Esportes

liderança

São Paulo derrota o Grêmio por 3 a 1, mantém 100%

São Paulo derrota o Grêmio por 3 a 1, mantém 100%

Continue lendo...

O São Paulo não se incomodou com a noite gelada deste sábado no Morumbi e praticou um futebol amplamente superior ao Grêmio principalmente no primeiro tempo, sendo recompensado com a vitória por 3 a 1 que o manteve confortável na liderança do Brasileirão por mais uma rodada.

O resultado obtido neste sábado foi um marco histórico para o São Paulo, que pela primeira vez numa edição de pontos corridos do Brasileirão conseguiu quatro vitórias seguidas de início, sendo a única equipe 100% na competição.

O técnico Paulo Cesar Carpegiani surpreendeu com uma mudança inesperada ao escalar o meia-atacante Marlos na vaga do volante Carlinhos Paraíba. A troca deu certo, pois a rapidez do ataque são-paulino desnorteou a pesada defesa montada por Renato Gaúcho no Grêmio, com quatro zagueiros de origem.

O São Paulo sobrou na primeira etapa, mas pecou por não definir a partida. Ainda assim, Casemiro marcou no início, e Lucas e Dagoberto ficaram bem perto de ampliar o marcador. Do lado do Grêmio, impressionantes zero chutes direto para a meta do goleiro Rogério Ceni.

A frase ‘quem não faz, toma’ pode ser surrada, batida, mas ainda é válida. No segundo lance do Grêmio na partida toda, Casemiro marcou contra o gol de empate e mudou todo o panorama da partida no segundo tempo.

Mas o São Paulo não se intimidou com o gol sofrido e, em lance que lembrou a derrota da seleção brasileira para a Argentina, Douglas deu de presente o gol da vitória do time paulista, que terminou em boa finalização de Marlos, para delírio de Carpegiani que surpreendeu a todos ao apostar no jogador.

CONVOCAÇÃO

De origem Terena, campo-grandense Ederson chega à seleção brasileira

No Brasil, o volante teve passagens por Cruzeiro, Corinthians e Fortaleza; agora na Atalanta (Itália), joga a final da Europa League nesta quarta-feira (22), contra o Bayer Leverkusen, às 15h

20/05/2024 10h15

Campo-grandense Éderson em ação pelas cores da Atalanta (Itália)

Campo-grandense Éderson em ação pelas cores da Atalanta (Itália) Foto: Reprodução

Continue Lendo...

Natural de Campo Grande e de origem Terena, o volante Éderson foi convocado para a seleção brasileira para a disputa da Copa América, em junho.

Éderson e sua mãe em um casamento - Foto: ReproduçãoÉderson e sua mãe em um casamento - Foto: Reprodução

Sua avó e mãe são de origem indígena, inclusive com vários familiares morando na Aldeia Bananal, em Aquidauana. Inclusive, o jogador tem uma tatuagem em homenagem à sua ascendência terena.

No braço direito ele traz tatuada a data de nascimento da avó materna, apontada por ele como uma de suas inspirações e que inclusive fala a língua dos terenas.

Hoje na Atalanta (Itália), Éderson soma 7 gols e uma assistência em 51 jogos na temporada. No campeonato italiano, sua equipe ficou em quinto lugar, conquistando uma vaga na Champions League 24/25.

Nesta quarta-feira (22), a Atalanta enfrenta o Bayer Leverkusen (Alemanha), pela final da Europa League, a segunda competição europeia mais importante da temporada. O jogo será em Dublin, na Irlanda, às 15h (horário de MS).

Inicialmente, a lista de convocados para o torneio continental tinha 23 jogadores, mas com a aprovação da Conmebol para chamar mais três. Então, Dorival Júnior, treinador do Brasil, incluiu o volante campo-grandense como uma das opções para o meio-campo.

"Todos os atletas, independente do momento das convocações, chegam em igualdade de condições para disputar e brigar por uma posição dentro da equipe titular", afirmou Dorival Júnior.

Éderson nunca havia sido convocado para a seleção brasileira profissional, mas já atuou em uma partida do sub-20, quando entrou em um amistoso contra o Chile, em outubro de 2018.

A Copa América deste ano será nos Estados Unidos, do dia 20 de junho a 14 de julho. O Brasil está no grupo D, composto por Colômbia, Paraguai e Costa Rica. A seleção brasileira é uma das favoritas ao título continental.

Trajetória

Aos 13 anos, Éderson começou a ser construído como jogador na escolinha de futebol do bairro Tiradentes, na região leste de Campo Grande. Pouco tempo depois, foi levado para o clube Desportivo Brasil (SP), para então seguir a sua carreira profissional.

Em julho de 2019, o Cruzeiro (MG) se interessou pelo jogador e pagou cerca de R$ 1,6 milhão pelo futebol do volante. Em apenas sete meses no clube mineiro, Éderson se transferiu para o Corinthians (SP) a custo zero. 

No clube alvinegro, atuou em 25 jogos e marcou 3 gols, fazendo parte do elenco vice-campeão do Campeonato Paulista em 2020. Em março de 2021, foi emprestado ao Fortaleza (CE), sendo um dos destaques do Campeonato Brasileiro naquele ano.

Em janeiro do ano seguinte, por necessidade financeira, o Corinthians deu fim ao empréstimo e acertou a venda do atleta ao Salernitana (Itália) por 6,5 milhões de euros. 

No clube italiano, se destacou rapidamente e em menos de seis meses no clube, despertou o interesse da Atalanta, também da Itália, que pagou cerca de 22,9 milhões de euros pelo jogador. Até então, ainda veste as cores da equipe azul e preta.

Segundo o jornal espanhol Mundo Deportivo, clubes gigantes como Barcelona (Espanha), Liverpool (Inglaterra), Manchester United (Inglaterra) e Milan (Itália) apresentaram interesse em contar com o futebol do volante campo-grandense para a próxima temporada. 

De acordo com o Transfermarkt, site especializado em mercado de transferências, Éderson vale 30 milhões de euros (aproximadamente 167 milhões de reais na cotação atual). Mas, provavelmente, a Atalanta deve fazer jogo duro para liberar o atleta.

ASSINE O CORREIO DO ESTADO
 

Retratação

Gabigol assume erro, explica por que vestiu camisa do Corinthians

"Eu amo o Flamengo", disse o jogador em entrevista

19/05/2024 22h00

A principio a assessoria disse que foto vazada foi fruto de uma montagem (Foto: Reprodução)

A principio a assessoria disse que foto vazada foi fruto de uma montagem (Foto: Reprodução) Foto/Reprodução

Continue Lendo...

Dias após ser flagrado vestindo a camisa do Corinthians, Gabigol falou pela primeira vez sobre o ocorrido que acabou rendendo a ele uma multa pela diretoria do Flamengo, bem como o fim de seu direito de usar a camisa 10 do clube. O atacante admitiu o erro e reiterou seu amor pelo clube carioca em entrevist.

"Primeiro, eu errei. Acho que é errar, pedir desculpas, saber que eu errei. Mas nesse momento que a foto saiu, eu fiquei muito perplexo. Fiquei sem entender. Esse período que fiquei sem falar, sem me pronunciar, foi um período que tirei para pensar. É claro que na emoção dos fatos, o meu primeiro pensamento foi negar. Como eu falo com meus amigos, eu coleciono camisas, troco camisas, seja de seleção, de basquete, e essa camisa eu acabei recebendo e usando", disse Gabigol.

Inicialmente, a assessoria do jogador havia dito que a imagem que viralizou nas redes não era verdadeira. "Como eu falei, errei, peço desculpas. Mas foi um ato que eu não pensei tanto assim. Não sabia que ia acontecer tudo isso. Nunca iria usar uma camisa para poder desrespeitar a camisa do Flamengo, a torcida do Flamengo. Isso é um ato que em várias periferias tem, usar várias camisas. É pedir desculpas e dizer que não vai acontecer mais", afirmou.

"Eu estava na minha intimidade, em casa, em um momento totalmente relaxado, desarmado. Estava em casa, tranquilo, com amigos, com pessoas que eu considero. Então, em vários momentos já usei outras camisas também. Essa camisa tem uma questão racial também nela. Então, eu ganho camisa do Santos. Esses dias lançaram uma camisa do Santos com Charlie Brown, em homenagem a ele, eu ganhei. Jogadores que jogam fora me mandam camisa. Camisas de seleção, de basquete. Foi um momento que eu estava usando uma camisa sem pretensão nenhuma de acontecer nada. Essa foto acabou sendo vazada. Errei, aprendi e não vai acontecer mais", afirmou.

Gabigol foi flagrado com a camisa alvinegra enquanto estava em um churrasco em sua casa com amigos e membros do Flamengo. Na imagem, é possível ver também um copo de cerveja na mesa perto do atleta.

"A pessoa que fez isso claramente foi maldosa. Independentemente de estar dentro da minha casa ou em algum outro lugar. É claro que não faria isso se não estivesse na minha casa, totalmente desarmado, totalmente relaxado. Já usei várias outras camisas. Para mim, o que mais vale pontuar, eu não escolhi a camisa para acontecer isso, tudo isso. Só usei a camisa porque estava dentro da minha casa, como já usei outras várias. Amo o Flamengo, sou flamenguista, a minha casa é o Rio de Janeiro. Tenho certeza que não é uma foto que vai mudar isso."

Gabigol tem contrato com o Flamengo até o final deste ano e a partir de 30 de junho pode assinar um vínculo para defender qualquer equipe no início de 2025. O episódio da camisa do Corinthians estremeceu a relação com a diretoria do Fla, torcida e também tornou mais distante uma renovação na Gávea.

"Eu acho que não muda o cenário. É uma coisa conversada pelos dois lados. Eu nunca gosto de conversar sobre isso, porque pode colocar as minhas palavras de forma errada e criar uma crise que não acho que seja certo. Não gosto quando as pessoas falam, principalmente as que não sabem a verdade. Eu acho que isso vai ser resolvido da melhor maneira possível. Todo mundo sabe e não é escondido de ninguém que eu quero muito ficar no Flamengo. Não falo isso porque está acontecendo isso agora. As pessoas que vivem ao meu redor, que me conhecem, sabem do meu amor pelo Flamengo. Tenho certeza que não é uma foto, não é um erro, que vai apagar a nossa conexão", disse.

"A primeira coisa é pedir desculpa à torcida, como estou pedindo Sei que poderia ter feito isso antes, mas sou ser humano. Também preciso do meu tempo. Sou que nem eles às vezes, que chegam do trabalho e acontece alguma coisa ruim, e só quer se trancar no quarto, só quer ficar com os pais. Eu precisava fazer isso (pedir desculpa) com meus pais, com meus colegas de clube primeiro do que com a imprensa. Então, agora acho que foi o momento que estou mais tranquilo e calmo para isso, pedir desculpa à torcida do Flamengo. Confio muito que não é esse fato isolado que vai mudar a nossa relação, a nossa verdade. Eles sempre viram de mim a verdade. A verdade é que o Gabriel erra, é um ser humano que precisa de um tempo pra pensar no que aconteceu", finalizou.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).