Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POLÍTICA

A chuva

A chuva
01/05/2010 20:57 -


Sempre ouvimos falar que os ladrões mais inteligentes, mais sagazes do mundo, são os nossos irmãos argentinos. E disso tivemos uma prova inequívoca.

Há uns 10 anos, encontrávamos, em excursão, em Buenos-Aires. Estávamos entreverados numa turma de 3 casais: – eu e a Dirce, Ermelindo e Eva, Mário Duarte e Edyr. Uma certa noite, deixamos o hotel e fomos, a pé, jantar num restaurante de luxo, a duas quadras do hotel.

No regresso, caminhávamos despreocupados, quando alguém enfiou, com violência, a mão no bolso esquerdo da minha calça. Ficamos surpresos, e, mais ainda, quando, no mesmo instante, caiu uma chuva de dólares sobre nós. Empolgados e ávidos, desandamos a pegar as notas no ar, ou a catá-las no chão.

Desse episódio, curto e verídico, saíram decepcionadas 7 pessoas. Em 1º lugar, os três casais, ao verificar que as notas de dólares eram falsas; em 2º lugar, o ladrão, que enfiou a mão no bolso errado, no bolso esquerdo, quando todo o nosso dinheiro estava no bolso direito...

...Refeitos do susto e da decepção, desandamos a dar gargalhadas.

Ao longe, a CASA ROSADA sorriu pela primeira vez! Sorriu de gozação...

 

Heliophar de Almeida Serra

Felpuda


Partido político está vivendo processo de autofagia cá por essas bandas. Nada de ideologia ou defesa dos interesses dos filiados. O problema, segundo os mais observadores, é que lideranças não se contentaram em ter cada uma o seu pedaço e decidiram tomar conta com exclusividade do espólio, que, aliás, é regado com cifras milionárias. A legenda deverá se transformarem uma máquina de lavar, no caso, cheia de roupas sujas. E dê-lhe!