Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

INFORME PUBLICITÁRIO

Pay-per-view da Premier League irá ‘levar os fãs para caminhos ilegais’

Torcedores criticam cobrança e especialista diz que fãs assistirão em canais piratas
22/10/2020 08:00 - Da Redação


Transmitir jogos da Premier League em um serviço pay-per-view levará os fãs a assistirem em canais ilegais, diz um especialista em finanças de futebol. Os jogos ainda não escolhidos para serem exibidos ao vivo estarão disponíveis no BT Sport Box Office ou Sky Sports Box Office.

Os clubes da Premier League veem a "solução provisória" como uma forma de as pessoas ainda assistirem a seus times, mas alguns torcedores criticaram a cobrança de £14,95 (algo em torno de R$ 143). Em entrevista, o autor do Price Of Football descreveu o esquema de preços da Premier League como um "desastre de relações públicas", e que “isso vai levar as pessoas à pirataria", disse Kieran Maguire, autor de The Price Of Football”.  

Os espectadores não podem assistir aos jogos da Premier League desde que o futebol foi interrompido em março por causa da atual crise de saúde pública mundial. Quando a temporada da primeira divisão de 2019-20 foi retomada em junho, os 92 jogos restantes foram exibidos ao vivo por meio dos parceiros de transmissão da Premier League, o que tem acontecido até agora nesta temporada.

 
 

Críticas aos planos

Alguns fãs criticaram o preço planejado. Um esquema semelhante para clubes da Liga de Futebol Inglesa custa £10 por jogo (R$ 72), e outros já estão pagando taxas de assinatura do BT Sport e Sky Sports. Para que os jogos da Premier League continuem atraindo os fãs e movimentando o grande nicho de apostas esportivas, os torcedores buscam um preço que seja justo.

"O argumento da Premier League de que “se os clubes da EFL estão cobrando £10, devemos cobrar mais porque temos mais câmeras’ também é falho", disse Maguire. "As câmeras já estariam lá porque os jogos teriam sido exibidos no dia de qualquer maneira, então os custos de preparação seriam mínimos."

 
 

‘As pessoas estão sem dinheiro’

A Premier League continua comprometida com o retorno seguro dos torcedores o mais rápido possível. A liga e o governo do Reino Unido esperavam trazer os torcedores de volta aos estádios a partir de 1º de outubro, mas esses planos foram cancelados após a falta de controle da situação local e mundial.

O ex-lateral-direito do Manchester United e da Inglaterra Gary Neville, agora um analista da Sky Sports, disse nas redes sociais que a escolha pelo pay-per-view com o preço anunciado foi uma "jogada muito ruim" da Premier League.

Esses comentários foram ecoados por Sue Watson, membro da associação de apoiadores independentes do West Ham United, que, em entrevista, disse que o esquema "não vai dar certo". “Não reflete de forma alguma a realidade financeira em que se encontra grande parte dos torcedores, com a fragilidade dos empregos”, acrescentou.

O ex-vencedor da Premier League Chris Sutton disse que tudo isso ficou com uma "aparência terrível". "Estamos no meio de uma pandemia. As pessoas estão perdendo seus empregos. Vimos o dinheiro que os clubes da Premier League gastaram em taxas de transferência, o dinheiro que gastaram com agentes. Isso não agrada aos torcedores de futebol", afirmou.  

 

Felpuda


Racha em entidade religiosa teve péssimas consequências eleitorais na disputa por vagas na Câmara Municipal de Campo Grande.

O quiproquó, também, digamos, com nuance familiar, provocou estragos da-que-les.

Aí, como consequências, fez com que quem está não conseguisse votos suficientes para permanecer em 2021-2024 e quem estava fora tentando retornar ficasse à beira do caminho. 

Como se vê...