Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FUTEBOL

Vasco e Flamengo ampliam férias e todos os times da séries A e B param até maio

Medida é por indefinição sobre a retomada das competições
18/04/2020 05:00 - Estadão Conteúdo


O Vasco e o Flamengo comunicaram nesta sexta-feira a ampliação do período de férias dos seus elencos. Após conceder 20 dias de descanso aos jogadores, os clubes cariocas determinaram mais dez dias de recesso aos atletas, seguindo o que foi feito pela imensa maioria dos clubes das duas primeiras divisões do futebol nacional.

Na última terça-feira, 37 dos 40 times que fazem parte da Comissão Nacional de Clubes optaram por manter seus elencos em férias por todo o mês diante da indefinição sobre a retomada das competições em função da pandemia do coronavírus.

As exceções foram Botafogo, Flamengo e Vasco. A justificativa foi que eles aguardavam uma reunião com a Ferj para avaliação sobre a possibilidade de retomada do Campeonato Carioca para definir se concederiam mais dez dias de descanso. O Botafogo decidiu por ampliar as férias na quinta-feira. E a ação foi seguida por Vasco e Flamengo nesta sexta. Assim, os 40 clubes das duas primeiras divisões nacionais estão com as atividades paralisadas.

"O CRVG comunica que as férias do departamento de futebol profissional serão estendidas até o dia 30 de abril. O Clube reitera que seguirá atento às novas orientações de saúde sobre a pandemia da Covid-19, com o intuito principal de preservar atletas e funcionários", anunciou o Vasco. "O Clube de Regatas do Flamengo informa que as férias dos atletas foram estendidas até o dia 30 de abril", informou o Flamengo.

O Campeonato Carioca está paralisado desde 16 de março. E com o intuito de retomá-lo, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro e os clubes formaram nesta semana uma comissão médica para preparar um protocolo, denominado "Jogo Seguro", que será repassado às autoridades públicas para obter o aval que liberaria a continuidade da competição.

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.