Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

GINÁSIO GUANANDIZÃO

Reabertura de Ginásio Guanandizão coloca MS na mira de grandes eventos esportivos

Diretores esperam que eventos tragam resultados positivos para a economia do Estado
31/10/2020 14:02 - Alicia Miyashiro


Fechado há sete anos, o ginásio Guanandizão realizou, nesta sexta-feira (30), sua cerimônia de reabertura. O público foi restrito aos convidados do Governo do Estado, Prefeitura de Campo Grande e a Federação de Vôlei de Mato Grosso do Sul (FVMS).

Após a inauguração, o evento apresentou o final da Supercopa de Vôlei, entre Taubaté e Cruzeiro. Devido à pandemia do novo coronavírus, todos que assistiram a partida, tiveram que respeitar o distanciamento social nas arquibancadas.

De acordo com o diretor-presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Marcelo Ferreira Miranda, apesar das tensões vividas para a realização desse evento, todas as exigências foram cumpridas e as expectativas de agora em diante são as melhores. 

“Esperamos uma grande festa, que vai nos credenciar para a Liga das Nações ano que vem, que vai ser o maior evento da história do Mato Grosso do Sul”, e ainda ressaltou: “tenho certeza que esses eventos vão ajudar muito na retomada da economia do Estado, na pós pandemia”.

O diretor-presidente da Fundação Municipal de Esporte (Funesp), Rodrigo Terra, também comemorou a reinauguração e informou que, agora, o ginásio desenvolverá vários programas esportivos para a comunidade, além do treinamento de handebol e futsal.

Em relação ao Campeonato Estadual de Futebol previsto para o dia 28 de novembro, Marcelo afirmou que todas as providências já estão sendo tomadas para obterem uma realização com êxito, assim como a do Ginásio Guanandizão, seguindo todas as regras de biossegurança para garantir a proteção de atletas e funcionários.

“Eu diria que vamos servir como referência sim para outros estados, para outros grandes eventos e, que respeitando o limite seguro do espectador, os protocolos de biossegurança, você consegue fazer um evento seguro. Porque é importante, a população já tá com uma expectativa muito grande de retomada de eventos, então eu acho que esse modelo que a gente tá apresentando, talvez seja interessante para as outras áreas da cultura, por exemplo", finalizou.

 
 

Felpuda


Racha em entidade religiosa teve péssimas consequências eleitorais na disputa por vagas na Câmara Municipal de Campo Grande.

O quiproquó, também, digamos, com nuance familiar, provocou estragos da-que-les.

Aí, como consequências, fez com que quem está não conseguisse votos suficientes para permanecer em 2021-2024 e quem estava fora tentando retornar ficasse à beira do caminho. 

Como se vê...