Esportes

NO PEITO E NA RAÇA

A+ A-

Palmeiras sofre, mas bate o Figueira e volta ao G-4

Palmeiras sofre, mas bate o Figueira e volta ao G-4

Continue lendo...

Tinha mesmo de ser no peito e na raça. Só assim o Palmeiras conseguiu arrancar, no fim, uma vitória por 1 a 0 sobre o Figueirense, na noite desta quarta-feira, no Orlando Scarpelli. O Verdão jogou na conta do chá e obteve a vitória naquela jogada de sempre: cruzamento de Assunção para alguém desviar. Desta vez foi Maurício Ramos. De peito, praticamente com o distintivo do Palmeiras, o zagueiro marcou aos 37 minutos, deu a primeira vitória fora de casa ao time neste Campeonato Brasileiro e ainda recolocou a equipe no G-4.

O Shrek alviverde marcou pela terceira vez neste Brasileirão e se consolida na defesa montada pelo técnico Luiz Felipe Scolari. Com 22 pontos, o Palmeiras retoma a quarta posição pelo menos até esta quinta, quando o Vasco enfrenta o Bahia - o time carioca, no entanto, já está na Taça Libertadores de 2012, por ser o campeão da Copa do Brasil. O Verdão ainda quebrou o jejum de cinco partidas sem vitória longe de São Paulo no campeonato.

Figueirense, por sua vez, estaciona na tabela e fica ali na zona intermediária, com 16 pontos, na nona colocação - pode ser ultrapassado pelo Ceará, que tem 15 e enfrenta o Atlético-PR nesta quinta-feira. O técnico Jorginho saiu de campo nervoso, insatisfeito com a arbitragem de Alício Pena Júnior. A torcida também mostrou irritação, principalmente durante o segundo tempo.

Na próxima rodada o Verdão enfrenta o Atlético-MG no sábado, às 21h (de Brasília), no Canindé. Kleber, suspenso, não joga. O Figueira vai a Salvador enfrentar o Bahia, às 18h30m (de Brasília) do domingo.

Mudança de hábito

Felipão mudou a estratégia do Palmeiras para tentar o primeiro triunfo longe de casa. Luan foi sacado e deu lugar a Wellington Paulista, que ficou mais fixo na área. Se o Verdão perdeu um jogador de segurança na marcação, ganhou muito em volume ofensivo. Antes mesmo do primeiro minuto, uma boa trama do ataque fez Kleber levar muito perigo ao gol de Wilson – o chute passou raspando a trave esquerda. Se nos outros jogos fora de casa o Palmeiras jogava só por uma bola, agora tentou jogar por várias.

Maikon Leite compôs o ataque mais pela esquerda, com Kleber pendendo para esse lado. Estreante da noite, Gerley também ajudou e foi bem mais efetivo do que o criticado Rivaldo, que não ficou nem no banco após a má atuação na derrota para o Fluminense. Não fosse o goleiro Wilson, o Verdão poderia ter ido para o intervalo com vantagem até confortável.

O Figueirense não tinha o lateral-direito Bruno, destaque no Brasileirão. E Pablo, seu substituto, saiu machucado ainda no primeiro tempo. Por isso, a equipe de Jorginho ficou mais resguardada na defesa, seu ponto forte, e só conseguiu levar perigo por meio de Maicon e Fernandes, as duas cabeças pensantes dos donos da casa. O time catarinense só assustou nos chutes de longe, principalmente com Aloísio e Heber, dois bons valores do ataque.

O árbitro Alício Pena Júnior merece capítulo à parte: perdido, permitiu entradas mais duras dos dois lados e só deu um cartão amarelo na primeira etapa, para Thiago Heleno. O erro mais grave foi do assistente Guilherme Dias Camilo, que marcou impedimento e anulou gol legítimo de Kleber após uma sobra de cabeçada de Maurício Ramos. O Gladiador reclamou demais, não só deste lance, mas de várias faltas não marcadas. Os jogadores do Figueira também não economizaram nas queixas.

Assunção, de novo!

No intervalo, Jorginho descobriu uma alternativa para pressionar o rival: povoou seu meio-campo, colocando Elias na vaga de Heber. E não é que deu certo? Em seus dois primeiros toques na bola, o meia do Figueira exigiu uma defesa de Deola e quase fez um golaço de falta. Empurrado pela torcida, o time da casa cresceu muito em campo, mas pecou pelo preciosismo – Aloísio, por exemplo, preferiu tentar um golaço em vez de tocar para o companheiro mas bem colocado.

Com Valdivia cansado, o Verdão perdeu sua criação. Aí, foi Kleber quem buscou o jogo. Foi do Gladiador o passe perfeito para Maikon Leite, que deixou um zagueiro no chão e acertou a trave. O Mago deu lugar a João Vitor, e o Palmeiras viveu de lampejos de sua dupla de ataque. Depois, Luan entrou para tentar, em vão, dar mobilidade ao time. Perigo, mesmo, só na jogada de sempre: bola parada de Marcos Assunção.

A torcida do Figueira esfriou com o ritmo lento no Orlando Scarpelli. O duelo caminhava mesmo para o chato empate sem gols, até que Assunção resolveu novamente. Em falta marcada por Alício Pena Júnior, e muito contestada pelo time da casa, o volante cobrou, e Maurício Ramos desviou de peito para abrir o placar. Agora são 12 assistências de Assunção na temporada. Depois, haja sofrimento! O Figueirense acordou e perdeu duas chances claras, com Fernandes e Aloísio. Jorginho ainda teve tempo de ser expulso depois de esbravejar contra o árbitro. Nada que fizesse a equipe catarinense igualar o jogo.

LUTA

Delegação de MS levará 8 atletas para a disputa do Grand Slam de Taekwondo

Competição dá vaga para seleção brasileira da modalidade ao campeão de cada categoria

03/03/2024 17h20

A atleta Yasmin Santos foi uma das medalhistas de MS na Copa do Brasil Embaixador da Coreia disputada em 2023 Foto: Divulgação / Confederação Brasileira de Taekwondo - CBTFD

Continue Lendo...

O Grand Slam de Taekwondo deste ano terá 8 atletas da delegação do Mato Grosso do Sul na disputa pela vaga há seleção brasileira da modalidade.

A competição que acontece de 6 a 10 de março, na cidade do Rio de Janeiro, na Arena Carioca 1, conta com a participação dos melhores atletas do país em busca do lugar mais alto do pódio e a consagração de Atleta Titular da Seleção Brasilera de Taekwondo, nas categorias de Kyorugui (luta) e Poomsae (formas) para o ano de 2024.

Entre os destaques do Mato Grosso do Sul estão os atletas Jheferson Glaciel, de Sonora, e Yasmin Santos, de Campo Grande e Luiz Felipe Aquino de Campo Grande.

Jheferson Glaciel foi o único dos 31 atletas de Mato Grosso do Sul, que representaram o Estado na Copa do Brasil Embaixador da Coreia em 2023, que conquistou a medalha de ouro em sua categoria. Yasmin Santos terminou a competição com a prata.

Já o Luiz Felipe Aquino, foi medalhista de ouro na categoria -58kg do US Open de Taekwondo, realizado nos Estados Unidos, no ano passado.

Sob análise da Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD), o atleta de MS participou do Canada e US Open, que junto ao Camping Olímpico da Seleção Brasileira no Rio de Janeiro, são competição que servem de base e observação para definir quais serão os atletas aptos a lutarem no Pré-Olímpico em busca da vaga para o Brasil nas Olímpiadas de Paris 2024.

Segundo o Presidente Federação de Taekwondo de Mato Grosso do Sul (FTKDMS), Fabio Costa, a expectativa para a competição é que os atletas do Estado consigam buscar uma vaga para representar o país na seleção brasileira.

“Esperamos ótimos desempenhos destes atletas, pois temos conquistado grandes resultados nos últimos anos, principalmente neste ano, onde o pessoal tem se dedicado bastante para entrar na Seleção Brasileira de Taekwondo”, disse Fábio Costa.

Além dos atletas destacados, o Mato Grosso do Sul será representado no Grand Slam pelo: Kaiky Gabriel Caetano dos Santos, na categoria adulto masculino até 63 kg; Lucas Vieira Kanashiro, categoria juvenil masculino até 45 kg; Matheus Gomide de Almeida, categoria cadete masculino; Thays Henrique de Souza da categoria cadete feminino, até 1.68 cm (Kyorugui) e da  Poomsae Individual e por Equipe e Geovana Gabrielly de Jesus Carvalho da categoria cadete feminino até 1.52 cm.

Ao todo, a delegação viajará com 11 integrantes onde, 10 deles, são apoiados pela Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cidadania SETESC,  Fundação do Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (FUNDESPORTE) e pela Federação de Taekwondo de Mato Grosso do Sul ( FTKDMS).

Esportes

Brasil goleia Argentina e avança às semifinais da Copa Ouro: 5 a 1

Seleção aguarda por México ou Paraguai na próxima fase

03/03/2024 13h30

Leandro Lopes/CBF

Continue Lendo...

A seleção brasileira feminina de futebol não deixou dúvidas sobre quem era melhor e atropelou a Argentina por 5 a 1, na madrugada deste domingo (3), pelas quartas de final da Copa Ouro, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Bia Zaneratto (2), Yaya, Yasmin e Gabi Nunes marcaram para o Brasil. Celeste dos Santos descontou para as argentinas. Com o resultado, o Brasil espera por México ou Paraguai nas semifinais. As duas seleções se enfrentam às 19h deste domingo.

Depois de um breve período de inconstância no começo da partida, o Brasil abriu a porteira da goleada aos 18 minutos. Bia Zaneratto cruzou da esquerda e Yaya cabeceou no contrapé da goleira para marcar. Foi o primeiro gol da jogadora pela seleção brasileira principal. Após o jogo, ela classificou o gol como “uma sensação única, um momento muito maravilhoso".

Aos 35, Yasmin pegou sobra de fora da área para ampliar.

Na segunda etapa, o Brasil fez mais dois gols, com Bia Zaneratto marcando no próprio rebote em uma jogada dentro da área e depois com Gabi Nunes recebendo cruzamento da direita e finalizando livre de marcação, de cabeça.

A Argentina diminuiu com um belo gol de Dos Santos encobrindo a goleira Luciana, mas nos acréscimos Bia Zaneratto, com um chute forte da entrada da área, marcou o segundo dela e deu números finais à partida.

Até agora, a seleção comandada por Arthur Elias tem quatro vitórias em quatro jogos na competição, com 12 gols marcados. O gol sofrido contra a Argentina foi o primeiro e único até agora na campanha. O próximo compromisso da seleção está marcado para a madrugada de quinta-feira (7), em San Diego.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).