Esportes
FUTEBOL MUNDIAL

Qatar 2022 tem seleções definidas e País se prepara para 'Copa de bolso'

Escolhidas as 32 equipes, todos os oito estádios estão praticamente finalizados

FOLHAPRESS

19/06/2022 13:01

Em uma rara conversa com a imprensa, Hassan Al Thawadi, secretário-geral do Comitê para Execução e Legado da Copa do Mundo de 2022, disse a jornalistas ocidentais no final de 2019 algo que era óbvio para os qataris, mas novidade para estrangeiros.

"Este será um Mundial como nenhum outro."

Com os grupos sorteados e a definição das 32 seleções, o Qatar diz estar pronto para o pontapé inicial. Todos os oito estádios estão praticamente finalizados. A estrutura para o evento foi construída, o que inclui um distrito próximo a Doha, Lusail, para receber o jogo de abertura e a final.

Uma das características inéditas do torneio deste ano serão as distâncias.

"Será uma espécie de Copa do Mundo de bolso. Os percursos serão rápidos, não há nada muito longe", opinou o espanhol Felix Sánchez Bas, técnico da seleção qatari.

Pela primeira vez na história, não será propriamente um Mundial em um país, mas basicamente concentrado em uma cidade. Doha tem quatro dos oito estádios construídos ou reconstruídos para o evento. E mesmo os que não estão na capital são próximos. 

A maior distância entre duas arenas será de 75 quilômetros. Uma viagem de cerca de uma hora.

Na Copa da Rússia, em 2018, Kaliningrado e Ecaterimburgo, duas cidades que receberam partidas, estavam separadas por 2.488 quilômetros. Quase o suficiente para ir de São Paulo a Manaus (2.693 quilômetros). 

Quem saiu de Moscou após a fase de grupos e foi a Kazan acompanhar Argentina x França, pelas oitavas de final, viajou 17 horas de trem. O Qatar será o menor país, em extensão, a receber o torneio. 

Seus 11.571 quilômetros quadrados representam quase quatro vezes menos do que a Suíça (41.285 quilômetros quadrados), até hoje o menor território a abrigar a Copa do Mundo, em 1954.