e auxiliares do esporte paralímpico.

“A categoria que mais obteve inscritos foi a Atleta Nacional, com 5.990 esportistas. Em segundo lugar ficou a categoria Internacional, com 1.448. Em seguida, a Estudantil (699), atletas Olímpicos/Paralímpicos e Surdolímpicos (534) e Atletas de Base (405). Na lista, 44,25% são do gênero feminino; 55,75%, do masculino; e 24% são pessoas com deficiência”, informou o Mnistério do Esporte por meio de sua assessoria de imprensa.

As inscrições para a edição 2024 do Bolsa Atleta puderam ser feitas até a última segunda-feira (8). Agora a expectativa é de que a lista de atletas contemplados com o patrocínio seja divulgada entre os dias 10 e 17 de junho.

Em 2023, o programa, que é mantido pelo Governo brasileiro, distribuiu R$ 120,5 milhões para 8.057 atletas. Neste ano a expectativa é de um investimento recorde de R$ 162 milhões.

Esportes

Maria Clara Pacheco conquista vaga olímpica para o Brasil no taekwondo

Paulista garantiu classificação no Pré-Olímpicos das Américas

10/04/2024 23h00

Desta forma o Brasil garantiu no torneio olímpico da modalidade quatro representantes, após as classificações de Edival Ponte Gaspar Nóbrega / COB

Continue Lendo...

Maria Clara Pacheco conquistou mais uma vaga para o Brasil no torneio de taekwondo da próxima edição dos Jogos Olímpicos, que serão disputados em Paris (França), ao alcançar, nesta quarta-feira (10), a final na categoria até 57 kg do Pré-Olímpico das Américas da modalidade, que está sendo disputado em Santo Domingo (República Dominicana).

 

 

Desta forma o Brasil garantiu no torneio olímpico da modalidade quatro representantes, após as classificações de Edival Pontes, na categoria até 68 kg, de Henrique Marques, na categoria até 80 kg, e de Caroline Santos, na categoria até 67 kg.

Para confirmar a quarta vaga olímpica do taekwondo, a paulista de 20 anos superou na estreia, pelas quartas de final da competição, a surinamesa Serena van Dijk por 12/0 e 14/0. Horas depois, pelas semifinais, Maria Clara bateu a costa-riquenha Nishy Lee Lindo por 3/0 e 6/1.

Medalha de prata na última edição dos Jogos Panamericanos, disputados em Santiago (Chile), a brasileira não tem presença certa em Paris, pois a vaga conquistada é do país, e não do atleta. Mas caso a presença dela seja confirmada, esta será a primeira participação de Maria Clara em uma edição dos Jogos Olímpicos.

Com o feito de Maria Clara Pacheco o Brasil já garantiu até o momento a presença de 187 atletas nos Jogos Olímpicos de Paris.

 

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).