Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DIÁLOGO

Felpuda

Ester Figueiredo
29/04/2020 00:00 - Felpuda


Nas rodinhas de conversa há quem diga que figurinha ampliou suas atribuições político-administrativas ao ganhar cargo novo. Seus tentáculos, aliás, somente foram ampliados, pois continuará mandando lá, ali e acolá bem ao seu gosto. Como eminência parda, não há uma folha que caia sem que ele saiba. Como diria vovó, citando conhecida frase de Millôr Fernandes: “O poder é o camaleão ao contrário: todos tomam a sua cor”.

Felpuda


Nos bastidores, há quem garanta que a única salvação, de quem está com a corda no pescoço, é ele aceitar ser candidato a vice-prefeito em chapa de novato no partido. Vale dizer que isso nunca teria passado por sua cabeça, uma vez que foi eleito com, digamos, “caminhão de votos”. Se aceitar a imposição, pisaria na tábua de salvação; se recusar, poderá perder o mandato. Ah, o poder!