Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SALTO COM VARA

Campeão olímpico, Thiago Braz vence competição na Itália em seu retorno às competições

Competição de salto com vara foi realizada com com alguns cuidados por causa da pandemia
02/08/2020 00:00 - Estadão Conteúdo


O campeão olímpico do salto com vara Thiago Braz conquistou, neste sábado, a medalha de ouro no 13º Meeting Internacional Triveneto, na cidade de Trieste, na Itália. 

A competição foi disputada com alguns cuidados por causa da pandemia global da covid-19, que afetou todo o calendário internacional do atletismo de 2020.

O brasileiro, que mora e treina em Formia, saltou 5,50 m em sua volta depois de quase seis meses sem competir. 

A sua última prova do ano havia sido o Meeting Indoor de Berlim, na Alemanha, em 14 de fevereiro. 

Foi sua estreia também na temporada ao ar livre. A sua última atuação em estádio havia sido no Campeonato Mundial de Doha, no Catar, onde ficou na quinta colocação.

Thiago, recordista olímpico com 6,03 m, entrou a competição nos 5,50 m e passou na sua terceira e última tentativa. 

Depois abriu mão de 5,55 m e 5,60 m, buscou superar o sarrafo a 5,65 m, falhando em dois saltos. Depois errou também em 5,70 m.

O filipino John Ernest Obiena, campeão asiático, seu vizinho de casa e companheiro de treino, ficou em segundo lugar, com 5,45 m, seguido do italiano Max Mandusic, com 5,35 m.

Qualificado para os Jogos Olímpicos de Tóquio, o paulista de Marília, de 26 anos, ficou dois meses treinando em casa no início da pandemia e só no final de maio retomou as atividades no Centro Olímpico de Formia, orientado pelo ucraniano Vitaly Petrov.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.