Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MAIS RADARES

Atropelamento de animais cai pela metade na BR-262

Atropelamento de animais cai pela metade na BR-262
20/01/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


A instalação de radares na BR-262 entre Anastácio e Corumbá é um dos fatores que ajudou a reduzir pela metade o índice de atropelamento de animais. Enquanto estudo oficial concluído em maio de 2012 apontava três bichos mortos a cada dois dias, em 1990 eram quatro mortes por dia. A informação é do jornal Correio do Estado.

Conforme a publicação, hoje, por esse trecho o motorista cruza por ao menos duas dezenas de redutores de velocidade, três vezes mais que os equipamentos instalados ali até cinco anos atrás.

Agora, controla a pesquisa o Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura, o ITTI, braço da Universidade Federal do Paraná (UFPR), instituição que desde 2012 desenvolve na BR-262 o Programa de Monitoramento de Atropelamentos de Fauna.

De junho de 2011 a maio de 2012, uma equipe do ITTI atravessou por seguidas vezes a estrada que ruma ao Pantanal, a partir de Anastácio, e apurou que no período 610 animais foram mortos atropelados.

O grupo vai retomar a pesquisa pelo mesmo trajeto, a partir deste mês. A matéria é assinada por Celso Bejarano.

Felpuda


Nos bastidores, há quem garanta que a única salvação, de quem está com a corda no pescoço, é ele aceitar ser candidato a vice-prefeito em chapa de novato no partido. Vale dizer que isso nunca teria passado por sua cabeça, uma vez que foi eleito com, digamos, “caminhão de votos”. Se aceitar a imposição, pisaria na tábua de salvação; se recusar, poderá perder o mandato. Ah, o poder!