Esportes

Arena Pernambuco

Sport quebra jejum de dez rodadas e vence o Fluminense

Sport quebra jejum de dez rodadas e vence o Fluminense

Continue lendo...

Após amargar dez rodadas sem vencer, o Sport finalmente quebrou o jejum na noite deste domingo, na Arena Pernambuco. O Leão da Ilha derrotou o Fluminense por 1 a 0 com gol marcado por Danilo, jogando a crise para o lado tricolor na 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em jogo de baixa qualidade técnica, o Sport teve o mérito por ser mais objetivo. Abrindo vantagem no início, soube defender o resultado diante de um adversário desorganizado. O revés deixa o Fluminense estacionado nos 34 pontos, que lhe colocam na 11ª colocação do Nacional. Logo acima aparece o Sport, que chega a 36 no décimo lugar.

Na próxima rodada o Fluminense volta ao Maracanã para tentar vencer após seis tropeços seguidos. O adversário é o Palmeiras, às 19h30 (de Brasília) desta quarta-feira. No mesmo horário o Sport visita o Joinville em Santa Catarina.

O jogo
Vestido de azul em homenagem à casa real holandesa, o Sport entrou em campo com formação ofensiva e apenas um volante. Assim cercou o Fluminense, que se resumia a marcar na entrada da própria área enquanto mantinha Fred isolado.

O contexto não impediu que Gerson fosse lançado em boas condições logo aos cinco minutos, mas Durval fez a falta para impedir o gol. Os tricolores pediram a expulsão do zagueiro, mas a arbitragem não o considerou como “último homem” e manteve como advertência o cartão amarelo. Jean cobrou forte e fez a bola passar rente à trave esquerda do gol defendido por Danilo Fernandes.

Concentrando muita gente na frente, o Sport trocava bolas na intermediária sem conseguir infiltrações. O Fluminense atuava mais recuado, mas explorando espaços para responder em velocidade. Foi assim que Léo penetrou pela esquerda, aos 16, e bateu com perigo por cima.

Mesmo sem jogar bem, o Leão da Ilha saiu na frente aos 17 minutos. André foi lançado na área e de calcanhar recuou para Danilo mandar uma bomba. O primeiro gol do lateral no Campeonato Brasileiro seria também o único da partida, porque o time pernambucano se acalmou. Passou a tocar a bola com mais objetividade, enquanto os visitantes mostravam nervosismo apelando para faltas duras.

O segundo gol rubro-negro quase saiu aos 28 minutos, quando Gum não cortou um lançamento, e Diego Cavalieri saiu com os pés para cortar investida de Maikon Leite. Pouco depois o goleiro voltou a trabalhar interceptando cruzamento de Marlone para André, e ainda teve que se esticar para espalmar cobrança de falta de Diego Souza.

Sem criar grande perigo, o Fluminense se resumiu a lances fortuitos até o intervalo sem saber que a etapa final seria ainda mais dura. O Sport voltou com nova postura e passou a marcar adiantado para atrapalhar a saída de bola tricolor. Assim, retomava a bola com facilidade no campo de ataque.

Jean teve nova chance de responder em cobrança de falta, mas a bola que desviou em Rithely encobriu o travessão. Daí em diante, ambos os times se entregaram à inconstância, errando passes e construindo pouco. Até que uma falta cobrada por Vinicius obrigou Danilo Fernandes a fazer grande defesa, em lance que por pouco não empatou o jogo aos 41 minutos.

FICHA TÉCNICA 
SPORT 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Arena Pernambuco, em Recife (PE) 
Data: 13 de setembro de 2015 (Domingo) 
Horário: 18h30(de Brasília) 
Público: 6.939 presentes 
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC) 
Assistentes: Nadine Schramm Camara Bastos (Fifa-SC) e Ivan Carlos Bohn (PR) 
Cartão Amarelo: Durval, Matheus Ferraz(Spo); Gum, Edson, Jean(Flu)

Gol: 
SPORT:
Danilo, aos 17 minutos do primeiro tempo

SPORT: Danilo Fernandes, Ferrugem, Matheus Ferraz, Durval e Danilo; Rithely, Marlone( Elberl)e Diego Souza; Maikon Leite(Régis), Hernane e André(Wendell) 
Técnico: Eduardo Baptista

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Marlon e Léo; Edson( Vinicius), Jean, Gerson, Marcos Junior(Osvaldo) e Gustavo Scarpa(Michael); Fred 
Técnico: Enderson Moreira

Copa América

Colômbia não perde há 28 jogos, mas última derrota foi justamente para a Argentina

Seleções se enfrentam neste domingo na final da Copa América

14/07/2024 09h00

Reprodução: Luis Diaz via Instagram

Continue Lendo...

No dia 1º de fevereiro de 2022, a Colômbia sofreu sua última derrota: 1 a 0 para a Argentina. Sem Messi em campo, Lautaro Martínez marcou o único gol do jogo. Desde então, os colombianos disputaram 28 partidas, derrotando grandes equipes e permanecendo invictos. Hoje, às 21h, em Miami, as seleções se enfrentam novamente na final da Copa América.

Naquela Data Fifa, a Colômbia praticamente deu adeus às chances de se classificar para a Copa do Mundo. O time, então dirigido por Reinaldo Rueda, também perdeu para o Peru, e nem as duas vitórias nas rodadas finais foram suficientes para colocá-lo na zona de classificação.

Rueda deixou o comando técnico, e Hector Cardenas, treinador do sub-20, assumiu a seleção em um amistoso até a escolha de Néstor Lorenzo como técnico principal. Lorenzo, ex-auxiliar de José Pékerman por 13 anos, tinha experiência apenas como treinador principal no Melgar (PER).

Lorenzo estreou com três vitórias, depois empatou duas vezes, voltou a vencer mais duas, e enfrentou a poderosa Alemanha em seu primeiro grande teste. Em Gelsenkirchen, Luis Díaz e Cuadrado comandaram a vitória por 2 a 0, levando a Colômbia a 11 jogos de invencibilidade.

Nas arquibancadas do Bank of America Stadium, em Charlotte (EUA), na semifinal da Copa América, os colombianos começaram a acreditar: "sim, nós podemos". A próxima grande vítima foi o Brasil, em Barranquilla (COL), com uma vitória por 2 a 1.

A Colômbia então mostrou sua força em Londres, vencendo a Espanha por 1 a 0, atual finalista da Eurocopa. Esta vitória em um amistoso abriu o ano de 2024 e deu ainda mais confiança ao time para alcançar algo que não acontecia há 23 anos: chegar à final da Copa América.

Para continuar o sonho, a Colômbia precisa superar a Argentina, sua última algoz. Desta vez, com Messi em campo.

Sequência de 28 jogos de invencibilidade

1. Colômbia 3 x 0 Bolívia (Eliminatórias da Copa, 2022)
2. Colômbia 1 x 0 Venezuela (Eliminatórias da Copa, 2022)
3. Colômbia 1 x 0 Arábia Saudita (Amistoso 2022)
4. Colômbia 4 x 1 Guatemala (Amistoso 2022)
5. Colômbia 3 x 2 México (Amistoso 2022)
6. Colômbia 2 x 0 Paraguai (Amistoso 2022)
Início da Era Néstor Lorenzo
7. Colômbia 0 x 0 Estados Unidos (Amistoso 2023)
8. Colômbia 2 x 2 Coreia do Sul (Amistoso 2023)
9. Colômbia 2 x 1 Japão (Amistoso 2023)
10. Colômbia 1 x 0 Iraque (Amistoso 2023)
11. Colômbia 2 x 0 Alemanha (Amistoso 2023)
12. Colômbia 1 x 0 Venezuela (Eliminatórias da Copa, 2023)
13. Colômbia 0 x 0 Chile (Eliminatórias da Copa, 2023)
14. Colômbia 2 x 2 Uruguai (Eliminatórias da Copa, 2023)
15. Colômbia 0 x 0 Equador (Eliminatórias da Copa, 2023)
16. Colômbia 2 x 1 Brasil (Eliminatórias da Copa, 2023)
17. Colômbia 1 x 0 Paraguai (Eliminatórias da Copa, 2023)
18. Colômbia 1 x 0 Venezuela (Amistoso 2023)
19. Colômbia 3 x 2 México (Amistoso 2023)
20. Colômbia 1 x 0 Espanha (Amistoso 2024)
21. Colômbia 3 x 2 Romênia (Amistoso 2024)
22. Colômbia 5 x 1 Estados Unidos (Amistoso 2024)
23. Colômbia 3 x 0 Bolívia (Amistoso 2024)
24. Colômbia 2 x 1 Paraguai (Copa América 2024)
25. Colômbia 3 x 0 Costa Rica (Copa América 2024)
26. Colômbia 1 x 1 Brasil (Copa América 2024)
27. Colômbia 5 x 0 Panamá (Copa América 2024)
28. Colômbia 1 x 0 Uruguai (Copa América 2024)

Com Folha Press 

BR-116

Dunga, capitão do tetra, sofre acidente e capota carro no Paraná

Ex-treinador da seleção estava com a esposa no veículo e tete do bafômetro deu negativo

13/07/2024 21h00

Carro capotou na BR-116, em Campina Grande do Sul (PR)

Carro capotou na BR-116, em Campina Grande do Sul (PR) Divulgação / PRF

Continue Lendo...

Ex-treinador da seleção brasileira, Dunga sofreu acidente e capotou carro neste sábado, 13, na BR-116, próximo a Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, no Paraná. Capitão do tetra, o ex-jogador estava ao lado de sua mulher, Evanir Verri.

Eles eram os únicos no veículo e foram atendidos ainda no local.

O acidente foi registrado próximo ao km 39 da rodovia. Tanto Dunga como Evanir tiveram ferimentos leves e estavam conscientes durante o atendimento. Eles foram levados ao Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, próximo ao local do acidente.

O teste do etilômetro foi realizado nas vítimas, com o resultado negativo. O capotamento ocorreu no início desta tarde, às 12h30. As informações são do G1.

Futebol

Dunga foi campeão mundial, como jogador e capitão, em 1994, nos Estados Unidos. A conquista do tetracampeonato completa 30 anos completa 30 anos no dia 17 de julho.

Além disso, comandou a seleção brasileira entre 2006 e 2010, na primeira passagem, e 2015 e 2016.

Como técnico, conquistou a Copa América de 2007 e a Copa das Confederações de 2009. Além disso, comandou a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, quando foi eliminado nas quartas de final pela Holanda. Desde 2016, quando foi demitido pela CBF, o treinador não assume outro trabalho como treinador em sua carreira.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).