Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONTRA O FLAMENGO

STJD multa Palmeiras em apenas R$ 1 por confusão em jogo

Além da multa simbólica, clube deve doar R$ 12 mil para combate a Covid-19
10/06/2020 02:00 - Estadão Conteúdo


O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) concluiu nesta terça-feira o julgamento do processo sobre o jogo entre Palmeiras e Flamengo, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2019. E se absolveu o clube carioca, puniu o time paulista com uma transação disciplinar homologada de R$ 12.001, sendo R$ 12 mil destinado a uma instituição que atua no combate à covid-19, como doação, e R$ 1 simbólico ao STJD.

No primeiro julgamento, ambos os clubes haviam sido absolvidos, mas a Procuradoria do STJD recorreu da decisão. Na súmula do jogo, vencido pela equipe carioca, por 3 a 1, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro relatou o arremesso de um chinelo e de dois assentos em direção aos atletas do Flamengo. E no julgamento, se definiu pela punição simbólica ao Palmeiras, que agora doará R$ 12 mil para ajudar no combate ao coronavírus, além de repassar R$ 1 ao STJD.

Já o Flamengo voltou a ser julgado pela presença de torcedores infiltrados - foi proibida a presença de visitantes nas arquibancadas do Allianz Parque. Mas o clube carioca voltou a ser absolvido.

CRUZEIRO - Também nesta terça-feira, o Pleno do STJD julgou o recurso do Cruzeiro contra a pena de três partidas com os portões fechados, em função dos incidentes ocorridos na derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, no Mineirão, resultado que determinou o rebaixamento da equipe à Série B do Campeonato Brasileiro. E o tribunal manteve a punição ao time, assim coo a multa de R$ 50 mil.

 

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...